Archive for the ‘CSA’ Category

Brasileirão 2019 – Grêmio 2×1 CSA

November 8, 2019

Gremio x CSA

O susto que o Grêmio levou, sofrendo um empate aos 44 minutos do segundo tempo, foi totalmente desnecessário. Primeiramente, pelo fato de mais uma vez a barreira tricolor ter ser aberto numa cobrança de falta e mais uma vez Paulo Victor não ter conseguido defender um chute que não foi tão bem colocado. Mas o susto foi desnecessário sobretudo pelo fato do Grêmio ter administrado a sua vantagem no placar (conquistada logo aos sete minutos) com uma aparente displicência.

 

– Média de Público do Grêmio no Brasileirão 2019:
18.778 (16.595 pagantes)

– Média de público do Grêmio na Arena na atual temporada:
24.788 (22.465 pagantes)

– Média de público do Grêmio como mandante em 2019:
23.684 (21.433 pagantes)

Gremio x CSA
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 2×1 CSA

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez; Matheus Henrique e Maicon (Rômulo, 34/2ºT); Alisson (Pepê, 23/2ºT), Diego Tardelli (Patrick 38/2ºT) e Everton; Luciano.
Técnico: Renato Portaluppi

CSA: João Carlos; Celsinho, Alan Costa, Ronaldo Alves e Euller (Ricardo Bueno 32/2ºT); João Vítor, Jean Cléber, Didira (Bruno Alves, intervalo) e Warley; Bustamante (Rafinha 23/2ºT) e Bueno
Técnico: Argel Fucks

31ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2019
Data: 07 de novembro de 2019, quinta-feira, 21h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre -RS
Público: 13.244 (11.334 pagantes)
Renda: R$ 304.304,00
Árbitro: José Mendonça da Silva Junior (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (FIFA-PR) e Rafael Trombeta (PR)
VAR: Paulo Roberto Alves Junior (PR)
Cartões amarelos: Kannemann, Maicon; Alan Costa, Bruno Alves
Gols: Diego Tardelli, aos sete minutos do primeiro tempo; Rafinha, aos 44 minutos do segundo tempo; Ronaldo Alves (contra), aos 48 minutos do segundo tempo

Brasileirão 2019 – CSA 0x0 Grêmio

July 31, 2019

Gremio x CSAGremio x CSA

É impressionante como o nível de concentração e intensidade do time do Grêmio caem nesses jogos do Brasileirão.

Gremio x CSA
Gremio x CSAFotos:
Lucas Uebel (Grêmio.net)

CSA 0x0 Grêmio

CSA: Jordi; Dawhan, Alan Costa, Luciano Castan e Carlinhos; Nilton (Naldo, 30/2ºT), João Vitor e (Jean Cléber, 19/2ºT); Didira, Jonatan Gómez e Maranhão (Rodolfo Gamarra, 24/2ºT); Ricardo Bueno
Técnico: Argel Fucks

GRÊMIO: Julio César; Léo Moura, Geromel, Paulo Miranda e Juninho Capixaba; Rômulo, Darlan e Mendes; Rafael Galhardo (Everton, 25/2ºT), Luan (Da Silva, 38/2ºT) e Pepê; Diego Tardelli  (Patrick, 38/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

12ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2019
Data: 29 de Julho de 2019, segunda-feira, 20h00min
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió -AL
Público: 11.918 pagantes
Renda: R$ 166.035,00
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN/CBF)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (FIFA/GO) e Kléber Lúcio Gil (FIFA/SC)
VAR: Márcio Henrique de Gois (SP/CBF)
Cartões amarelos: Luciano Castán, Ricardo Bueno, Didira, Jordi (CSA),Paulo Miranda, Juninho Capixaba

Brasileirão 1975 – CSA 1×0 Grêmio

July 29, 2019
1975 csa gremio cp

Foto: Correio do Povo

O único jogo da história entre CSA e Grêmio aconteceu em Maceió, na primeira rodada do Brasileirão de 1975. Vitória dos mandantes com um gol de Ênio Oliveira.

