Archive for the ‘gauchao 2008’ Category

Gauchão – Semifinais

April 7, 2008

Advertisements

Gauchão – Grêmio 2 x3 Juventude

April 7, 2008
Celso Roth tem fama de retranqueiro. Justa ou não, para mim ele tem o mérito de organizar bem sistemas defensivos. Porém, ultimamente parece estar querendo buscar a redenção, se livrar desse estigma, algo que nunca vai acontecer.
Ontem era jogo para jogar com regulamento embaixo do braço, jogar fechadinho, bico pra frente, gastando tempo. Não foi isso que aconteceu. Time com muitas mudanças, dois laterais “faceiros”, que pouco marcam.

O Grêmio tinha a vantagem, e ainda no primeiro tempo, levou dois gols de CONTRA ATAQUE.

No primeiro um cruzamento vindo da direita, alto e sem velocidade (praticamente um balão), Felipe e Leo não marcam Mendes que cabeceia sem força, Marcelo toma um gol inexplicável.

No segundo, Michel Alves sai jogando rápido sem ser incomodado (Júlio dos Santos deu as costas pro lance), a bola acabou chegando em Lauro, Eduardo Costa não quis fazer a falta, a bola foi para Mendes, Jean RECUOU em direção ao seu gol e deu espaço para Mendes chutar e fazer o segundo.


Mas apesar do placar, o jogo não era desigual, o Grêmio teve boas chances (chutes de Perea, Maylson; cabeçada de Maylson) e um pênalti não marcado e acabou pagando cara pela incompetência ofensiva e, principalmente, defensiva.

O segundo tempo começou com correções, Rafael Carioca no lugar de Nunes e Tadeu no ataque. Não surtiu muito efeito e o time não reagiu. Aos 15 novo cruzamento, dessa vez foi Paulo Sérgio que não marcou, e Thiago fez o terceiro. Daí pra frente a coisa não tinha como piorar, e não piorou mesmo.


Os reservas e Tadeu agiram corretamente em ir pra cima do jogador Thiago do Juventude. Talvez em outros lugares do país e do mundo isso seja melhor aceito, mas aqui não se admite uma palhaçada dessas. O último cara que fez isso foi Chiquinho, no Grenal da Sulamericana de 2004 e o resultado foi parecido.

Agora o Grêmio tem a obrigação de dar todo o apoio aos atletas que tomaram tal atitude.


Aos 30, novo cruzamento, Jean só acompanha e Mendes cabeceia, dessa vez Marcelo defendeu. Na seqüência ataque do Grêmio, Roger rouba a bola de Márcio Alemão e serve Jonas que diminui. 3×1.

Logo depois, lance ríspido na latera direita, Elder faz falta em Jonas, que por sua vez chuta Elder. Jonas é expulso e Elder fica no chão para fugir do cartão (e fugiu). O árbitro, passivo, espera pelo atendimento e pede a maca, muito embora o jogador esteja a um metro da linha lateral. Eduardo Costa, impaciente, puxa o adversário para fora do campo. Leva o segundo amarelo é expulso.

Dificil descrever o que aconteceu em campo com 10 contra 8, mas o Grêmio até consegui criar chances. Perea driblou dois e a zaga salvou de cima da linha, Paulo Sérgio recebeu dentro da área e chutou forte para a defesa de Michel Alves. Aos 48, Paulo Sérgio bateu a falta e estabeleceu 0 3×2 final.


Não gosto de Nunes, reconheço nele um jogador esforçado, no máximo. Acho que já deu o que tinha que dar. Contudo não entendo a vaia insistente nele. Nunca vi um jogador melhorar depois de ser vaiado, normalmente ele se afunda, e nao raro leva os companheiros.

Roth aparece quase sempre com único culpado. Não concordo. Ele tem uma parcela grande de culpa, mas algumas ressalvas devem ser feitas. Victor, Pico, Soares, Magrão e Reinaldo machucados. Muitos diziam que Dos Santos tinha que jogar devido a sua qualidade (não deu certo). Outros diziam que Jean deveria assumir a posição de Pereira, isso aconteceu e houve uma queda de qualidade. Eu era um que não aguentava mais o Hidalgo, Roth tentou uma alternativa que não se mostrou acertada. Marelo tomou um frangaço. Expulsão infantil de Jonas. Claro algumas coisas são indefensaveis, como tirar Eduardo Costa da primeira “volância” e coloca-lo na segunda, criando dois problemas onde só havia um.


