Archive for the ‘litoral’ Category

Amistoso 1993 – Grêmio 6 x 1 Seleção de Capão da Canoa

February 29, 2012

Como já vimos, o Grêmio jogou em Capão da Canoa em 1991. Teria jogado lá novamente em 1992, mas a chuva cancelou a partida (o que pode ter sido bom para o Grêmio, haja visto que no mesmo ano o Internacional foi derrotado pelo time local pelo placar de 2×0).

Em 1993, o mau-tempo chegou a adiar a partida no estádio Mariscão e o confronto aconteceu no dia 26 de fevereiro. O Grêmio venceu por 6×1, num jogo que poderia ser lembrado pela estreia de Dorival Junior com a camisa do Grêmio, mas que efetivamente ficou marcado pela lesão do goleiro Emerson.

O lance aconteceu no início do jogo, numa disputa entre o arqueiro gremista e o atacante Melancia. A Zero Hora assim descreveu a jogada:


“O que era para ser um simples amistoso de início de temporada acabou sendo um drama para o jovem goleiro Émerson, do Grêmio. Aos 12 minutos do primeiro tempo, o centroavante Kita, do combinado de Capão de Canoa cruzou a bola dentro da área, onde estava o ponteiro Melancia. Ao ver o atacante livre, o goleiro gremista se atirou sobre o adversário, tentando evitar o chute. No choque, caiu um para lado. Émerson gritou forte e olhou a perna direita; um fratura dupla, tíbia e perônio.

Logo as lágrimas corriam soltas pelo rosto do jogador deitado sobre o gramado. Com o lance, que resultou no pênalti e no único gol marcado pelo time de Capão da Canoa, ninguém estava preocupado. As atenções estavam todas voltadas para Émerson Ferreti, 22 anos, uma das maiores promessas dos últimos anos nascidas nas categorias inferiores do Estádio Olímpico. “Eu só me lembro do início da jogada. Vi o ponteiro sozinho e me joguei para tentar impedir o chute ao gol. Depois não vi mais nada, só me lembro que senti uma dor horrível”, puxava pela memória Émerson, cabisbaixo, com o olhar fixo em lugar algum.” (Sílvio Ferreira – Zero Hora – 27 de janeiro de 1993)

Grêmio 6 x 1 Seleção de Capão da Canoa

GRÊMIO: Émerson (Ademir Maria); Luis Carlos Winck (Jackson), Paulão, Luciano e Eduardo (Paulo César); Júnior, Pingo (Jamir), Juninho (Mabilia) e Carlos Miguel (Carlinhos); Gílson, Caio (M.Aurélio)
Técnico: Sérgio Cosme

SELEÇÃO CAPÃO DA CANOA: Salomão (Bira); Leandro (Flavinho), Eduardo, Rogério e Mânica; Anderson, P.César (Tarcísio) e Tilico; Melancia (Da Cruz), Kita (Perroni) e Senna (Polaco).
Técnico: Butiaco


Amistoso
Data: 26 de fevereiro de 1993, sexta-feira, 16h30min
Local: Estádio Mariscão, em Capão da Canoa-RS
Árbitro: Djalmo Passos
Auxiliares: Ciro Camargo e Nadir Áscoli
Cartão Vermelho: Eduardo (Capão da Canoa)
Gols: Caio aos 10 minutos, Kita aos 12, Juninho aos 29, Gilson aos 42 e Eduardo aos 46 minutos do 1º tempo; Gilson aos 3 minutos e Paulão aos 41 minutos do 2º tempo

Advertisements

Amistoso 1993 – Grêmio 6 x 0 Selecionado Beira-Mar

February 28, 2012

Em fevereiro de 1993, o Grêmio voltou a jogar no litoral gaúcho. Era o terceiro jogo que a equipe de Sérgio Cosme (e Paulo Paixão, seu preparado físico) fazia naquele início de temporada (Após uma rápida excursão pela Argentina).

A partida foi realizada em Tramandaí, no Estádio Municipal (por vezes chamado de Estádio Beira-Mar e por vezes chamado de Tatuírão, por óbvio prefiro esta última alcunha)

O Selecionado Beira-Mar (ou Seleção de Tramandaí), que contava com Fala Fina em suas fileiras, até que fez um bom primeiro tempo, sofrendo apenas um gol. Mas levou outros cinco na segunda etapa.

