Archive for the ‘Botafogo’ Category

Brasileirão 2019 – Grêmio 3×0 Botafogo

October 28, 2019

48970719737_ca522504d9_o

O Grêmio precisa reagir depois da eliminação da Libertadores. Reagiu, conseguindo uma importante vitória com uma atuação bem razoável (especialmente no segundo tempo, quando ocupou constantemente o campo de ataque).

A combinação entre Luciano e Diego Tardelli funcionou bem.

Ouvi a entrevista do Presidente Duda Kroeff no final da partida. Em nenhum momento foi dita a frase atribuída a ele pelo twitter da Rádio Grenal.  Contudo achei a entrevista muito ruim. Voltou a passar uma imagem de imensa dificuldade em fazer uma autocrítica. Acho bem dificil dizer que a contratação do André não deu errado depois de tudo em que vimos em campo nesse ano e meio que o jogador atua pelo Grêmio

O CRÉDITO DA FOTO É OBRIGATÓRIO: Vítor Silva/BotafogoO CRÉDITO DA FOTO É OBRIGATÓRIO: Vítor Silva/BotafogoO CRÉDITO DA FOTO É OBRIGATÓRIO: Vítor Silva/Botafogo

Público pagante de ontem foi o menor de jogos do time titular na Arena em 2019 (segundo menor no geral, atrás apenas de Grêmio 0x0 Juventude pelo Gauchão).

Desde 2013 o Grêmio fez 40 (de um total de 122) jogos de Brasileirão na Arena aos domingos com início as 16h/17h. Público pagante de ontem foi o segundo menor dessas 40 partidas (atrás apenas de Grêmio 1×1 Atlético Goianiense pelo Brasileirão de 2017)

Média de Público do Grêmio no Brasileirão 2019:
23.364 (21.149 pagantes)

– Média de público do Grêmio na Arena na atual temporada:
24.520 (22.231 pagantes)

– Média de público do Grêmio como mandante em 2019:
17.345 (15.255 pagantes)

48970549336_a0a9f99177_h

Fotos: Itamar Aguiar (Grêmio FBPA) e Vitor Silva (Botafogo)

Grêmio 3×0 Botafogo

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Matheus Henrique e Maicon (Rômulo, 29/2ºT); Alisson (Pepê, aos 15/2ºT), Diego Tardelli e Everton; Luciano (Thaciano, 20/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Yuri; Cícero e João Paulo; Luiz Fernando (Rhuan, 37/2ºT), Diego Souza e Léo Valencia (Igor Cássio, aos 9/2ºT); Victor Rangel (Alex Santana, aos 15/2ºT)
Técnico: Alberto Valentim

28ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2019
Data: 27 de outubro de 2019, domingo, 16h00min
Local: Arena Grêmio, em Porto Alegre – RS
Público: 9.786 (7.608 pagantes)
Renda: R$ 240.139,00
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
VAR: Rodrigo Dalonso Ferreira (SC)
Cartões amarelos: Matheus Henrique, Geromel, Kannemann, Cícero, Yuri
Gols: Maicon, aos 11 minutos do primeiro tempo, e Thaciano, aos 25, e Everton, aos 34 minutos do segundo tempo

Brasileirão 1995 – Grêmio 2×3 Botafogo

October 26, 2019

1995 botafogo brasileirao leandro avila jose doval zh b

Em 16 de setembro de 1995, Grêmio e Botafogo se enfrentaram no Olímpico pela primeira fase do Brasileirão. O tricolor fazia seu quinto jogo após alcançar o Bicampeonato da Libertadores e parecia mais interessado no jogo seguinte, que seria a estreia na Supercopa. Desse modo o Botafogo conseguiu um importante resultado, conquistando sua primeira vitória fora de casa na campanha do seu último título nacional.

Eu imagino que a declaração dada por Felipão no intervalo dessa partida (ver a crônica da Zero Hora transcrita abaixo) seria bem mais questionada caso fosse feita atualmente.

1995 botafogo brasileirao tulio jose doval zh

BOTAFOGO JOGA BEM, DERROTA O GRÊMIO E LIDERA O GRUPO A

[…]

O Grêmio, ainda de ressaca pela conquista da Libertadores, não foi aquele time  aguerrido, que sufoca os adversários quando joga no Olímpico. Mesmo assim, teve duas chances para marcar, a melhor delas com Carlos Miguel.

No segundo tempo, logo aos 10 minutos, Túlio fez as pazes com o gol. Recebeu bola açucarada de Gottardo, que estava no ataque, e bateu de primeira, sem chances para Danrlei. A torcida pediu e o técnico Luís Felipe colocou o artilheiro Jardel. Mas foi o Botafogo quem marcou. Aos 25, Luciano falhou bisonhamente dentro da área e Túlio, com muita categoria, marcou depois de deixar Danrlei no chão.

Não deu nem para comemorar. Um minuto depois, Paulo Nunes descontou após confusão na área pós confusão na área alvinegra. O. Grêmio se animou e começou a pressionar, explorando as bolas altas para Jardel. Mesmo no sufoco, a defesa do Botafogo segurou a pressão e, aos 46m, Narcisio, que entrara no lugar do displicente Beto, marcou o terceiro em bela jogada individual. Com a vitória garantida, o Botafogo relaxou e aos 48m Jardel, de cabeça, diminui. Não dava mais tempo para nada” (Jornal do Brasil, domingo, 17 de setembro de 1995)

botafogo cronica jb

SÉRGIO NORONHA: “Para um time que tinha sérios problemas de relacionamento, o Botafogo até que demonstrou um belo espírito de solidariedade na vitória sobre o Grêmio. Aliás, o gol que abriu o caminho da vitória foi obra de uma jogada de dois desafetos. Gottardo cruzou e Túlio escorou para marcar. Depois os dois
se abraçaram, levemente constrangidos.