O juiz é um capitulo a parte. Obviamente que não foi por isso que o Grêmio perdeu, mas me parece que Pelaipe tinha razão.Mas, obviamente pouco se fala nisso agora. Alguns ainda tem a cara de pau de elogiar o senhor coruja, apesar dos fatos os desautorizarem. Vejamos:

– Penalti em Maylson no primeiro tempo. Sem replay nenhum deu pra ver. O narrador da gaúcha gritou na hora que foi falta.
– 3 minutos de acréscimo no segundo tempo. Vejam a imagem acima do minuto a minuto do terra. Tivemos 4 substiuições no 2ºtempo (30 segundo de acréscimo em cada). O 3 gol do juventude aconteceu aos 15, e o jogo ficou parado até os 19. Nas expulsões de Jonas e E.Costa o jogo parou por mais 2 minutos. Só até aqui temos 8 minutos. Isso sem contar as interrupções para atendimento médico, entrada de maca, e tempo que a bola não ficou em jogo.
– Em dado momento do 2ºtempo, Roger corta o adversário, mas a bola bate no juiz (mal-colocado). Roger reclama e o Juiz inventa um empurrão do jogador do Juventude.
– Também no segundo tempo, Perea puxava contra ataque. Passou por Márcio Alemão e foi derrubado pelo camisa 7 Juan Perez (que já tinha cartão). O juiz se faz de louco e mostra o cartão para Márcio Alemão.
– Jean fez uma falta muito mais dura do a do Jonas e recebeu só amarelo.

Por outro lado, sempre digo que não adianta o Grêmio reclamar da organização do Gauchão e da arbitragem estadual se não fizer nada para tirar os colorados do comando da FGF. Por vários motivos.

fotos: ClicRBS e gremio.net

Grêmio 2 x 3 Juventude
Mendes 15´
Mendes 38´
Thiago 60
Jonas 75´
Paulo Sérgio 90+3

GRÊMIO:Marcelo Grohe; Felipe Mattioni, Leo, Jean e Paulo Sérgio; Nunes (Rafael Carioca, INT), Eduardo Costa, Maylson (Jonas, 21’/2°T), Julio dos Santos (Tadeu, INT) e Roger; Perea.
Técnico: Celso Roth

JUVENTUDE:Michel Alves; Élvis, Nunes, Márcio Alemão e Márcio Goiano; Renan (Hércules, 29’/2°T), Juan Pérez, Lauro e Ivo (Elder, 22’/2°T); Mendes e Maycon (Thiago, 9’/2°T)
Técnico: Zetti

Gauchão 2008 – Quartas de Final – Jogo de Volta
Data: 6/4/2008, Domingo, 16h00min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre
Público: 34.208 (16.154 pagantes)
Renda: R$ 457.813,00
Arbitragem: Márcio Coruja, auxiliado por Júlio César Santos e Júlio Espinosa
Cartões amarelos: Maycon, Juan Perez e Márcio Alemão (J); Eduardo Costa, Roger e Jean (G)
Expulsões: Thiago (J); Tadeu, Jonas e Eduardo Costa (G)
Gols: (J) Mendes, aos 15 e aos 38 minutos do primeiro tempo, e Thiago, aos 15 minutos do segundo tempo. (G) Jonas, aos 30, e Paulo Sérgio, aos 49 minutos do segundo tempo

Gauchão – Juventude 1 x 2 Grêmio

March 29, 2008

Escalação surpreendente de Rudinei no meio campo (Júlio dos Santos sobrou). Rudinei jogava mais aberto pela direita, mais a frente Perea pela esquerda e Reinaldo centralizado. Deu certo. O gol cedo facilitou as coisas, escanteio batido, Perea desviou no primeiro pau e Reinaldo completou no segundo. O Grêmio jogava bem e dificultava as coisas para o Juventude. Nunes e Eduardo Costa protegiam bem a zaga. O “Papo” tentou reagir, duas cabeçadas em impedimento (marcados) de Mendes, duas belas defesas de Marcelo Grohe. Mendes novamente, chutando da intermediária, Marcelo desviou e a bola parou na trave. No Grêmio Roger jogava “solto”, fazendo algumas jogadas de efeito. Aos 41, Pico deu ótimo lançamento para Reinaldo que dominou, entrou na área, pedalou e chutou no canto. 2×0.

