Archive for the ‘Corinthians’ Category

Brasileirão 2016 – Grêmio 3×0 Corinthians

August 15, 2016

28692435250_d6aa8ff9c8_kDepois de uma série de tropeços contra times da parte de baixo da tabela, o Grêmio voltou a mostrar força ao vencer (e vencer bem) um adversário direito pelas primeiras posições. O tricolor começou melhor  a partida, tendo boas chances e saindo na frente logo aos 16 minutos, num belo gol de Pedro Rocha (o domínio de bola dele foi sensacional). Mas o Corinthians reagiu rápido e obrigou a defesa do Grêmio a trabalhar bastante durante todo o primeiro tempo.  Desse jeito, tivemos uma primeira etapa bastante movimentada e parelha.

Mas nos 45 minutos finais o Grêmio conseguiu se impor. Everton marcou logo aos 2 minutos e a partir daí o tricolor soube jogar com a vantagem. Bolaños, que vinha tendo boa atuação, acabou marcando o terceiro ao pegar o rebote de uma disputa entre Cássio e Pedro Rocha.

28873437532_22d7cd63d0_k28692435040_a59b3aa9c3_k

É difícil de entender essa diferença de postura/intensidade dos últimos jogos do Grêmio. No escalação desse domingo, foram apenas duas alterações em relação ao time que empatou com o Santa Cruz.

Muito legal que tenha sido batido o recorde de público em jogos oficiais do Grêmio na Arena. Mas não consigo achar legal que o estádio nunca tenha tido 100% de ocupação. Não consigo achar legal que ainda não tenha sido implementado um esquema de check-in/check-out.

Não sou o maior fã dele, mas Douglas jogou demais ontem. Foi fundamental no ataque e apareceu diversas vezes dentro da área do Grêmio para pegar rebotes.

Pedro Rocha tem uma capacidade ímpar de ficar cara a cara com o goleiro adversário. É um atleta que precisa ser valorizado (É duro ver torcedores fazendo piada sobre ele)

 

28359158074_0390f44ed2_k
()  SPO
Fotos: Rodrigo Rodrigues (Grêmio.net) e Daniel Augusto Jr. (Ag. Corinthians)

Grêmio 3×0 Corinthians

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Pedro Geromel, Wallace Reis e Marcelo Oliveira; Jaílson (Kaio, aos 37/2ºT), Maicon (Ramiro, aos 25/2ºT) e Douglas; Bolaños, Éverton (Guilherme, aos 26/2ºT) e Pedro Rocha.
Técnico: Roger Machado

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Yago, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique, Rodriguinho, Giovanni Augusto (Marlone, aos 7/2ºT) e Marquinhos Gabriel (Guilherme, aos 33/2ºT); Romero e André (Lucca, aos 7/2ºT).
Técnico: Cristóvão Borges

20ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 14 de agosto de 2016, domingo, às 11h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre -RS
Público: 50.184 (46.163 pagantes)
Renda: R$ 2.378.193,00
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Alex dos Santos (SC)
Cartões amarelos: Bolaños, Edilson, Jailson e Ramiro (Grêmio) e Rodriguinho
Gols: Pedro Rocha, aos 16 do 1º tempo;  Éverton, aos 2 e Bolaños, aos 15 minutos 2º tempo

 

Confrontos Grêmio Vs Corinthians – Tumblr

August 13, 2016

1976 a1976

Não sei se todo mundo que acompanha o blog já percebeu, mas já faz algum tempo que venho postando fotos do confrontos que o Grêmio terá pela frente no Twitter e no Tumblr.

Acima temos imagens (Fonte: Zero Hora) de Iura marcando o primeiro gol do jogo Grêmio 3×0 Corinthians pelo Brasileirão de 1976.

Abaixo um foto de Rubens Borges, da Zero Hora, do jogo Grêmio 0x1 Corinthians pelo Brasileirão de 1994.

1994 brasileirao gremio 0x1 corinthians rubens borges b.jpg

Um dado interessante é que a média de público dos últimos 10 confrontos contra o Corinthians em casa no Brasileirão: 23.904 (21.269 pagantes).