Logo no início o Botafogo deu mesma impressão de que havia um problema de comunicação entre os jogadores. O Grêmio jogava bem, dominava c fazia com facilidade as jogadas de linha de fundo. Paulo Nunes, pela direita, e Roger, pela esquerda, infernizavam a vida do Botafogo.

A reação demorou uns vinte minutos. Mas logo o Botafogo equilibrou o jogo e teve até a melhor oportunidade quando Túlio perdeu, depois de driblar até o goleiro.

E impossível que não tenha havido qualquer tipo de conversa no intervalo. O Botafogo voltou melhor, fez dois gols através de Túlio e Narcísio e acabou vencendo um jogo que lhe parecia inteiramente adverso.

A vitória mostrou que um time não se faz apenas do conjunto. As estrelas são importantes, mesmo que causem alguns ciúmes no elenco.” (Jornal do Brasil, segunda-feira, 18 de setembro de 1995)

1995 botafogo brasileirao jamir jose doval zh

O JOGO: O Grêmio não resistiu ao bom toque de bola do Botafogo e, mesmo em um jogo equilibrado, mostrou desentrosamento e mereceu perder para uma equipe bem colocada no meio-campo.” (Placar, Outubro de 1995)

1995 botafogo brasileirao goiano jose doval zh1995 botafogo brasileirao paulo nunes jose doval zh

O GRÊMIO, FORA DE RITMO, DECEPCIONA A TORCIDA
A derrota por 3 a 2 para o Botafogo, sábado, no Olímpico, deixou os jogadores abatidos para a estréia na Supercopa.

O time bicampeão da Copa Libertadores decepcionou a torcida gremista sábado à tarde, no Estádio Olímpico. Mesmo com nove dos 11 titulares em campo, a equipe de Luiz Felipe não jogou bem e perdeu por 3 a 2 para o Botafogo, pelo Brasileirão. O resultado negativo deixa o time na 10ª colocação no Grupo A. A derrota abalou os jogadores do Grêmio, que evitaram falar à imprensa ao final da partida. Hoje, o treinador começa os preparativos para enfrentar o Racing, da Argentina, pela Supercopa dos Campeões da América, quarta-feira, em Porto Alegre.

O começo do jogo foi favorável ao Grêmio, que atacou o time carioca com insistência. Antes dos cinco minutos, o goleiro Wagner foi obrigado a colocar para escanteio um chute forte do lateral-direito Marco António. A. 20 minutos, porém, o meio-campo do Botafogo acertou a marcação e passou e dominar o setor. Com jogadas rápidas, os meias Sérgio Manoel e Beto faziam a ligação da defesa com o ataque. Aos 42 minutos, Túlío driblou Rivarola e Danrlei, mas chutou para fora.

“Eles estão jogando como moças”, reagiu, irritado, o técnico Luiz Felipe no intervalo da partida, referindo-se à falta de empenho do time nas bolas divididas. Depois da conversa com o treinador, os jogadores do Grêmio voltaram com mais vontade e logo no primeiro minuto da segunda etapa, Carlos Miguel chutou nas pernas do goleiro Wagner. Com cinco homens no meio-campo, o Botafogo voltou a equilibrar a partida e, aos 10 minutos, Túlio recebeu a bola dentro da área, girou o corpo e marcou o primeiro gol do jogo. A derrota parcial abalou os jogadores gremistas que começaram a errar passes e lançamentos. A. 25 minutos, o zagueiro Luciano falhou ao afastar uma bola nos pés do goleador Túlio. O artilheiro do Brasileirão driblou Luciano, deixou Danrlei para trás e marcou o segundo gol do jogo.

Com Jardel, que entrou no lugar de Roger, e Paulo Nunes, o Grêmio reagiu e, aos 26 minutos, o ponteiro direito descontou, chutando dentro da pequena área. Aos 46 minutos, Narcisio ampliou para o Botafogo: 3 a 1. Os cariocas relaxaram na marcação e Jardel, de cabeça, colocou a bola nas redes de Wagner.

A derrota por 3 a 2 não estava nos planos de Luiz Felipe. “Uma vitória deixaria o time embalado para enfrentar o Racing”, disse Luiz Felipe. “Vamos tentar corrigir os erros.” De acordo com o técnico, os titulares que receberam folga depois da conquista do bicampeonato de Libertadores sentiram e falta de ritmo de jogo.” (Juan Domingues, Zero Hora, segunda-feira, 18 de setembro de 1995)

 

TÚLIO MOSTROU O TALENDO DE GOLEADOR

O centroavante Túlio, do Botafogo, apareceu pouco durante a vitória de 3 a 2 sobre o Grêmio, sábado. O atacante tocou raras vezes na bola. No primeiro tempo, o jogador recebeu dentro da área gremista, avançou e chutou forte, para fora. Acostumado a acertar lances como aquele, o goleador colocou as mãos na cabeça, inconformado com o erro.