O detalhe é que o Grêmio usou a camisa celeste na partida, assim como fora feito em várias outros jogos da temporada (como nos clássicos pelas finais do Gauchão, disputados alguns dias antes),

 

GRÊMIO ERROU DEMAIS E PERDEU EM MACEIÓ

MACEIÓ (CP) — O Grêmio estreou mal na Copa. Brasil, sendo derrotado pelo Clube Sport Alagoano por 1 a 0, ontem à noite, no Estádio Rei Pelé, sem conseguir mostrar o seu jogo e sem corresponder ao favoritismo que lhe era atribuído. A rigor, o Grêmio só mostrou um bom futebol nos primeiros 15 minutos; depois, devido a algumas atuações realmente fracas, como as do estreante Osmar, de Nenê e Neca, a equipe gaúcha cedeu terreno e permitiu que o CSA marcasse seu golo e resistisse até o final. O Grêmio, no segundo tempo, pressionou bastante, mas nunca de maneira correta, em que pese ter perdido algumas oportunidades para marcar, o que também ocorreu com o time local, que atuou mais na base do contra-ataque.

BOM COMEÇO

O Grêmio entrou em campo cercado de certo favoritismo e chegou a mostrar um bom futebol nos minutos iniciais, de grande movimentação e tomando sempre a iniciativa dos ataques. Aos poucos, porém, a equipe local, bem fechada em sua meia-cancha com quatro elementos e firme na defesa, foi bloqueando as iniciativas gremistas. Embora o predomínio gaúcho, o CSA buscava os contra-ataques e foi num desses que aos 23 minutos que o Grêmio foi surpreendido por uma jogada de alta velocidade que começou com um passe de Roberto Menezes para Torino e um lançamento deste para Ênio (ex-jogador do Aimoré) que driblou Sérgio Vieira e chutou forte a golo, com Picasso debaixo de sua meta.

O golo perturbou um pouco o time gremista. Dali para a frente, começaram a se fazer sentir de forma mais acentuada as deficiências de sua meia-cancha, onde Osmar atuava praticamente parado, apático, sem domínio de bola e errando passes. Com isso, Neca também teve seu rendimento prejudicado, no setor, apenas Cacau, muito esforçado, e tendo que fazer o trabalho praticamente sozinho.

PRESSÃO INÚTIL

O Grêmio deu a impressão, no início do segundo tempo, que poderia mudar o placar: voltou com mais disposição e tentando o golo de qualquer forma. Muito rápido, porém, a boa colocação tática e a excelente cobertura defensiva do adversário foram tornando inúteis todas as pressões gremistas. A equipe de Ênio Andrade viu-se, de certa forma, reduzida apenas à boa atuação de Zequinha, aos esforços de Tarciso e Cacau e a uma defensiva, onde apenas Ancheta e Beto mostravam-se seguros. Aos 23 minutos, Nenê, muito bem marcado por Rogerio, saiu para entrar Loivo, que também nada realizou. E, aos 30, Cláudio substituiu ao apático Osmar.

Embora um certo predomínio e mais tentativas de ataque, o Grêmio não conseguiu desmanchar o bom esquema montado pelo treinador Laerte Dória do CSA. Ênio Andrade, no final, explicou a derrota com fato do adversário jogar fechado e com quatro na meia cancha. Disse que o CSA atuo no contra-ataque e teve sorte em fazer um golo. O rendimento de Osmar — segundo o técnico — não surpreendeu, pois que sabia que não tinha condições de agüentar os 90 minutos. E gostou da estréia de Sérgio Vieira.” (Correio do Povo, 21 de agosto de 1975)

cp 1975 chamada guaibaCSA 1×0 Grêmio

CSA: Rafael, Natal, Geraldo, Zé Preta e Rogério; Nei Conceição, Roberto Menezes e Soareste; Enio (Jorge Siri), Ferreti (Helio) e Torino.
Técnico: Laerte Dória

GRÊMIO: Picasso, Vilson, Beto, Ancheta e Sergio Vieira; Cacau, Osmar (Claudinho) e Neca; Zequinha Tarciso e Nenê(Loivo)
Técnico: Ênio Andrade

Brasileirão 1975 – 1ª Fase – 1ª Rodada
Data: 20 de agosto de 1975, quarta-feira, 21h00min
Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió – AL
Público: 17.356
Renda: Cr$ 213 543,00
Árbitro: Silvio Acacio (SP)
Auxiliares: Luís Digerson Lima e Túlio Jatobá Costa (AL)
Cartões amarelos: Torino, Rogerio e Ancheta
Gol: Enio, aos 25 do 1º tempo