Abaixo um foto (também da Zero Hora) do Pereira marcando o Tevez na vitória de 2×0 na primeiro rodada do Brasileirão 2006 (Público de 31.016 /26.368 pagantes)

2006

 

Brasileirão 2016 – Corinthians 0x0 Grêmio

May 16, 2016

Na maior parte dos casos, um empate contra o Corinthians em São Paulo pode ser considerado um bom resultado. Ontem não foi diferente. Acredito que, dada as circunstâncias do momento, o Grêmio não poderia em hipótese alguma iniciar o Brasileirão com uma derrota como as que teve contra o Rosario Central.
Não sei se foi essa a motivação de Roger para mudar o time. Mas ficou claro que com Bolaños posicionado atrás de Bobô, com Giuliano pela esquerda e Luan pela direita, o Grêmio conseguiu ter mais intensidade ao pressionar a saída de bola do adversário. E este acabou sendo o maior mérito no jogo. De resto o tricolor teve, ao menos, o mesmo número de chances claras de gol que o mandante, mas o jogo em si não foi bom, com um grande número de erros de fundamentos (em especial nos passes).
Eu acho que em casos como de ontem, em que o adversário também utiliza calção preto e meia branca, a alternativa do Grêmio deveria ser o calção branco com meia azul (que só foi usada em um jogo nessa temporada), por evocar o Mundial de 1983 e a Copa do Brasil de 2001

Fotos: Daniel Augusto Jr. (Agência Corinthians)

Corinthians Corinthians 0x0 Grêmio Grêmio

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Felipe, Balbuena e Uendel; Bruno Henrique; Elias, Rodriguinho (Guilherme, 14’/2º), Marquinhos Gabriel e Romero (Giovanni Augusto, 16’/2º); André (Luciano 32’/2º)
Técnico: Tite
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Ramiro, Geromel, Fred e Marcelo Oliveira; Walace e Maicon; Giuliano, Luan (Everton, 18’/2º) e Bolaños (Edinho 37’/2º); Bobô (Henrique Almeida, 32’/2º)
Técnico: Roger Machado

01ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 15 de maio de 2016, domingo, 16h00min
Local: Arena Corinthians, São Paulo-SP
Público: 31.905 (31.533 pagantes)
Renda: R$ 1.627.511,00
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)
Assistentes: Alessandro Álvaro Rocha de Matos (FIFA-BA) e Guilherme Dias Camilo (FIFA-MG) Cartões amarelos: Balbuena; Bobô, Edinho, Marcelo Grohe e Henrique Almeida

Brasileirão 2015 – Corinthians 1×1 Grêmio

September 10, 2015

O futebol apresentado em Itaquera foi condizente com a posição dos times na classificação do Brasileirão. Foi uma grande partida, devidamente comparada a um jogo de xadrez por muitos dos espectadores. No primeiro tempo, o Grêmio fez forte marcação sobre os volantes e saída de bola corintiana, impedindo que os mandantes dominassem o meio de campo. Os 45 minutos iniciais foram de muito estudo, poucos erros e, por consequência, poucas oportunidades. Prova disso é Vagner Love e Bobô praticamente não foram acionados nesse período.
No segundo tempo o Grêmio passou  não só a marcar no campo de frente como também a ficar com a bola mais próximo da meta defendida por Cássio. Aos 13 minutos, depois de uma jogada bem trabalhada, Walace acionou Marcelo Oliveira dentro da área, que por sua vez cruzou rasteiro para Bobô completar para as redes. O tricolor seguiu atacando, tendo inclusive um gol bem anulado cinco minutos mais tarde. Contudo acabou levando o empate aos 21 minutos, quando Jadson deu um lançamento longo para  área e Renato Augusto aproveitou a indecisão da defesa gremista para, de cabeça, marcar o 1×1. O Grêmio sentiu o golpe e passou a ceder espaços (quase levou a virada aos 28, não fosse a espetacular defesa de Tiago) mas seguiu brigando e tendo oportunidade de marcar o segundo (como na bola que sobrou pra Douglas na marca do pênalti aos 39) até o final do jogo.

O Grêmio somou 4 dos 6 pontos disputados contra o atual primeiro colocado Corinthians. Assim como aconteceu em outros anos, não é exatamente o confronto direto que afasta o tricolor da liderança. 
Não gosto muito de ficar “desconstruindo” os gols que o Grêmio leva, mas o fato é que a bola lançada por Jadson ficou bastante tempo “viajando no ar” antes de chegar em Renato Augusto. É difícil avaliar se o corte deveria ser feito pelo zaga ou pelo goleiro. De certo a falta de entrosamento dessa defesa (Quantas vezes Tiago, Galhardo, Thyere e Bressan jogaram juntos?) acabou tendo seu peso no lance.
Bastante curiosa a neblina que apareceu no Itaquerão durante a partida. Não lembro de nada parecido com isso desde o jogo contra o Juventude em Caxias pelo Brasileirão de 2001

Fotos: Daniel Augusto Jr (Agência Corinthians), Ernesto Rodrigues (Folha) Alan Morici (Lance), Ale Cabral (UOL) e Daniel Teixzeira (Estadão)

