Archive for the ‘Gauchão 1995’ Category

Último jogo com patrocínio da Coca-Cola – Gauchão 1995 – Guarani-VA 1×0 Grêmio

June 10, 2020
1995 guarani va rogerio soares cp

Foto: Rogério Soares (Correio do Povo)

 

Há exatos 25 anos o Grêmio fez seu último jogo com patrocínio da Coca-Cola, na derrota para o Guarani em Venâncio Aires em confronto válido pela primeira fase do Gauchão de 1995. No dia anterior havia sido confirmada a parceria com as Tintas Renner.

Vale lembrar que o logo da Coca-Cola apareceu na camisa tricolor pela primeira vez no Gre-Nal do Brasileirão de 1987.

Ainda no quesito uniforme, eu sempre achei interessante que nessa época a Umbro fazia para o Guarani uma camisa praticamente idêntica à que era feita para o Flamengo.

“RESERVAS DO GRÊMIO PERDEM MAIS UMA

O Grêmio perdeu ror 1 a 0 para o Guarani, no último sábado, em Venâncio Aires, e completou a quinta rodada sem vitória no Gauchão. Mesmo com seis jogos atrasados na competição, o time da Capital começa a se preocupar com os resultados negativos e consequentemente com sua presença num dos quadrangulares finais da próxima fase do campeonato. O Guarani. Entretanto, somou mais três pontos e deixou mais longe o rebaixamento.

Com uma equipe formada basicamente par reservas, o Grêmio não conseguiu superar seu adversário. O gramado embarrado e o desentrosamento prejudicaram o desempenho gremista que criou apenas uma chance de marcar na primeira etapa.

No segundo tempo o técnico interino, e Zeca Rodrigues, tentou dar mais força e velocidade ao ataque e colocou Escurinho e Rodrigo. Mas nada adiantou. O Guarani continuou melhor e, aos 22 minutos, o atacante Sidnei, de cabeça, fez o primeiro o gol da vitória do time de Venâncio Aires.” (Zero Hora, segunda-feira, 12 de junho de 1995)

“Sábado, o Grêmio, com o time reserva, voltou a perder no Gauchão. Foi derrotado pelo Guarany, em Venâncio Aires, por 1 a 0, gol de Sidney aos 22 do segundo tempo.” (Correio do Povo, segunda-feira, 12 de junho de 1995)

1995 guarani va jose doval zh

Foto: José Doval (Zero Hora)

 

GUARANI: Eduardo Heuser; Luis, Picoli, Chicão e Gilmar Nass; Dênis, Eldor e Carlinhos; Fernando (Sidnei), William e Palito
Técnico: Casemiro Mior

GRÊMIO: Murilo; André Vieira (Rodrigo Gasolina), Scheidt, Cristiano e Roger; Dega, Carlos Alberto, Vagner Mancini e Arilson; Márcio e Nildo.
Técnico: Zeca Rodrigues

Data: 10 de junho de 1995, sábado, 16h00min
Local: Estádio Edmundo Feix, em Venâncio Aires-RS
Público: 1.967 (1.412 pagantes)
Renda: R$ 5.272,00
Árbitro: José Roberto Rach
Auxiliares: Carlos Bitencourt e Adair Montezama
Cartões Amarelos: Cristiano, Nildo, Mancini, Dega, Luís, Chicão, Denis e Picoli
Cartão Vermelho: Chicão.
Gol: Sidnei, aos 22 minutos do segundo tempo

Gauchão 1995 – Grêmio 0x0 São Luiz de Ijuí

March 15, 2020

Gauchão 1995 - Grêmio 0x0 São Luiz de Ijuí - Alexandre Xoxó Foto: Mauro Vieira (Zero Hora)

No Gauchão de 1995, o Grêmio enfrentou o São Luiz numa sexta a tarde, em jogo atrasado do segundo turno da primeira fase.

Os 431 pagantes registrados se configuram no menor público do tricolor em seu estádio contra o São Luiz de Ijuí. No mesmo ano o Grêmio fez um jogo, como mandante, contra o São Luiz, com baixíssimo público, mas essa outra partida foi realizada no estádio Santa Rosa, em Novo Hamburgo.

Gauchão 1995 - Grêmio 0x0 São Luiz de Ijuí - Dega (nº 5) Foto: Mauro Vieira (Zero Hora)

Foto: Mauro Vieira (Zero Hora)

SÓ 431 CONFEREM O EMPATE

O Grêmio deixou escapar mais um ponto em sua luta pela classificação ao Octogonal final do Gauchão. O time empatou em 0 a 0 com o São Luiz, ontem no Olímpico. Com o resultado, o Grêmio manteve-se na 8ª posição, enquanto que a equipe de Ijuí passou para a ª’ colocação, junto do Brasil, de Farroupilha. Os reservas jogam amanhã contra o Grêmio Santanense.

