Archive for the ‘Figueirense’ Category

Brasileirão 2016 – Figueirense 0x0 Grêmio

October 31, 2016

2016-figueirense-1

Figueirense e Grêmio fizeram um jogo horrível na noite de sábado no Orlando Scarpelli. O 0x0 foi o único resultado possível. O Grêmio ainda poderia tentar explicar o mau desempenho pelo fato de ter usado time reserva, poupando os titulares para a Copa do Brasil (muito embora esses mesmos reservas tenham ido melhor contra o Santos na Vila Belmiro duas semanas atrás). Pelo lado do Figueirense fica difícil entender porque uma equipe na zona do rebaixamento teve tão pouco volume do jogo.

Eu sigo esperando mais do Bolaños. Esteve totalmente apagado na partida.

Não gostei de ver o Marcelo Grohe usando a camisa de linha no gol. Passa a impressão que o Grêmio não tem mais fardamento de goleiro pro restante da temporada. E não lembro do Grêmio ter usado antes calção azul celeste com a camisa tricolor (em 1997/1998 por vezes o time usava um calção em tom de azul diferente do azul da camisa tricolor)

2016-figueirense-3
Fotos: Luiz Henrique (Figueirense)

Figueirense 0x0 Grêmio

FIGUEIRENSE: Gatito Fernández; Ayrton, Marquinhos, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Renato, Ferrugem (Elvis 33’/2º T) e Bady (Matheusinho, 16/2º T); Rafael Silva (Dodô, intervalo), Lins e Rafael Moura.
Técnico: Marquinhos Santos

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Wallace Oliveira, Rafael Thyere e Iago; Jailson, Kaio e Guilherme (Batista 19’/2º T); Bolaños (Lincoln 26’/2º T), Negueba (Guilherme Amorim, 39’/2º T) e Everton.
Técnico: Renato Portaluppi

33ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 29 de outubro de 2016, sábado, 19h30min
Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis-SC
Público: 8.756 presentes
Renda: R$ 168.330.00
Árbitro: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
Assistentes: Adailton Fernando Menezes (GO) e Edson Antonio de Sousa (GO)
Cartões amarelos: Rafael Moura, Marquinhos (FIG) e Bolaños (GRE

Brasileirão 2016 – Grêmio 2×1 Figueirense

July 11, 2016

2016 figueirense everton

O Grêmio jogou bem, foi claramente superior ao adversário e conseguiu uma merecida vitória diante do Figueirense. Assim como aconteceu contra a Ponte Preta, o gol da vitória só saiu nos descontos. E assim como aconteceu contra o Santos, o tricolor teve que buscar os três pontos depois de ceder o empate quando a vitória já parecia bem encaminhada. Aqui a duas formas de analisar esses dados. Uma é maneira mais positiva, onde o Grêmio mostra força, lutando até o final e sabendo se valer dos atletas que vem do banco. Uma segunda análise seria mais preocupada com a dificuldade que o Grêmio possa ter em “liquidar” os jogos e converter o seu domínio em gols.

No primeiro tempo o Grêmio, apesar de ter sofrido um pouco na defesa, tomou conta da ações. O time teve várias chances, mas na maioria das vezes parava na boa atuação do goleiro Thiago Rodrigues. O gol só saiu um minuto antes do intervalo, quando Walace acertou (mais) um belo chute de fora da área.

O tricolor ficou boa parte do segundo tempo rondando a área do adversário, mas ao não definir o jogo, acabava se expondo ao contra-ataque. Numa das raras vezes que o Figueirense aproveitou isto, Ayrton empatou num bonito voleio. Aí Roger colocou Bobô e Pedro Rocha em campo, e os dois fizeram boa tabela que terminou com a camisa 13 empurrando a bola para as redes aos 47 minutos do segundo tempo.
2016 figueirense jailson

O gol do Bobô vai fazer com se passe despercebido o erro do árbitro Jailson Macedo Freitas, que deixou de dar um pênalti para o Grêmio no primeiro lance da partida. Werley claramente colocou o braço na direção da bola.

E o Walace não vai para as Olimpíadas. Injusto com o jogador mas bom para as pretensões do Grêmio no campeonato.

Chamou a atenção o grande número de conclusões NO gol feitas pelo Grêmio. Luan e, principalmente, Everton não vem tendo nenhum pudor em tentar o arremate.