Na etapa final, duas oportunidades foram suficientes para Túlio mostrar o seu talento. Na primeira, o centroavante recebeu de Wilson e deu um toque na bola para fazer 1 a 0. Pouco depois, aproveitou a falha de Luciano, driblou o zagueiro, passou por Danrlei e fez o seu segundo gol no jogo e disparou na artilharia do Brasileirão com oito gols.” (Zero Hora, segunda-feira, 18 de setembro de 1995)

1995 botafogo brasileirao
Fotos: José Doval (Zero Hora)

Grêmio 2×3 Botafogo

GRÊMIO: Danrlei, Marco Antonio (Vagner Mancini 41/2ºT), Luciano, Rivarola e Roger (Jardel 17/2ºT); Dinho, Luis Carlos Goiano, Arilson e Carlos Miguel; Paulo Nunes e Nildo
Técnico: Luiz Felipe Scolari

BOTAFOGO: Wagner, Wilson Goiano, Wilson Gottardo, Gonçalves e Andre Silva; Leandro, Jamir, Beto (Marcelo Alves 36/2ºT) e Sergio Manoel; Donizete (Narcisio 43/2ºT) e Tulio
Técnico: Paulo Autuori

Primeira Fase – Campeonato Brasileiro 1995
Data: 16 de setembro de 1995, sábado, 16h00min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre-RS
Público: 14.808 (10.629 pagantes)
Renda: R$ 106.318,00;
Juiz: Oscar Roberto de Godoi (SP)
Auxiliares: Epitácio Rodrigues e Carlos Silva
Cartões Amarelos: Luciano, Donizete, Wilson Goiano, Roger, Wilson Gottardo e Vagner
Cartão Vermelho: Rivarola (28/2ºT)
Gols: Túlio, aos 9 e aos 25 minutos, Paulo Nunes aos 26, Narcisio aos 46 e Jardel aos 47 minutos do 2º tempo

Brasileirão 2019 – Botafogo 0x1 Grêmio

June 18, 2019

2019 alexandre cassiano extra
2019 ge

Mesmo com sérios desfalques, o Grêmio teve uma atuação segura no Rio de Janeiro, controlando o adversário (fato reconhecido pelo treinador Botafoguense) e conquistando os três pontos graças a um belo gol de falta de Jean Pyerre, aos 35 minutos do segundo tempo.

Thaciano e Rômulo formaram uma boa dupla de volantes no meio de campo. Este último fez sua melhor partida com a camisa tricolor.

Seria muito bom se Jean Pyerre exibisse momentos como esse do gol (Falta sofrida e convertida) com mais frequência durante os 90 minutos.

Acho (só acho) que contra um adversário alvinegro o Grêmio deveria usar camisa azul celeste.

Paulo Vitor jogou com a meia azul (dos jogadores de linha) de 2017. Aliás, esse uniforme azul dele poderia ser tranquilamente um terceiro uniforme do time.

Gremio x BotafogoO CRÉDITO DA FOTO É OBRIGATÓRIO: Vítor Silva/Botafogo
Fotos: Alexandre Cassiano (Extra), Globo Esporte, Lucas Uebel (Grêmio.net) e Vitor Silva (Botafogo F.R.)

Botafogo 0x1 Grêmio

BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Fernando, Joel Carli, Gabriel e Gilson; Cícero, Alex Santana; Erik (Lucas Barros, 40/2ºT), João Paulo (Yuri, 21/2ºT) e Luiz Fernando (Lucas Campos, 21/2ºT); Diego Souza
Técnico: Eduardo Barroca

GRÊMIO: Paulo Victor; Leo Gomes, Michel, Rodriguez (Darlan, 15/2ºT) e Juninho Capixaba; Rômulo, Thaciano; Alisson, Jean Pyerre e Diego Tardelli (Pepê, 30/2º); Felipe Vizeu (André, 35/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

09ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2019
Data: 12/06/2019, quarta-feira, às 19h15min
Local: Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro (RJ)
Público: 17.757 (15.840 pagantes)
Renda: R$ 495.344,00
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (PB)
Auxiliares: Bruno Salgado Rizo (SP) e Evandro de Melo Lima (SP)
Árbitro de vídeo: Marcio Henrique de Gois (SP)
Assistentes de VAR: Vinicius Furlan (SP) e Oberto da Silva Santos (PB)
Cartões Amarelos: Thaciano, André, Yuri
Gol: Jean Pyerre, aos 35 minutos do segundo tempo.

Brasileirão 1981 – Botafogo 2×3 Grêmio

June 12, 2019
zh 1981 botafogo b

Foto: Armênio Abascal (Zero Hora)

 

Na campanha do título do Brasileirão de 1981, o Grêmio ganhou do Botafogo no Maracanã, em jogo válido pela 7ª rodada da Primeira Fase. Vitória gremista por 3×2, com Hat-Trick de Baltazar

Nessa etapa, 7 dos 10 times de cada grupo avançavam para a fase seguinte. O Botafogo, treinado por Paulinho de Almeida (que havia sido campeão gaúcho pelo Grêmio em 1980) avançou até as semifinais.

 

1981 botafogo tarciso china

Foto: Armênio Abascal (Zero Hora)

FALTOU FORÇA PARA O GRÊMIO GOLEAR
Daí, o Botafogo reagiu e quase chegou ao empate no segundo tempo

A reação do Botafogo, sábado, no Maracanã, foi sensacional, chegando a ameaçar uma “virada” no jogo após estar perdendo por diferença de três gols. Mas o Grêmio mereceu a vitória por 3 a 2 porque aproveitou melhor as chances de gols, e embora tenha tido o domínio de jogo apenas no primeiro tempo, conseguiu garantir sua vantagem. Os gols foram marcados por Baltazar (3) no primeiro tempo, descontando Mendonça (2) para o Botafogo na etapa final. Com este resultado o Grêmio isolou-se na vice-liderança do Grupo B, com dez pontos, apenas um de diferença da Portuguesa.