As atrações daquela tarde de verão foram o recem contratado Luís Carlos Winck, juntamente com o jovem Carlos Miguel e o volante Pingo, que fez a sua estréia naquela ocasião.

Fotos: Zero Hora

Grêmio 6 x 0 Selecionado Beira-Mar

SELECIONADO BEIRA-MAR: Luís Paulo (Élton); Porto (Evaldo), Paulo Roberto, Raul e Mânica; Tonho (Paco), Marcelo (Eron) e Lino (Fabinho); Ike (Fala Fina), Tarusco e Rogério.
Técnico: Paulo Roberto Laurindo.

GRÊMIO: Émerson (Ademir Maria); Luis Carlos Winck (Jackson). Paulão, Luciano e Eduardo; Marco Aurélio, Pingo (Jamir), Juninho e Carlos Miguel (Carlinhos Júnior); Gílson, Caio (Mabília)
Técnico: Sérgio Cosme


Amistoso
Data: 13 de fevereiro de 1993, sábado
Local: Estádio Tatuírão, em Tramandaí-RS
Público: 4.500 pessoas
Árbitro: Silvio Oliveira
Auxiliares: Adão Alípio Soares e Marcos Charão

Gols: Carlos Miguel, aos 27 minutos do 1º tempo; Juninho aos 29 segundos, Pingo, aos 4 minutos, Eduardo aos 7 minutos, Juninho aos 27 minutos e Jamir aos 33 minutos do segundo tempo

1996 – Copa Renner

February 17, 2012

Continuando a série sobre os jogos do Grêmio no litoral gaúcho, lembramos hoje da Copa Renner, que teve sua 1ª edição finalizada no dia 17 de fevereiro de 1996.

Foi um torneio de verão, disputado no famigerado estádio Sessinzão em Cidreira, envolvendo alguns dos times patrocinados pela marca de tintas. Esse tipo de competição não era exatamente uma novidade, haja visto a Copa Parmalat (onde o Juventude de Isoton e Mário goleou o Benfica de Preud´homme) e a Copa Umbro, disputada nos meados dos anos 90.

Cerro Porteño, Grêmio, Nacional, e Sport Recife disputaram a primeira edição do torneio. A premiação era de R$ 10 mil reais para o campeão, 6 mil para o vice e 4 mil reais para o terceiro colocado.

Nas semifinais, o Cerro comando por Antônio Lopes foi derrotado pelo Sport (2×0, gols de Chiquinho e Dário), enquanto o Grêmio passou pelos uruguaios, nas partidas disputadas na sexta-feira, dia 16 de fevereiro.

No sábado, Nacional ficou com o terceiro ao superar a equipe paraguaia por 2×1 (gols de Parodi e Leon para o Bolso e Fabian Espíndola para o Cerro). Na final, o Grêmio, que tinha Manoel Tobias com grande novidade no seu meio campo, venceu o Sport nos pênaltis, após o empate por 2×2 no tempo normal.

Houve uma segunda edição da competição no ano seguinte, mas o Grêmio não participou. Contudo, em abril de 1997, o tricolor venceu o Vila Nova por 1×0 no Serra Dourada, na partida que valia a Taça IronCryl.

A foto acima é da partida entre Grêmio e Nacional. As fotos abaixo são do jogo entre Grêmio e Sport (fonte: Zero Hora). Abaixo também estão as fichas dos jogos do Grêmio.

Grêmio 3 x 2 Nacional

GRÊMIO: Murilo, André Vieira (João Antônio), Rivarola, Adílson e Roger; Dinho, Goiano, Manoel Tobias (Émerson) e Carlos Miguel; Paulo Nunes (Zé Alcino) e Sílvio.
Técnico: Luiz Felipe Scolari

NACIONAL: Fabian Dominguez, Gomez, Alfonso Dominguez, Silva e Morán; Guigou, Badell, Parodi e León; Juan Gonzalez (Ravera) e Canobbio.
Técnico: Hector Salva

Semifinal – Copa Renner
Data: 16 de fevereiro de 1996, sexta-feira
Local: Estádio Sessinzão em Cidreira-RS
Gols: Carlos Miguel, aos 22 e Morán aos 35 minutos do 1º tempo. Adilson, aos 6, Paulo Nunes, aos 23 e Milton Gomez, aos 37 minutos do segudo tempo.