Corinthians Corinthians 1×1 Grêmio Grêmio

CORINTHIANS: Cássio, Edílson, Felipe, Edu Dracena e Guilherme Arana (Yago 15’/1ºT); Ralf, Marciel (Danilo – 29’/2ºT), Jadson, Renato Augusto e Malcom (Rildo – 16’/2ºT); Vagner Love.
Técnico: Tite
GRÊMIO: Tiago, Galhardo, Pedro Geromel (RThyere 39’/1ºT), Bressan e Marcelo Oliveira; Edinho, Walace, Douglas e Giuliano; Pedro Rocha (Yuri Mamute 37’/2ºT) e Bobô (Vitinho 37’/2ºT).
Técnico: Roger Machado.
24ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015
Data : 9/setembro/2015, quarta-feira, às 22h
Local: Arena Corinthians, em São Paulo-SP
Público30.126 pagantes
Renda:  R$ 1.635.173,50 
Árbitro: Andre Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Alessandro  Rocha de Matos (BA) e Kleber Lucio Gil (SC)
Cartões amarelos: Edinho, Bressan e Tiago (Grêmio) 
Gols: Bobô, aos 13 minutos do 2º tempo e  Renato Augusto, aos  21 minutos do 2º tempo

Brasileirão 2015 – Grêmio 3×1 Corinthians

June 4, 2015
Com 2 minutos de jogo, Pedro Rocha recebeu de Walace na ponta esquerda e cruzou rasteiro para Giuliano abrir o placar.
Com 4 minutos, Marcelo Oliveira apareceu dentro da área para concluir uma jogada iniciada por ele no campo de defesa e marcou o segundo gol num belo chute que raspou no travessão antes de ir pro fundo das redes.
No segundo jogo sobre o comando de Roger, o Grêmio fez o seu melhor e mais intenso começo de partida na história da Arena. E mesmo tendo a vantagem de 2×0 cedo, o tricolor não quis saber de “amorcegar” o jogo. O Corinthians se aproveitou disso, foi para o seu campo de ataque e começou a criar chances. Mendoza aproveitou uma delas para descontar aos 22. O jogo seguiu aberto, com uma leve superioridade do Grêmio, que tinha chances mais concretas. Aos 33, Galhardo acertou o travessão numa cobrança de falta. Cinco minutos mais tarde, Giuliano chutou mascado, mas a bola foi para os pés de Luan, que aproveitou a condição dada pela zaga corintiana para marcar o terceiro gol.
No segundo tempo, o Corinthians passou ter uma maior posse de bola, enquanto o Grêmio tinha o contra-ataque. Os dois times tiveram um número razoável de oportunidades (O goleiro Tiago trabalhou bastante e trabalhou bem) mas o o placar permaneceu inalterado.

A vitória do Grêmio se explica pelo forte ritmo e pelo aproveitamento das situações no começo da partida. Mas além disso, eu gostei que os jogadores, especialmente os mais novos, encararam com firmeza os jogadores adversarios nas disputas e discussões nos momentos acalorados. Era um jogo tenso para os dois times e ninguém baixou a cabeça. 
Já tinha dado para notar isso na partida contra o Goiás, mas ontem ficou bem claro que o Roger está apostando num modelo de maior velocidade e movimentação quando o Grêmio ataca. Giuliano é um jogador que está sendo bem mais produtivo com esse sistema.

O Corinthians teve um número bem maior de finalizações (22 contra 13 do Grêmio segundo o WhoScored e a ESPN ou 19 contra 12 segundo o Footstats). Esse foi um defeito que o tricolor, apesar da boa apresentação, teve, de permitir um número um número excessivo de conclusões do seu adversário.

Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net) e Ricardo Taves (Agência Corinthians)

Grêmio Grêmio 3×1 Corinthians  Corinthians
 

GRÊMIO: Tiago; Galhardo, Pedro Geromel, Rhodolfo e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon (Fellipe Bastos, aos 22’/2ºT), Giuliano e Luan; Pedro Rocha (Vitinho, aos 18’/2ºT) e Yuri Mamute (Lincoln, aos 31’/2ºT).  
Técnico: Roger Machado
CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Edu Dracena, Gil e Fábio Santos; Cristian, Bruno Henrique (Petros, aos 30’/2ºT), Renato Augusto (Danilo, aos 30’/2ºT), Jadson e Mendoza; Ángel Romero (Vagner Love, aos 14’/2ºT).  
Técnico: Tite


05ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015
Data: 3/6/2015, quarta-feira, 22h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Público: 20.231 (17.971 pagantes)
Renda R$ 549.810
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Bruno Raphael Pires (GO)
Cartões amarelos: Walace e Yuri Mamute (GRE); Gil, Bruno Henrique e Vagner Love (COR)
Gols: Giuliano, aos 2; Marcelo Oliveira, aos 4; Mendoza, aos 22 e Luan, aos 38 minutos do 1º tempo