No primeiro tempo o Grêmio fez o que quis em capo, impondo um ritmo forte de jogo e marcando três gols, através de Baltazar. E só não fez mais porque parou de atacar. Logo no início, a um minuto, Tadei lançou Baltazar, às costas de Gaúcho. Ele dominou no peito mas concluiu mal de pé esquerdo. Aos quatro minutos Uchoa fez um gol, mas estava impedido. Aos dez minutos Baltazar transformou a vantagem do Grêmio em 1 a O. A equipe de Ênio Andrade tinha um bom ritmo de jogo, com Vilson Tadei destacando-se pela boa presença no meio-campo. Fez tabelas com Renato Sá e China, lançando os ponteiros e o centroavante. Rocha, Marcelo e Mendonça ficaram completamente perdidos.

O Botafogo assustou-se e tomou o segundo e o terceiro gol. A galera previa urna goleada incrível. A própria crônica carioca esperava isso com resignação, achando que o Grêmio realmente mostrava um bom esquema tático de proteção a defesa, a segurança de Hugo De Léon no combate a Miradinha e o bom trabalho do meio-de-campo, mais a vantagem de Tarciso e Baltazar sobre a confusa defesa do Botafogo: Gilmar, Zé Eduardo, Gaúcho e Serginho estavam apavorados.

Já no Intervalo Paulinho de Almeida pensou que seu time estava muito mal e fez a primeira mudança, com muito acerto: tirou Marcelo, lento e sem combatividade, colocando o habilidoso e esforçado Jérson. Mudou tudo e até Mendonça pode desenvolver seu futebol na frente.

Os erros do primeiro tempo foram corrigidos, com o time carioca marcando melhor no meio e jogando rápido pelas pontas Edson deu trabalho a Dirceu e Mendonça chegava perto da área. O Grêmio resolveu segurar o resultado num esquema de troca de passes e retardamento a Leão: teve o merecido, pois tomou dois gols, como poderia ter levado mais.

A torcida do Botafogo, depois da briga nas arquibancadas, vendo o time melhorar, passou ao incentivo e os jogadores de Paulinho reagiram. Tiveram boas chances mas o Grêmio estava em boa tarde, resistindo aos ataques no final. Paulinho ainda fez uma alteração, tirando Ziza e colocando Revelles na direita, passando Edson para a ponta-esquerda. Ênio tentou rebater, colocando Heber e Bonamigo no lugar de Baltazar e Odair, respectivamente. Para segurar o jogo.

O placar

BALTAZAR, para o Grêmio — 1 a 0 aos dez minutos do primeiro tempo. Dirceu cobrou uma falta pela intermediária do Botafogo, pelo lado esquerdo, passando a De León. O zagueiro chutou sem muita força mas a bola bateu no pé de Baltazar, desviando para o canto esquerdo do goleiro Paulo Sergio.

BALTAZAR, para o Grêmio 2 a 0 aos 16 minutos do primeiro tempo. Tarciso cobrou o escanteio pela ponta-esquerda, colocando na pequena área. O goleiro esperou pela ação da zaga, que ficou parada e Baltazar cabeceou sem multo esforço no canto direito.

BALTAZAR, para o Grêmio 3 a 0 — aos 23 minutos do primeiro tempo. Novamente o escanteio pela esquerda foi cobrado por Tarciso. Odair tocou de calcanhar para a área e Vantuir cabeceou para Zé Eduardo tirar parcialmente. China chutou a gol e a zaga rebateu. Baltazar acabou colocando para dentro do gol de pé direito.

MENDONÇA, para o Botafogo 3 a 1 se, aos 13 minutos do segundo tempo. De León fez falta em Mirandinha na intermediária, pelo lado esquerdo do Grêmio. Leão orientou a barreira, mas Mendonça cobrou por cobertura, com perfeição, colocando no canto direito do goleiro, sem chances.

MENDONÇA, para o Botafogo 3 a 2 aos 37 minutos do segundo tempo. Serginho fez um lançamento em diagonal para a área. Mendonça aparou no peito, passando a bola por sobre a cabeça de Dirceu e completando com um chute forte de pé direito, sem deixar a bola cair no chão.” (Julio Sortica, Zero Hora, Segunda-Feira, 9 de fevereiro de 1981)

1981 botafogo vilson tadei

Foto: Armênio Abascal (Zero Hora)

COTAÇÃO – TADEI GARANTE SEU LUGAR NO TIME
Ele armou, lançou e ainda deu cobertura para sua área, jogando um futebol de alto nível

Botafogo

PAULO SÉRGIO — Não teve culpa nos gols: foi enganado no primeiro e nos outros falha foi da zaga. Poderia ter orientado os companheiros. Nota 5

GILMAR — Reserva de Perivaldo, não se complicou porque Odair foi muito mal. Não apoiou no primeiro tempo e marcou mal. Melhorou na etapa final. Nota 5

ZÉ EDUARDO — Completamente errado no início, marcando mal, levando desvantagem com Baltazar. Recuperou-se no final, quando teve bom trabalho com Gaúcho. Nota5

GAÚCHO — Zagueiro alto, mostrou-se desatento, mal na marcação e bom no apoio. Perdeu lances para Baltazar na cabeça e só melhorou na etapa final. Nota 5

SERGINHO — Era um dos mais fracos da defesa e Tarciso aproveitou o nervosismo do garoto. Batido no início, recuperou-se no final. Nota 5

ROCHA — Foi envolvido por Vilson Tadei. Tem pouco senso de jogo, em termos de visão. Errou passes e perdeu a tranqüilidade. Melhorou no segundo tempo, colocando a bola no chão. Nota 5

MARCELO — Um trabalho de baixo nível no início, foi dominado por China e Tadei. Acabou substituído por Jérson. Nota 3