O segundo tempo tricolor já foi inferior, o time ficava pouco com a bola. O Juventude, como não poderia deixar de ser, foi pro tudo ou nada, mas criou pouco. Mendes de cabeça descontou e a reação do Juventude parou aí. O Grêmio ainda perdeu boas opurtunidades. Perea dentro da pequena área e André Luís após jogada espetacular.


Não gostei muito da atuação do Leo, saindo demais, fazendo faltas desnecessárias. Os laterias deram uma contriubuição bem mais significativa hoje. Roth foi bem feliz ao indicar as virtudes (força) e os defeitos (marcação, cobertura) de Pico.

No jogo passado, disse que esta história de camisa comemorativa estava ficando manjada. A explicação para o bizarro número 493 de Lauro (foto abaixo) é uma contagem para os seus 500 jogos, idéia do marketing da Penalty

Fotos: ClicRBS e Juventude.com.br

Juventude 1 x 2 Grêmio
Reinaldo 9´
Reinaldo 41´
Mendes 59´

JUVENTUDE: Michel Alves; Renan, Márcio Alemão e Nunes; Elvis, Juan Pérez (Maycon), Lauro, Hércules (Danilo) e Márcio Goiano; Ivo (Bruno) e Mendes.
Técnico: Juventude

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Paulo Sérgio, Léo, Jean e Anderson Pico; Eduardo Costa, Nunes, Rudnei e Roger (Julio dos Santos); Reinaldo (André Luís/Jonas) e Perea.
Técnico: Celso Roth

Gauchão 2008 – Quartas de final – Jogo de Ida
Data: 20/março/2008 – Sábado – 16h00min
Local: Estádio Centenário, em Caxias do Sul.
Arbitragem: Leonardo Gaciba, auxiliado por Altemir Hausmann e José Franco Filho.
Cartões amarelos: Lauro (J); Eduardo Costa, Léo e Nunes (G)
Gols: Reinaldo (G), aos nove e aos 41 minutos do primeiro tempo; Mendes (J) aos 14 do segundo

Gauchão – Tabela da Fase Final

March 27, 2008

Gauchão – Classificação Final 1ªFase

March 27, 2008

Gauchão – 15 de Novembro 1 x 4 Grêmio

March 27, 2008

Novamente um jogo decidido na primeira meia hora. Talvez fosse a fragilidade do adversário, mas o time reserva até que mostrou um certo entrosamento. Jonas fez um golaço, pegando de primeira o cruzamento de Pico e abrindo o Placar. Rudinei sofreu pênalti e Reinaldo bateu com maestria. 2×0. Pico soltou um foguete na falta da intermediária. 3×0. Jonas teve um pouco de inteligência e muito de coragem ao por a cabeça na bola e “provocar” o quarto gol. No gol de honra do 15, talvez a barreira estivesse mal colocada, talvez. Nunes estava certamente mal posicionado, atrapalhou, e dificultou a vida de Marcelo, que mesmo assim tomou um gol “defensável”.


A polêmica sobre o triângulo “Grêmio-Inter-Juventude” só interessa ao Internacional. Ao menos no momento. Coloca-se o Grêmio numa situação de brigar com o bêbado e põe-se o Juventude na obrigação de vencer um clube que historicamente é muito maior que ele. Que culpa tem o Grêmio se o Inter não consegue ganhar do Juventude?

Camisa em homenagem ao aniversário de Porto Alegre
. Lembrança válida, mas esta história de camisa comemorativa já tá ficando manjada.

fotos: ClicRBS

15 de Novembro 1 x 4 Grêmio
Jonas 8´
Reinaldo (pen) 18´
Anderson Pico 21´
Jonas 22´
Maicon 33´

15 DE NOVEMBRO: Márcio Angonesi; Rafael, Lucas, Ferron e Alex Peres (Dino 25/2ºt); Dione, Edmilson, Émerson (Michel – intervalo) e Jorge Mutt; Juari (Adams – int) e Maico
Técnico: Julio Espinosa

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Felipe Mattione, Jean, William Thiego e Anderson Pico; Nunes (Rafael Carioca 33/2ºt), Rudinei, Júnior e Maylson; Jonas (André Luís 25/2ºt) e Reinaldo (Tadeu – intervalo)
Técnico: Celso Roth

Gauchão 2008 – 1ªFase – 14ª Rodada
Data: 26/03/2008, quarta-feira, 21h45min
Local: Estádio Sady Schmidt, em Campo Bom (RS)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Assistentes: Alexandre Kleinich e Carlos Selbach (ambos do RS)
Cartões Amarelos: Dione, Edmílson e Rafael (15); Jean, Júnior, Maílson e Nunes (G)
Gols: Jonas, aos 8; Reinaldo, aos 18; Anderson Pico, aos 21; e Jonas, aos 22 e Maico, aos 33 minutos do primeiro tempo.