As duas equipes realizaram uma péssima partida. O único lance emocionante foi uma bola na trave, chutada por Fábio. No Grêmio, comandado pelo auxiliar Zeca Rodrigues, o único titular a atuar foi Danrlei. Foi a quinta partida consecutiva sem vitória da equipe na competição.” (Correio do Povo, sábado, 17 de junho de 1995)

1995 ijui paulo nunes cp

Foto: Paulo Nunes (Correio do Povo)

 

ingressos sao luiz

GRÊMIO: Danrlei; André Vieira, Luciano, Scheidt e Cristiano; Dega, Carlos Alberto, Jé (Rodrigo Gasolina) e Alexandre Xoxó; Márcio e Nildo
Técnico: Zeca Rodrigues

SÃO LUIZ: Osvaldo; Olde, Fábio, Jaime e Kiko; Nélson, Cristiano Baggio e Negrini; Evandro Britto, Sílvio (Caçula) e Tiziu
Técnico: Pontes

Gauchão 1995 – Primeira Fase – Segundo Turno – 10ª Rodada
Data: 16 de junho 1995, sexta-feira, 15h30min
Local: Estádio Olímpico em Porto Alegre-RS
Público: 786 (431 pagantes)
Renda: R$ 1.791,00
Arbitro: Luiz Cunha Martins
Auxiliares: Luís Muhle e Edisdeneu Carvalho
Cartão Amarelo: André Vieira

Gauchão 1995 – Pelotas 2×1 Grêmio

March 6, 2020
roger 1995 - Copia

Foto: Zero Hora

Eu sigo achando um estupidez a realização da Recopa Gaúcha em Janeiro, especialmente considerando que o Grêmio irá novamente à Pelotas neste fim de semana, menos de dois meses depois, em compromisso pelo Gauchão. É um desperdício de datas inacreditável.

Parece não haver nenhuma vontade de melhorar a questão do calendário, que é um problema histórico do futebol rio-grandense. No Gauchão de 1995, o Grêmio foi até a Boca do Lobo com time reserva, num sábado, dia 3 de junho (os titulares haviam garantido a classificação à final da Copa do Brasil na quarta-feira). Roger, expulso na partida contra o Flamengo, foi o único titular em campo naquela ocasião. Na segunda-feira seguinte o tricolor jogou novamente contra o Pelotas, dessa vez no Olímpico em jogo atrasado do primeiro turno.

1995 pelotas gremio pablo jaques silvio avila zero hora

Foto: Sílvio Ávila (Zero Hora)

PELOTAS PASSA PELO GRÊMIO E SAI DO SUFOCO

Numa partida fraca tecnicamente, o Pelotas venceu o Grêmio, sábado, por 2 a 1, na Boca do Lobo. O resultado aliviou um pouco a situação do time, que tenta fugir ao rebaixamento. O Grêmio, com os reservas, foi dirigido por Zeca Rodrigues. Os primeiros minutos do jogo foram marcados pela truculência e faltas violentas de lado a lado. E depois de duas chances desperdiçadas pelo Grêmio, o Pelotas abriu o placar, com Pablo, aos sete minutos. O segundo gol do Pelotas só saiu aos 16 minutos da etapa final com Badico, de cabeça. Logo depois o lateral Betão foi expulso. Aos 35, Murilo fez pênalti em João Carlos. Badico cobrou e o goleiro do Grêmio defendeu. Aos 39, Renatinho empurrou Márcio na área pelotense. Pênalti. Scheidt diminuiu. Escurinho e Vinícius ainda foram expulsos, depois de se agredirem.” (Correio do Povo, segunda-feira, 5 de junho de 1995)

pelotas cp

Foto: Rogério Soares (Correio do Povo)

 

A VITÓRIA NO SÁBADO TIROU O PELOTAS DO SUFOCO

O Grêmio utilizou reserva e pouco entrosado no sábado à tarde contra o Pelotas, na Boca do Lobo, e saiu de campo derrotado por 2 a 1. Com um grupo inexperiente, cuja média de idade não passava dos 19 anos, a equipe orientada pelo auxiliar Zeca Rodrigues enfrentou um adversário experiente e, acima de tudo, disposto a tudo para somar três pontos e aliviar o drama da última colocação — agora é o 11 °. O Pelotas soube aproveitar a oportunidade. E começou cedo. Aos oito minutos, o zagueiro Eugénio serviu o seu companheiro de zaga Pablo, que deixou o goleiro Mutilo sem chance de defesa.

O primeiro tempo terminou 1 a 0. Zeca colocou Márcio no lugar do meio-de-campo Jé numa tentativa de reação. Mas a iminência do rebaixamento fez do Pelotas uma equipe forte. Aos 16 minutos finais, Badico fez 2a 0. de cabeça, em cobrança de escanteio — aos 35 minutos o mesmo Badico errou um pênalti e perdeu a chance de ampliar. O Grêmio diminuiu por meio de um pênalti sobre Escurinho, convertido pelo zagueiro Scheidt, aos 41 minutos do segundo tempo. Betão e Vinícius, do Pelotas, e Escurinho, do Grémio, foram expulsos. “ (Zero Hora, segunda-feira, 5 de junho de 1995)

PELOTAS: Alex; Betão, Pablo, Eugênio e Renatinho; Paulo Ricardo, Luís Carlos Gaúcho (Vinícius) e Élton Corrêa; João Carlos, Badico (Da Silva) e Élton
Técnico: Laone Luz

GRÊMIO: Murilo; André Vieira, Scheidt, Cristiano e Roger; Dega, Carlos Alberto, Jé (Márcio) e Rodrigo Gasolina; Escurinho e Jaques.
Técnico: Zeca Rodrigues

Gauchão 1995 – Segundo Turno – 11ª Rodada
Data: 03 de junho de 1995, sábado
Local: Estádio da Boca do Lobo, em Pelotas, RS
Público: 4.018 (2.804 pagantes)
Renda: RS 12.492,00
Árbitro:  Fabiano Gonçalves
Auxiliares: José Antônio Nunes e Lauro Costa
Cartões amarelos: Pablo, Eugenio, Paulo Ricardo, Elton, Badico, Renatinho e Luís Carlos Gaúcho, Dega, Roger e André Vieira
Cartões vermelhos: Betão, Vinícius e Escurinho
Gols: Pablo, aos oito minutos do primeiro tempo; Badico, aos 16 minutos do segundo tempo; e Scheidt (de pênalti) aos 41 minutos do segundo tempo