EDSON — Ponteiro rápido e habilidoso, deu muitos dribles em Dirceu. Mas falta objetividade no seu futebol. Nota 4

MIRANDINHA — Bom atacante, sabe driblar bem e chuta com os dois pés. Deu trabalho a Vantuir e De León. Por ser individualista, sumiu do jogo no final. Nota 3

ZIZA — Já não é mais o jogador do Passado. No início ficou isolado na esquerda e foi para o meio. Melhorou levemente mas não rendeu bem. Acabou substituído por Revelles. Nota 3

JERSON – Um dos melhores do time. Rápido, boa visão de jogo e muita mobilidade. Já está merecendo uma vaga no time titular. Responsável pela reação do Botafogo. Nota 7

REVELLES – Entrou no lugar de Ziza, jogou na direita mas não fez nada. Nota 3

Grêmio

LEÃO — Foi um dos destaques do time, principalmente no segundo tempo. Fez boas saídas aos pés dos atacantes, interceptou bem os cruzamentos e não teve culpa nos gols do Botafogo. Nota 7.

UCHOA — Está melhorando de rendimento. No primeiro tempo não tomou conhecimento de Ziza e apoiou bem. Nota7.

VANTUIR — Um excelente primeiro tempo, bem na antecipação, na cobertura e nas bolas altas. Na etapa final andou vacilando em alguns lances. Nota 6.

DE LEON — Com Tadei, o melhor do Grêmio no primeiro tempo. Dominou completamente Mirandinha e ainda partiu para o apoio, lançando e fazendo passes. Caiu na etapa final. Nota 6

DIRCEU — O pior da defesa, pois na etapa inicial foi bem (como todo o time), mesmo permitindo alguns cruzamentos de Edson. No final, perdeu lances individuais e errou na marcação. Nota 5.

CHINA — Do bom trabalho de bloqueio, passes e cobertura no primeiro tempo, passou a ser envolvido e precipitado na etapa final. Talvez tenha sido emoção. Nota 4.

RENATO SÁ – No esquema de Ênio ele tem que recuar e marcar. Preocupa-se demais com isso e esquece de ir ao ataque. Regular no primeiro tempo e mal no segundo. Nota 4.

TARCISO — Taticamente, o melhor do ataque. Dominou a Serginho fez bons cruzamentos e deslocou-se para o meio. Nota 7

BALTAZAR — Entusiasmou os cariocas com seu oportunismo, posicionamento e sorte. Marcou os três gols do Grêmio, no início. Bem marcado, passou trabalho. Saiu para Héber “prender” o jogo na frente. Nota. 8.

ODAIR — Está na pior fase da sua carreira no Grêmio. Confunde-se taticamente, indo muito pelo meio e esquecendo da ponta. Nota 3

HÉBER – Entrou no lugar de Baltazar aos 37 minutos e não pode mostrar nada. Sem nota.

BONAMIGO – Entrou aos 30 minutos no lugar de Odair e quase complicou sua defesa num lance. Nota 3.

Os melhores

VILSON Tadei, com seu futebol objetivo e rápido, mostrou que pode ganhar a condição de titular. Contra o Botafogo ele fez de tudo: armou jogadas, fez tabelas, lançou e esteve até na área, para cobertura e retardamento de bolas a Leão. Foi dono do jogo no primeiro tempo. Na etapa final acabou cansando para marcar o meio-campo adversário. Fora de ritmo, ainda assim teve fôlego para agüentar os 90 minutos. Nota 9

MENDONÇA, talvez o único grande jogador que o Botafogo possui no momento, fez por merecer o respeito da torcida. No início foi envolvido pelo bom trabalho do meio de campo do Grêmio. Ficou retraído e só foi ao ataque depois dos 30 minutos. Na etapa final, junto com Jérson, mandou no jogo. Cobrou uma falta com perfeição e mostrou excelente visão de jogo e deslocamento. Fez o segundo gol do seu time na reação da etapa final. Nota 8

Atuação do juiz
Nota: 8
O árbitro paulista José Assis de Aragão é multo visado pelos dirigentes e jogadores. No jogo de sábado à tarde, no Maracanã, no entanto, foi quase perfeito. Acompanhou os lances de perto, marcou bem as faltas e talvez tenha sido exagerado apenas ao mostrar cartão para Rocha, Mirandinha e De León. Apenas um erro ao aceitar a marcação do bandeira Carlson Gracie num impedimento de Baltazar. Bom o trabalho dos auxiliares Carlson Gracie e Mário Santos.” (Julio Sortica, Zero Hora, Segunda-Feira, 9 de fevereiro de 1981)

1981 botafogo de leon

Foto: Armênio Abascal (Zero Hora)

BOTAFOGO REAGE TARDE: GRÊMIO VENCE COM 3 DE BALTAZAR

Depois do primeiro tempo em que (apresentou uma atuação totalmente falho no setor defensivo, quando tomou três gols, o Botafogo reagiu no segundo tempo, mas não conseguiu o empate e foi derrotado por 3 o 2 pelo Grêmio. Baltazar, com uma grande atuação, marcou os três gols no primeiro tempo. Mendonça fez os dois gols do time carioca. 

Para surpreso dos 17.161 torcedores que foram Estádio Mário Filho, o Grêmio começou jogando bem e dominando inteiramente o Botafogo. O time gaúcho encontrou uma defesa totalmente falha, fez o que quis e só não terminou com uma goleada no primeiro tempo por falto de sorte […]” (Jornal dos Sports, 08 de fevereiro de 1981)

BOTAFOGO ESCAPA DE SER GOLEADO PELO GRÊMIO

Depois de jogar de forma lamentável no primeiro tempo, quando se deixou envolver inteiramente pelo Grêmio — que chegou fácil aos 3 a 0 e ameaçou ganhar de goleada — o Botafogo, embora desordenadamente e mais na base do empenho, reagiu e acabou reduzindo o marcador para 3 a 2.