Gauchão – Grêmio 2 x 0 Sapucaiense

March 21, 2008
Nos 30 minutos iniciais o Grêmio jogou bem o bastante para garantir o resultado. Com alguma justiça os gols foram de Paulo Sérgio e Perea, os melhores em campo. O lateral bateu muito bem a falta e abriu o marcador; O colombiano foi opurtunista e concluiu uma jogada de falta “vencida” sobre Reinaldo. Quem chegou depois do intervalo viu muito pouca coisa.

Eduardo Costa e Nunes tem a mesma característica ( eu escrevi característica), não podem jogar juntos, o meio fica “engessado”, previsivel. Reinaldo mostrou algum serviço, especialmente com a bola no chão e em velocidade. Da mesma forma Júlio dos Santos demonstrou melhora, mas ainda está devagar, teve várias opurtunidades em que hesitou na hora de chutar.


Pereirão anda endiabrado. Já Hidalgo está mal. Verdade que nunca foi um grande apoiador, mas agora nem marcando está.

Já explicaram porque o jogo foi adiantado, mas não explicaram por que a escolha do horário das 17h, num dia útil.

Aliás, ainda no capítulo explicações devidas. Nosso presidente:
“Paulo Odone (PPS) disse que sob o ponto de vista econômico, o contrato para a concessão de bebida alcóolica para o orçamento do clube não é tão relevante. Considera que o álcool não é o grande causador do tumulto, Segundo ele, a bebida geralmente é ingerida antes. Disse que fica numa situação delicada em manifestar sua posição. “ Mas, como nunca fiquei no muro, vou votar favoravelmente a proposta de Miki Breier”, declarou.” (Página da Assembleia Legislativa do RS)


Fotos: Gremio.net e ClicRBS

Grêmio 2 x 0 Sapucaiense
Paulo Sérgio 12´
Perea 23´

GRÊMIO: Marcelo; Paulo Sérgio, Jean, Pereira e Hidalgo; E.Costa (Junior, 26/2ºT), Nunes, Julio dos Santos (André Luis, 27/2ºT) e Roger; Reinaldo (Tadeu, 18/2ºT) e Perea.
Técnico: Celso Roth

SAPUCAIENSE: Eliandro; Cirilo, Dias e Lacerda; Gian, Jucemar (Evandro, 13/2ºT), Everton, Jean Paulo (Ivo, 23/2T) e Brida; Evilásio e John (Juliano, int).
Técnico: Cirio Quadros

Gauchão 2008 – 1ªFase-13ª rodada
Data: 20/03/2008, quinta-feira, 17h00min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Público : 21.709 (11.101 pagantes)
Renda: R$ 146.709,00
Arbitragem: Carlos Eugênio Simon, auxiliado por Marcelo Oliveira e Silva e Sedenir Martins (ambos do RS)
Cartões amarelos: Julio dos Santos (G); Dias (Sapucaiense)
Gols: Paulo Sérgio (G), aos 12 do primeiro tempo e Perea (G) aos 23 minutos do primeiro tempo

Gauchão – Santa Cruz 2 x 3 Grêmio

March 16, 2008

De volta ao 4-4-2, Maylson na meia e Reinaldo fazendo dupla com Perea. Jogo ruim, com poucas ocorrências no primeiro tempo. O Santa Cruz não se fez presente no ataque, o Grêmio tentou algumas vezes, cabeçada de Perea na trave, duas boas defesas de Lê em chutes de William Magrão. Num escateio “curto” (primeiro que deu certo no ano) Paulo Sérgio cruzou bem e Pereira fez o 1 x 0. Ainda no primeiro tempo, Perea fez boa jogada pela esquerda, deu incontaveis cortes no zagueiro antes de cruzar para Roger que cabeceou errado.