O horário das 11h tem sido bem recebido. O público foi bom. O melhor da história dos confrontos com o Figueirense.  A promoção de ingressos deve ter contribuído, mas eu não consigo acreditar que o clube insista em fazer uma promoção que exclua o seu sócio-torcedor e sócio-contribuinte que migrou para a geral.
2016 figueirense thyere
Fotos:  Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 2×1 Figueirense

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Rafael Thyere, Fred e Marcelo Oliveira; Walace (Pedro Rocha, 36’2ºT), Jailson, Giuliano, Douglas (Bobô, 36’2ºT) e Everton; Luan (Miller Bolaños, 26’/2ºT).
Técnico: Roger Machado

FIGUEIRENSE: Thiago Rodrigues; Ayrton, Werley, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Elicarlos, Bady (Dodô, 22’/2ºT) e Jocinei; Rafael Silva (Jefferson, 36’/2ºT), Ermel (Everton Santos, intervalo) e Rafael Moura
Técnico: Vinícius Eutrópio

14ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 10/07/16, domingo, 11h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre-RS
Público:36.381 (34.013 pagantes)
Renda: R$ 1.314.698,00
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Fabiano Ramires (ES)
Cartões amarelos: Walace (GRE) e Bady (FIG)
Gols: Walace, aos 44 minutos do primeiro tempo. Ayrton, aos 30 minutos e Bobô, aos 47 minutos do segundo tempo.

Brasileirão 2015 – Figueirense 0x2 Grêmio

September 4, 2015

Impressionante como o Grêmio tem se dado bem nos seus últimos jogos em Florianópolis. Ontem o time conseguiu se reabilitar com uma vitória diante do Figueirense, mesmo tendo uma série de desfalques.
Logo aos 6 minutos, Maxi Rodriguez bateu escanteio e Bobô cabeceou livre para fazer o 1×0. O gol ajudou muito o Grêmio, que pode ter maior tranquilidade para adotar uma postura mais reativa. No restante da primeira etapa o Figueirense teve mais iniciativa, chegou a ter algum volume de jogo, mas não teve chances tão claras de empatar.
No início do segundo tempo o tricolor levou dois grande sustos: Aos 6 minutos Rafael Bastos deu um belo corte em Walace dentro da área mas exagerou na força na conclusão, chutando por cima do travessão. Aos 12 minutos Marcão aproveitou o presente dado pro Bressan, driblando o goleiro Tiago e empurrando a bola para o gol vazio, mas o zagueiro gremista se recuperou no lance, colocando a bola para escanteio após um providencial carrinho. Depois disso o Grêmio se reencontrou em campo e passou a valorizar mais a posse de bola. Como consequência, acabou marcando o segundo gol num bonito contra-ataque, com assistência de Bobô para Pedro Rocha, que apareceu sozinho dentro da área para finalizar.

Além da permanência no G4 o resultado serve para dar confiança grupo de atletas do Grêmio, visto que muito se questionava a capacidade de reposição na hora que surgissem os desfalques.

Pedro Rocha tem uma média de gols muito boa para um jogador de frente que joga aberto pelo lado do  e ainda tem a responsabilidade de acompanhar o lateral adversário. Não pode ser reserva, especialmente se levarmos em conta as peças que Roger tem a sua disposição.
Não foi a primeira oportunidade que o goleiro Tiago entrou em campo com uma camisa de jogador “de linha”. Dessa vez eu não gostei muita da combinação do gradiente da terceira camisa com o calção azul.

Fotos: Anderson Pinheiro (Mafalda Press), Marco Santiago (Notícias do Dia) e Figueirense FC

Figueirense Figueirense 0x2 Grêmio Grêmio

FIGUEIRENSE: Alex Muralha; Leandro Silva, Bruno Alves, Thiago Heleno e Marquinhos Pedroso; Dener, Paulo Roberto, Fabinho e Rafael Bastos; Dudu (Marcão, 37’/1ºT) e Clayton 
Técnico: René Simões.
GRÊMIO: Tiago; Galhardo, Pedro Geromel, Bressan e Marcelo Oliveira; Walace, Edinho, Giuliano, Maxi Rodríguez e Fernandinho (Pedro Rocha, 23’/1ºT), Bobô (Vitinho, 38/2ºT) 
Técnico: Roger Machado

22ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015

Data: 03 de setembro de 2015, quinta-feira, 21h00min
Local: Orlando Scarpelli, Florianópolis – SC
Público: 11.258 (10.823 pagantes)
Renda: R$ 258.850,00
Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA-SP) e Eduardo Gonçalves da Cruz (MS)
Cartões amarelos: Dener, João Vitor, Leandro Silva e Thiago Heleno (FIG); Bressan, Galhardo, Edinho e Pedro Rocha (GRE).
Gols: Bobô, aos 6 minutos do 1º tempo; Pedro Rocha, aos 32 minutos do 2º tempo

Brasileirão 2015 – Grêmio 1×0 Figueirense

May 25, 2015

O Grêmio fez o que deveria fazer para começar a superar a crise: Venceu. Ainda que essa vitória tenha saído com um placar magro num jogo bastante tedioso.

No primeiro tempo o tricolor criou pouquíssimas chances, apesar de ter controlado as ações e raramente ter sido ameaçado pelo Figueirense. No segundo tempo, já com Braian Rodriguez no ataque, o volume de conclusões do Grêmio aumentou um pouco. Aos 20 minutos Giuliano recebeu de frente para o gol mas chutou fraco nas mãos do goleiro. Aos 27 Marcelo Oliveira cruzou e Giuliano furou, mas cinco minutos depois Braian Rodriguez aproveitou novo cruzamento de Marcelo Oliveira e, de cabeça, marcou o único gol do jogo.

A vitória traz algum alívio nesse momento turbulento, mas fico preocupado com o fato de que em nenhum pronunciamento a diretoria do Grêmio deixou claro o que vai definir primeiro: O  seu vice de futebol ou o seu treinador.

Preciso reconhecer que esse uniforme ficou mais bonito no jogo do que nas imagens do lançamento. Contudo ainda acho que não é uma boa alternativa para enfrentar um adversário de uniforme preto e branco. Pelas minhas contas só Braian Rodriguez e Giuliano usaram a gola virada. E a listra preta na lateral, interrompendo o degradê, me incomodou um pouco.

Braian Rodriguez entrou bem no jogo. Deu um bom passe pro Giuliano antes  e a cabeçada do gol não foi de tão simples execução, mesmo com o ótimo cruzamento de Marcelo Oliveira.
Erazo ganhou pontos ao ter optado por colocar FRICKSON na camisa. Aliás, poderiam aproveitar para tocar um  “Super Freak” quando anunciam o nome dele na escalação.
Baixíssimo público na Arena (segundo pior do ano. A renda igualmente foi a segunda pior da temporada até aqui). Desde 2013, o Grêmio fez 37 jogos na Arena pelo Brasileirão. Média de público nesses jogos é de 23.230 (20.639 pagantes). Foi a primeira vez que o público total ficou abaixo dos dez mil. Boa parte do desinteresse do sábado de certo se deve ao mau momento do time, mas não seria errado pensar que o horário também faz com que a ida ao estádio seja pouco atrativa. Uma pena que o clube, sabedor dessa dificuldade, não fez nada para tentar levar mais gente e igualmente nada fez para tornar mais agradável a experiência de quem foi.

 Fotos:  Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio Grêmio 1×0 Figueirense Figueirense
 

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Galhardo (Fellipe Bastos – 27’/2ºT), Rhodolfo, Erazo e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Giuliano, Douglas (Yuri Mamute – 19’/2ºT) e Luan; Pedro Rocha (Brian Rodríguez – intervalo)
Técnico: James Freitas
FIGUEIRENSE: Alex; Leandro Silva, Marquinhos, Bruno Alves e Roberto Cereceda (Jefferson – 20/2ºT); Paulo Roberto, Fabinho e Marquinhos Pedroso e Yago (Mazola – 27’/2ºT); Clayton e Everaldo (Marcão – intervalo)

Técnico: Argel Fucks

03ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015
Data: 23/5/2015, sábado, 21h00min
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre-RS
Público  9.743 (8.336 pagantes)
Renda: R$ 243.718,00
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA-SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA-SP) e Carlos Augusto Nogueira Júnior (SP)
Cartões Amarelos: Galhardo, Tiago, Douglas, Brian Rodríguez, Marcelo Grohe e Walace; Yago, Bruno Alves, Roberto Cereceda e Fabinho
Gols: Braian Rodríguez, aos 33 minutos do segundo tempo