O Grêmio fez uno boa partida, sabendo aproveitar os erros gritantes da defesa do Botafogo e a inoperância de seu ataque que em todo o tempo, mesmo na fase de reação, não exigiu grande esforço de Leão, vencido nas duas únicas bolas, perigosas que foram a seu gol.  […]”  (Jornal do Brasil, 08 de fevereiro de 1981)

Placar: Se no primeiro tempo o jogo foi todo do Grêmio, que marcou em cima, no segundo o Botafogo melhorou muito chegando a ter oportunidade de empatar.” (Milton Costa Carvalho, Revista Placar, edição n.º 561, 13 de fevereiro de 1981)

GRÊMIO GANHA DO BOTA E INTER VOLTA A EMPATAR

Enquanto o Grêmio fez uma boa partida no Maracanã, vencendo o Botafogo por 3 a 2 e recuperando-se da derrota em São Paulo, o Internacional, no Beira-Rio voltou a decepcionar, empatando sem gols com o Bangu. E, por isso, a torcida colorado vaiou o time.

O Grêmio começou com um notável primeiro tempo. Com futebol rápido, jogadas organizadas com inteligência por Vilson Tadei e movimentação intensa de Baltazar e Tarciso, o tricolor inibiu o adversário. E, assim. surgiram os três gols de Baltazar.

No segundo tempo, porém, o Grêmio facilitou. Em decorrência, o Botafogo cresceu e marcou dois gols. Leão, Uchoa, Vantuir, De León, e Dirceu; China, Tadei e Renato: Tarciso, Baltazar (Éber) e Odair (Bonamigo) jogaram pelo Grêmio, no jogo que rendeu CrS 2.270.200.00.

Aqui, com os torcedores revoltados, Benitez, Carlos Alberto, Wagner, André, Minero (Bereta); Ademir, Jair, Galvão; Paulo Santos. Jones (Birra) e Mário Sérgio não conseguiram vencer o time carioca.

Nos resultados, a classificação automática da dupla, ontem.” (Correio do Povo, 08 de fevereiro de 1981)

1981 botafogo chamada guaiba1981 botafogo chamada gaucha

1981 botafogo gol bota

Foto: Armênio Abascal (Zero Hora)

Botafogo 2 x 3 Grêmio

BOTAFOGO: Paulo Sérgio; Gilmar, Zé Eduardo, Gaúcho e Serginho; Rocha, Mendonça e Marcelo Oliveira (Jérson, intervalo); Édson, Mirandinha e Ziza (Revelles, 17 do 2ºT)
Técnico: Paulinho de Almeida

GRÊMIO: Leão; Uchoa, Vantuir, De León e Dirceu; China, Vilson Tadei, e Renato Sá; Tarciso, Baltazar (Éber 37 do 2ºT) e Odair (Bonamigo 30 do 2ºT)
Técnico: Ênio Andrade

Brasileirão 1981  – 1ª Fase – Grupo B – 7ª Rodada
Data: 07 de fevereiro de 1981, sábado, 17h00min
Local: Estádio Maracanã, Rio de Janeiro
Público: 17.161 pagantes
Renda: Cr$ 2.270.200,00
Árbitro: José de Assis Aragão – SP
Auxiliares: Carlson Gracie e Mário Leite Santos
Cartões Amarelos: Rocha, De León e Mirandinha
Gols: Baltazar 10, 16 e 23 minutos do 1º tempo; Mendonça 13 e 37 do 2º

Brasileirão 2018 – Grêmio 4×0 Botafogo

September 1, 2018

Gremio x Botafogo2018 Gremio 4x0 Botafogo Dado Moura Globo Esporte - Copia

Dois vira, quatro ganha. Jael duas vezes no primeiro tempo. Alisson e André no segundo. A vitória do Grêmio  foi tão irrepreensível que a única lamentação a se fazer é retroativa, quando constatamos que o tricolor, caso tivesse jogado com uma equipe um pouco mais reforçada, poderia ter somado pontos sobre esse mesmo Botafogo no Engenhão no primeiro turno.

Contra o Flamengo, diante de Diego Alves, Jael cobrou pênalti com um chute forte, mas de maneira displicente. Hoje Jael se valeu da cavadinha para efetuar uma bem mais diligente.

Eu teria marcado o pênalti pedido por Joel Carli aos 14 minutos do primeiro tempo (Geromel não pulou na bola e empurrou o argentino pelas costas)  e não teria dado o pênalti que André converteu (Joel Carli não praticou um “ato deliberado” de colocar a mão na bola).

Gremio x BotafogoGremio x Botafogo

O Botafogo conseguiu algo bem legal para seu uniforme, que foi colocar o patrocínio principal, da Caixa, em tons de cinza. Mas daí um patrocínio secundário, do Felipe Neto (?!?), fica como único elemento colorido, ganhando destaque exagerado no fardamento.

Por falar em fardamento, não dá pra entender essa insistência do Grêmio em usar essa camisa azul marinho como mandante no Brasileirão.