Segundo tempo o Grêmio perdeu totalmente o meio-campo e o Santa Cruz foi pra cima. Pressão. Escanteio e de cabeça Bruno empatou. Zulu tentou duas vezes, uma delas de bicicleta, mas não conseguiu a virada. O “retranqueiro” Roth colocou Tadeu e André Luís e deixou o time num faceiro 4-3-3. Falta na entrada da área, barreira próxima, muita gente entre a bola e o gol. Paulo Sérgio achou um canto e fez 0 2×1. Minutos mais tarde, Bola lançada da intermediária, Marcelo sai muito mal e Simônio empata em 2×2. No final, Perea faz ótima jogada e cruza para o segundo pau, Tadeu cabeceia errado mas mata o goleiro Lê. 3×2 final.


Foi só eu, ou mais alguém achou exagerado os os elogios a atuação de Bruno? Já tinha gente querendo ele de volta no Grêmio

Sem Soares, não deveria Tadeu ser o titular?

Fotos: ZeroHora.com

Santa Cruz 2 x 3 Grêmio
Pereira 32´
Bruno 55´
Paulo Sérgio 72´
Simônio 78´
Tadeu 89´

SANTA CRUZ:Leandro; Eliandro, Renato Tilão (Maxwell, 47min 2ºT) e Simônio. Helton, Carlos Alberto (Marcos Rogério, 21min 2ºT) , Marcos Tora (Marcelo Fumaça, 28min 2ºT), Teco e Rodrigo; Bruno e Zulu.
Técnico: Suca

GRÊMIO: Marcelo; Paulo Sérgio, Leo, Pereira e Hidalgo; Eduardo Costa, William Magrão, Maylson (André Luís, 21min 2ºT) e Roger; Perea e Reinaldo (Tadeu, 21min 2ºT).
Técnico: Celso Roth

Gauchão 2008 – 1ª Fase – 12ª rodada
Data: 16/03/08, Domingo, 16h00min
Local: Estádio dos Plátanos, em Santa Cruz do Sul
Árbitro: Leonardo Gaciba
Cartões amarelos: Leo e Tadeu(G), Elton e Teco (S)
Gols: Pereira (G), aos 32 minutos do primeiro tempo, Bruno (S), aos 10, Paulo Sérgio (G), aos 27, Simônio (S), aos 33, e Tadeu (G), aos 44 minutos do segundo tempo.

Gauchão – Grêmio 0 x 0 Caxias

March 14, 2008
Celso Roth fez bem em testar um novo esquema. Grêmio é líder com folga de seu grupo e provavelmente alcançará a melhor colocação no geral. 4-5-1, com Pico no meio e Roger como um segundo atacante (no papel). O Caxias foi pra campo num 3-6-1, para trancar o meio campo e segurar o empate. Pico estava meio perdido no meia cancha, Dos Santos pouco se movimentava e Roger não aparecia. A bola invariavelmente ficava nos pés de Nunes e Paulo Sérgio, que não tinham maiores opções. Perea saia da área para tentar a jogada, mas aí o time ficava sem nenhuma referência. Algumas poucos jogadas criadas, chute de Perea de esquerda e Roger de direita. O Caxias só ameaçou numa cabeçada após cobrança de falta.


Segundo tempo com Reinaldo no lugar de Pico, correção que se fazia necessária. O Grêmio atacou com mais animo, mas nao com mais qualidade. Caxias oferecia as laterais, Hidalgo pouco se apresentava. Paulo Sérgio ia com vontade, mas com pouco capricho na definição da jogada. Além disso, O Grêmio jogava com dois cabeça-de-área. Eduardo Costa se soltava , mas não é a dele. Em duas ocasiões a bola caiu um seus pés, pronta para conclusão e o chute saiu errado. André Luís entrou no lugar do apagado Júlio dos Santos, mas entrou mal, é jogador que precisa de espaço. Mais chances perdidas e um empate muito comemorado pelo caxias.


Se é para fazer testes, por que não testar Felipe Mattioni na direita?

O co-irmão segue na sua manobra para ter Carlos Simon na final. Novelletto reclama, mas cumpre tudo direitinho.