Grêmio 2 x 2 Sport (Grêmio 4×2 nos pênaltis)

GRÊMIO: Murilo; André Vieira (João Antônio), Rivarola, Adílson e Roger; Dinho, Goiano, Manoel Tobias (Negretti) e Carlos Miguel; Paulo Nunes e Sílvio.
Técnico: Luís Felipe Scolari.

SPORT: Albérico; Givaldo, Adriano, Érlon e Gilvan; Dário, Ataíde e Chiquinho (Jean); Gaúcho (Juca), Marcelo e Bira (Vanderlei).
Técnico: Givanildo Oliveira.

Final – Copa Renner
Data: 17 de fevereiro de 1996, sábado, 18h30min
Local: Estádio Sessinzão em Cidreira-RS
Juiz: Carlos Simon
Cartões Amarelos: Dinho, João Antônio, Negretti, Dário, Adriano, Marcelo e Jean.
Cartão Vermelho: Gilvan
Gols: Carlos Miguel, aos 33 e Adriano, aos 35 minutos do 1º tempo. Sílvio, aos 27 e Jean, aos 30 minutos do 2º tempo
Nos pênaltis: Dinho, Carlos Miguel, Adílson, Roger, Vanderlei e Marcelo converteram. Murilo defendeu a cobrança de Jean e Dário chutou pra fora.

Amistoso 1991 – Grêmio 5 x 0 Seleção de Capão da Canoa

January 18, 2012
A organização da Copa de 2014 é uma fonte inesgotável de assunto. Confesso que fico um pouco supreso com a grande quantidade de cidades gáuchas que de se candidatam a ser subsede na Copa do Mundo. Na última segunda-feira, ao ler as notícias que davam conta da vistoria feita por técnicos da Fifa em Capão da Canoa, imediatamente lembrei dos jogos que o Grêmio fez no litoral gáucho nos anos 90.

Um deles foi realizado em 26 de janeiro de 1991 no Estádio Mariscão (que até hoje resiste a especulação imobiliária). Uma goleada na “seleção de Capao da Canoa”. Foi o segundo jogo do Grêmio naquele (triste) ano.

Abaixo relato da partida segundo o Correio do Povo:

Goleada do Grêmio em Capão da Canoa

Com Assis marcando três gols, o Grêmio goleou a seleção de Capão da Canoa, sábado, por 5 a 0. Em seu segundo amistoso na temporada e último antes da estréia no campeonato brasileiro, dia 4, contra o Goiás, o time treinado por Cláudio Duarte já mostrou um futebol superior ao apresentado no empate diante do Novo Hamburgo. Os destaques foram Assis e João Antônio, além de Nilson, que voltou a marcar.

O estádio do Capão da Canoa F.C lotou. O espetáculo para os veranistas só não foi melhor porque o adversário do Grêmio era muito frágil. Já aos 3 minutoi, Nílsonn venceu a zaga e cabeceou para fazer 1 a 0. Aos 38, Santo marcou contra. No segundo tempo, Assis ampliou para 3 a 0, aos 26. Aos 34, ele voltou a marcar. Aos 42, de pênalti, Aos 42, de pênalti, Assis completou a goleada (Correio do Povo – 27 de janeiro de 1991)

Grêmio 5 x 0 Seleção de Capão da Canoa

GRÊMIO: Sidmar (Gérson): China (Luciano), Luis Fernando (Ion), Vilson e Marco Antônio; João Antônio, Donizete e Caio; Maurício (Biro-Biro), Nilson (Rodrigo) e Assis
Técnico: Cláudio Duarte

SELEÇÃO DE CAPÃO: Beto (Rato), Amarildo, Kiko, Santo e Giba; Cidinho, Zico (Fernando) e Jair; Tarciso, Spina e Jorjão.

Amistoso
Data: 26 de Janeiro de 1991
Horário: 17 horas
Juiz: Antônio Howes
Gols: Nilson, Santo (contra) e Assis (3 vezes)