– Média de público da Arena na temporada:
24.099 (21.983 pagantes)

– Média de público do Grêmio no Brasileirão 2018:
23.010 (21.014 pagantes)

– Média de público dos 10 jogos anteriores em casa contra o Botafogo pelo Brasileirão:
26.472 (23.616 pagantes)

– Média dos 3 jogos anteriores contra o Botafogo pelo Campeonato Brasileiro:
Média de 22.106 (20.222 pagantes)

Gremio x Botafogo2018 gremio 4x0 botafogo lucas uebel (4)Gremio x Botafogo
Fotos: Eduardo Moura (Globo Esporte) e Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 4×0 Botafogo

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Maicon (Alisson, 16’/2ºT), Cícero (Douglas, 32’/2ºT), Ramiro, Luan e Everton; Jael (André, 24’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

BOTAFOGO: Saulo; Marcinho, Carli, Yago e Moisés; Jean e Matheus Fernandes (Marcelo, intervalo); Erik, Valencia e Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão, 17’/2ºT); Brenner (Aguirre, 29’/2ºT)
Técnico: Zé Ricardo

22ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 1º de setembro de 2018, sábado, 16h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre, RS
Público: 16.589 (14.852 pagantes)
Renda: R$ 538.966,00
​Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro A. Rocha de Matos (FIFA/BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Cartões amarelos: Cícero e Cortez (GRE); Carli, Marcelo e Rodrigo Pimpão (BOT)
Gols: Jael (de pênalti), aos 11 minutos e aos 44 minutos do primeiro tempo, Alisson, aos 15 minutos e André (de pênalti), aos 30 minutos do segundo tempo.

Brasileirão 2018 – Botafogo 2×1 Grêmio

April 30, 2018

27894832308_6b07d7e762_k

Com um time praticamente reserva, o Grêmio teve fraco rendimento e acabou sendo derrotado pelo Botafogo no Engenhão. O tricolor teve uma postura bem mais passiva/reativa e raramente conseguiu construir jogadas mais efetivas de ataque. O Botafogo aparecia mais no campo de frente e abriu o placar com um gol de Brenner, que aproveitou da marcação demasiadamente distante de Madson na jogada. O Grêmio empatou ainda no primeiro tempo, num escanteio que Michel subiu junto com Igor Rabello e o botafoguense acabou marcando contra.

Não houve melhora no futebol gremista no segundo tempo e o Botafogo acabou saindo com a vitória num dos últimos lances da partida, com um chute de Gílson de fora da área (gol que, por toda a situação, lembrou muito o gol marcado por Leandro Guerreiro no Brasileirão de 2009).

41725793332_b5f8d802ba_k27897824468_ca85e3380a_k

Não creio que alguém questione a necessidade de poupar jogadores ao longo da temporada. Os questionamentos se voltam para a forma que o Grêmio anda conduzindo esse tema. Renato dá a entender que só existem duas opções: 1) Jogar com força máxima em todos os jogos e aumentar o risco de lesões; ou 2) Descaracterizar completamente a equipe em determinados jogos para poupar os principais atletas. Acho que existe um caminho do meio. Arthur, por exemplo, tinha atuado em 12 dos 25 jogos do Grêmio até aqui (836 dos 1080 minutos desses 12 jogos). Precisava mesmo ser poupado no Engenhão?

Ademais, algumas coisas são difíceis de entender. No jogo de volta da semifinal do Gauchão contra o Avenida (quando o Grêmio poderia perder por até 2 gols de diferença) foram utilizados  5 titulares (5 se considerarmos Madson como titular) + 1 que ficou no banco. Contra o Botafogo, no Rio, foram 2 titulares (2 se considerarmos Madson como titular) + 1 que ficou no banco.

Não entendi por que o Grêmio jogou com o fardamento do ano passado se já foi lançada e usada  a nova camisa celeste. Isso só reforça a ideia de descaso com a competição.

Gremio x BotafogoGremio x Botafogo
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net) e Vitor Silva (Botafogo)

Botafogo 2×1 Grêmio

BOTAFOGO: Jefferson; Marcinho, Igor Rabello, Joel Carli e Gilson; Lindoso, Matheus Fernandes; Renatinho, Valencia (Marcos Vinícius, int.) e Pimpão (Ezequiel, 21’/2ºT); Brenner (Kieza, 36’/2ºT)
Técnico: Alberto Valentim

GRÊMIO: Paulo Victor; Madson, Bressan, Paulo Miranda e Marcelo Oliveira; Michel (Cícero, 36’/2ºT), Jailson; Alisson, Luan (Pepê, 31’/2ºT) e Maicosuel (Lima, 13’/2ºT); André
Técnico: Renato Portaluppi

03ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 28/04/2018, sábado, 16h00min
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro – RJ
Público: 10.748 (8.498 pagantes)
Renda: R$ 248.845,00
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araújo (SP)
Assistentes: Alex Ang Ribeiro – SP (CBF) e Bruno Salgado Rizo – SP (CBF)
Cartões amarelos: Marcelo Oliveira (7’ 2ºT) e Joel Carli (33’ 2ºT)
Gols: Brenner, aos 35 minutos; Igor Rabello (contra), aos 37 minutos do primeiro tempo; Gilson , aos 46 minutos do segundo tempo.

