Archive for the ‘Gauchão 2001’ Category

Gauchão 2001 – Juventude 1×0 Grêmio

March 25, 2021

Foto: Jeferson Botega (Zero Hora)

Na primeira rodada do segundo turno do Octogonal do Gauchão de 2001 o Grêmio foi derrotado pelo Juventude, no Alfredo Jaconi, por 1×0 (gol de Dauri, convertendo um pênalti cometido por Anderson Polga).

Por falar em Polga, nas fichas técnicas do Correio do Povo, Placar, Pioneiro e Zero Hora ele é escalado no meio de campo, deixando o Grêmio um 4-4-2. Mas se a memória não me falha, nesta altura da temporada o tricolor já estava atuando num 3-5-2 e Polga era zagueiro (stopper) pela esquerda.

“VITÓRIA DO JUVENTUDE DÁ NOVO ÂNIMO NA LARGADA DO RETURNO
Dirigentes sugerem que árbitro Carlos Simon não seja mais escalado nas partidas do Grêmio Vitória do juventude dá novo ânimo na largada do returno

O resultado da partida da tarde de sábado, no Alfredo Jaconi, foi péssimo para o Grêmio, que perdeu a invencibilidade no Gauchão, mas motiva o campeonato.

A vitória do Juventude por 1 a 0, gol de Dauri, de pênalti, aos 28 minutos do segundo tempo, deixa o Grêmio – campeão do primeiro turno do octogonal e já garantido na finalíssima – atrás na largada, e dá ânimo ao time de Caxias do Sul na briga pela conquista do returno, que lidera ao lado do Caxias, o outro vencedor na rodada.

Anderson Polga tocou claramente na bola com a mão direita dentro da área do Grêmio após uma cobrança de escanteio do Juventude pelo lado esquerdo. Mesmo assim, dirigentes e jogadores do Grêmio viram excesso no pênalti assinalado por Simon, que deu origem ao gol do jogo. Deixaram o Jaconi reclamando do juiz.

– Ele descobriu um pênalti – queixou-se Mauro Gaivão, fazendo coro ao presidente José Alberto Guerreiro e ao vice José Otávio Germano. Germano chegou a dizer que o Grêmio vem sendo “reiteradamente” prejudicado por Carlos Simon nos últimos jogos, enquanto Guerreiro afirmou que a arbitragem foi “péssima- não só pelo pênalti, mas também pela falta de rigor no aspecto disciplinar. Sugeriram que o departamento de árbitros não o escale mais nos jogos do Grêmio, repetindo a atitude do Inter com relação a Leonardo Gaciba.

– Isso faz parte da cultura do Gauchão, é assim mesmo -disse Simon, sem expressar preocupação.

No primeiro tempo, o Juventude chegou a ter um gol de Dauri corretamente anulado pelo auxiliar Sérgio Cordeiro. O atacante estava impedido. O Juventude começou mais insinuante, criou boas chances com Michel, aos 20 e 32 minutos, e Dauri, aos 30 minutos. O Grêmio especulou em contra-ataques, principalmente com Marcelinho, que acertou o travessão aos 44 minutos do primeiro tempo. Simon distribuiu 10 cartões amare-los (sete na etapa inicial), seis para o Grêmio, e também foi criticado pelo Juventude, principalmente pelo gol anulado de Dauri.

Ao final da partida, o Juventude fez o discurso da humildade, dizendo que foi apenas uma vitória e que restam mais seis jogos a serem superados. Mas muitos também não esconderam que acreditam sim em lutar pela vaga na decisão.

-Foi a vitória da equipe que acreditou e teve a atitude para fazer do sonho uma realidade – elogiou o treinador Hélio dos Anjos. — Não podemos pensar apenas no que fizemos, mas no que vem pela frente.

– O Juventude tem um sonho, e hoje demos um grande passo muito grande para realizá-lo – acrescentou Dauri.” (Zero Hora, segunda-feira, 9 de abril de 2001)

Foto: Roni Rigon (Pioneiro)

“O Grêmio foi derrotado pelo Juventude por 1 a 0, no sábado, em Caxias do Sul. Jogando contra o seu mais difícil adversário no Gauchão, a equipe de Tite perdeu a invencibilidade na competição. Logo a 7 minutos, Dauri marcou para o Juventude, mas, impedido, teve o gol anulado, o que deixou o clima do jogo ainda mais tenso. Aos 32, Michel desviou de Danrlei, mas a bola bateu na trave.

Acuado, o Grêmio buscou os contra-ataques e, aos 44, Marcelinho invadiu a área e acertou o travessão. Na segunda etapa, muita marcação e poucas chances de gol. Aos 29, quando o Juventude era melhor em campo, após uma cobrança de escanteio, Polga colocou a mão na bola dentro da área. Dauri cobrou e fez 1 a 0” (Correio do Povo, segunda-feira, 9 de abril de 2001 – Fonte: Grêmio Dados)

Juventude 1×0 Grêmio

JUVENTUDE Dieqo: Ivo (Marinho), Fernandão, Luiz Oscar e João Marcelo; Fernando, Ivair, Sidnei e Michel (Lau); Lucia­no Fonseca (Pontes) e Dauri
Técnico: Hélio dos Anjos

GRÊMIO Danrlei; , Alex Xavier (Marinho), Mauro Galvão e Anderson Polga; Anderson Lima, Eduardo Costa, Tinqa, Zinho (Rodrigo Mendes) e Rubens Cardoso; Renato Martins (Luís Mário) e Marcelinho Paraíba
Técnico: Tite

Gauchão 2001 – Segundo Turno – 1ª Rodada
Data: 07 de abril de 2001, sábado
Local: Estádio Alfredo Jaconi
Público: 12.567
Renda: R$ 60.104,00
Arbitragem: Carlos Simon
Auxiliares: Sérgio Cordeiro e Silvio Rogerio Silva
Cartões amarelos: Ivo, Fernando, Ivair, Michel  Alex Xavier, Rubens Cardo­so, Eduardo Costa, Anderson Polga, Rodrigo Mendes e Luís Mário
Gol: Dauri (de pênalti), aos 28minutos, do segundo tempo.