Fotos: Grêmio.net e ClicRBS

Grêmio 0 x 0 Caxias

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Paulo Sérgio, Léo, Pereira e Hidalgo; Eduardo Costa, Nunes (Júnior 29/2ºt), Dos Santos (André Luís 24 /2ºt) e Anderson Pico (Reinaldo intervalo); Roger e Perea
Técnico: Celso Roth

CAXIAS: Juninho; Eber, Cuca e Cris (Luís Henrique 38/2ºt); Gustavo, Julio César, Tiago, Leo Mineiro, Rodrigo (Terrão 26/2ºt) e Aelson; Kempes (Edu 43/2ºt)
Técnico: Gilson Kleina

Gauchão 2008 – 1ªfase – 11ª rodada
Data: 13/03/2008, quinta-feira, 21h45min
Estádio: Olímpico, em Porto Alegre (RS)
Público: 18.412 (16.380 pagantes)
Renda: R$ 211.261,00
Árbitro: Vinícius Costa
Assistentes: Júlio César dos Santos e José Inácio de Souza
Cartões amarelos: Eduardo Costa, Roger, Pereira (Grêmio); Cris (Caxias)

Gauchão – Novo Hamburgo 0 x 1 Grêmio

March 9, 2008
O calor era forte, o gramado era ruim, mas mesmo assim classifico como “preguiçoso” o primeiro tempo do Grêmio. O Novo Hamburgo pouco ameaçou, isso é fato, mas consigo me lembrar de poucos lances de ataque do tricolor. Um bom lançamento de Júlio dos Santos, Roger entrou na área pela direita e bateu com a esquerda, o chute passou raspando. Perea parecia ser um dos únicos jogadores inspirados na tarde de ontem (Leo e Pereira eram os outros dois), atacava com apetite, partia pra cima dos zagueiros e sofria faltas. Aos 46, Pico bate bem o escanteio, a bola atravessa a pequena área e Perea empurra pro gol. 1×0.

O segundo tempo do Grêmio foi ainda mais devagar. O Novo Hamburgo pra cima, e o tricolor de certa forma permitiu-se sofrer uma “pressão”. Os anilados jogava as costas dos laterais, principalmente Pico, e os volantes e laterais pouco contribuíam na marcação, deixando Leo e Pereira muito expostos. Por sorte a dupla de zaga fazia uma partida séria e segura, e não permitiu maiores alegrias a torcida do Novo Hamburgo. Pico fez boa jogada, deixando André Luís pifado na frente do goleiro, ele se atrapalhou e acabou sendo abafado, na sobra Tadeu chutou pro gol, mas o zagueiro do novo hamburgo salvou. No final, um lance em que o Grêmio contou com mais sorte do que juízo, a bola cruzada atravessou a área tricolor, foi devolvida pra dentro da pequena área e Micael se enrolou com a bola e a areia, dando chance pra Marcelo salvar, garantir os três pontos e classificação antecipada.


Magrão, Eduarco Costa e Júlio dos Santos formam uma linha logo atrás de Roger. A melhoria do time do Grêmio passa por uma maior (e melhor) contribuição dos laterais e passa também por entrosar melhor Roger com o paraguaio. Júlio dos Santos é um jogador interessante, cabeça erguida, boa visão de jogo, técnico, bom passe (curto e longo), precisa sim ter maior movimentação.

Um pouco exagerados os elogios a Marcelo Grohe. Saiu invicto, mas não me passou segurança, parece sempre esperar a definição da jogada para agir. No lance derradeiro contou muito mais com a sorte e a incapacidade do zagueiro do que com qualquer outra coisa.

Dessa vez deu pra ouvir a entrevista de Roger. Não falou absolutamente nada. Não foi irônico, não foi debochado e nem apontou favoritos. Foi sim bombardeado por vários reporteres querendo arrancar uma declaração polêmica, que não aconteceu. Desconfiem de qualquer notícia muito diferente disso.

Fotos: ClicRBS

Novo Hamburgo 0 x 1 Grêmio
Perea 45+1´

NOVO HAMBURGO: Fernando; Micael, Rodrigo Santos e Luís Henrique; Tiago Matos (Diego Caju, 42’/1ºT), Márcio, Cristiano (Alex Goiano, Intervalo), Edimar e Vinícius; Eraldo (Maikel, 27’/2°T) e Cleverson
Técnico: Gilmar Iser

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Paulo Sérgio, Leo, Pereira e Anderson Pico (Hidalgo, 28’/2ºT); Eduardo Costa, William Magrão, Dos Santos e Roger; Perea (André Luís, Intervalo) e Soares (Tadeu, 9’/1ºT)
Técnico: Celso Roth

Gauchão 2008- 1ªfase- 10ª rodada
Data: 09/03/2008, domingo, 16h00min
Local: Estádio Santa Rosa, em Novo Hamburgo
Arbitragem: Márcio Coruja, auxiliado por Altemir Hausmann e Edemar Palmeira
Cartões amarelos: Cristiano e Micael (NH), William Magrão (G)
Gols: Perea, aos 45 minutos do primeiro tempo