Libertadores 2017 – Grêmio 1×0 Botafogo

September 22, 2017

36961437850_1b080fedc3_k

Foto: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 1×0 Botafogo

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Edilson, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel e Arthur; Léo Moura (Everton, 37’/2ºT), Ramiro (Luan, 45’/2ºT) e Fernandinho; Barrios (Jailson, 35’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes (Valencia, 24’/2ºT) e João Paulo (Brenner, 36’/2ºT); Rodrigo Pimpão (Guilherme, 24’/2ºT) e Roger
Técnico: Jair Ventura

Libertadores 2017 – Quartas de final – Jogo de volta
Data: 20 de setembro de 2017, Quarta-feira, 21h45min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre – RS
Público: 50.517 (47.584 pagantes)
Renda: R$ 2.341.147,00
Árbitro: Patricio Lostau (Argentina)
Assistentes: Juan Belatti (Argentina) e Ezequiel Brailovsky (Argentina)
Cartões amarelos: Geromel, Kannemann, Cortez, Edílson; Igor Rabello, João Paulo, Rodrigo Lindoso, Roger
Gol: Lucas Barrios, aos 17 minutos do segundo tempo

Libertadores 2017 – Botafogo 0x0 Grêmio

September 14, 2017

36401129263_7a8a011ac3_k

O Grêmio foi cauteloso. Talvez demasiadamente cauteloso, mas é complicado enfrentar um adversário que prefere jogar no contra-ataque, mesmo quando atua em casa.

36401130593_a5d18e6c98_k36401129863_b824321a65_k
Botafogo 0x0 Grêmio

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Gilson; Matheus Fernandes, Bruno Silva, João Paulo (Rodrigo Lindoso, 22’/2ºT) e Valencia (Marcos Vinícius, 25’/2ºT); Rodrigo Pimpão (Guilherme, 30’/2ºT) e Roger
Técnico: Jair Ventura.

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Edilson, Bressan, Kannemann e Cortez; Jailson e Arthur; Ramiro, Léo Moura (Rafael Thyere, 43’/2ºT) e Fernandinho; Barrios (Everton, 16’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

Libertadores 2017 – Quartas de final – jogo de ida
Data: 13 de setembro de 2017, Quarta-feira, 21h45min
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 36.034 (33.235 pagantes)
Renda: R$ 2.029.375,00
Árbitro: José Argote (Venezuela)
Assistentes: Luis Murillo (Venezuela) e Carlos López (Venezuela)
Cartões amarelos: Rodrigo Pimpão, Matheus Fernandes (Bota)

Brasileirão 2017 – Botafogo 1×0 Grêmio

August 14, 2017

2017 botafogo Rodrigo Chadí Fotoarena Lancepress
36553418675_4be6c612c6_k

Me parece que a maioria dos torcedores entende perfeitamente que não há como o Grêmio usar força máxima em todos os seus compromissos na temporada. Igualmente parece razoável a opção de priorizar a Libertadores e a Copa do Brasil. O que é difícil de aceitar é o fato do tricolor ter poupado 13 (TREZE) jogadores para o confronto contra o Botafogo no Rio.

A ausência de tantos atletas não só descaracteriza como também acaba por desmobilizar a equipe. Não foi por acaso que o Grêmio levou um gol logo aos 6 minutos, numa jogada que todo o sistema defensivo tricolor mostrou muita passividade. Depois disso o time escalado até teve chance de empatar (desperdiçando pênalti, pela terceira vez no campeonato), mas nunca esteve próximo de ter um desempenho parecido com o da equipe titular.
36156633270_4285c3415e_k

Foi o quinto pênalti errado pelo Grêmio em 13 que teve marcado a seu favor em 2017. O aproveitamento de 61,5% é baixo, mas a forma como a comissão técnica e a diretoria se manifestam faz parecer que esse não é um dado que os incomode tanto.

Não lembro de ter visto o Grêmio ter usado essa combinação de uniforme (camisa azul, calção azul e meia preta) antes.

36156636580_ad1e751a63_k
Foto: Rodrigo Chadí  (Fotoarena/Lancepress) e Vitor Silva (Botafogo)

Botafogo 1×0 Grêmio

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Arnaldo (Emerson, 28’/2ºT), Marcelo, Emerson Silva e Gilson; Matheus Fernandes, Bruno Silva, Leandrinho (Victor Luís, 17’/2ºT) e Valencia; Guilherme e Brenner (Fernandes, 20’/2ºT)
Técnico: Jair Ventura

GRÊMIO: Paulo Victor, Leonardo, Bressan, Bruno Rodrigo e Marcelo Oliveira; Jailson (Patrick, 28’/2ºT) e Kaio; Fernandinho, Lincoln (Jean Pyerre, 37’/2ºT) e Everton; Batista (Dionathã, 20’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

20ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2017
Data: 13/8/2017, domingo, 19h00min
Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro – RJ
Público: 5.358 pagantes
Renda: R$ 149.330,00
Árbitro: Wagner Reway (FIFA-MT)
Auxiliares: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Fábio Rodrigo Rubinho
Cartões amarelos: Emerson Silva, Gilson, Matheus Fernandes e Bruno Rodrigo
Gols: Leandrinho, aos 6 minutos do 1º tempo

Brasileirão 2017 – Grêmio 2×0 Botafogo

May 16, 2017

botafogo casa 2017

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira (Marcelo Oliveira); Michel, Arthur (Gastón Fernández); Ramiro, Luan e Pedro Rocha; Barrios (Jaílson)
Técnico: Renato Portaluppi

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Igor Rabello, Marcelo, Emerson Santos e Victor Luiz; Airton (Gilson), Bruno Silva, Camilo (Guilherme), Pimpão e João Paulo; Roger
Técnico: Jair Ventura

01ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2017
Data: 14/05/2017, domingo, às 19h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre
Público: 20.289 pessoas (18.552 pagantes)
Renda: R$ 679.923,00
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Kleber Lúcio Gil (FIFA/SC) e Neuza Inês Back (FIFA/SC)
Cartões amarelos: Ramiro (GRE); Marcelo, Rodrigo Pimpão, Bruno Silva, Emerson Santos, João Paulo
Gols: Ramiro, aos 46 minutos do primeiro tempo; Ramiro, aos 9 minutos do segundo tempo