Archive for the ‘Luiz Carvalho’ Category

Amistoso em 1940 – Grêmio 2×1 Independiente

February 21, 2018

O Gremio

O primeiro confronto da história entre Grêmio e Independiente aconteceu em 30 de janeiro de 1940. Foi o segundo jogo dos argentinos em solo gaúcho naquele mês, em compromissos arranjados por Luiz Aranha,  Presidente da CBD (Confederação Brasileira de Desportos) . No primeiro deles o time de Avellaneda empatou em 2×2 com o Inter nos Eucaliptos.

O segundo aconteceu numa quinta-feira chuvosa, as 21 horas na Baixada. O Grêmio saiu perdendo por um 1×0, mas Luiz Carvalho entrou no time no intervalo, fez o gol de empate aos 20 minutos do segundo tempo  e a cinco minutos do fim deu a assistência para Malaquias fazer  gol da vitória.

O curioso que surgiram “lendas” sobre a participação de Luiz Carvalho nessa partida. David Coimbra, na edição original e nas posteriores do livro “A História dos Grenais”, bem como em seu blog na Zero Hora, afirmou que o centroavante tricolor estava aposentado desde 1938 e foi convencido no intervalo da partida a voltar a ativa para reverter o placar desfavorável. Tal informação não corresponde a realidade.  Luiz Carvalho jogou as duas partidas anteriores do Grêmio, fez gol contra o Americano em 16 de janeiro e iniciou a partida contra o Força e Luz em 23 de janeiro. Luiz Carvalho estava relacionado para partida contra os argentinos e sua escalação como titular era cogitada na reportagem do Correio do Povo do dia da partida (ver imagem abaixo)

Ainda mais estranha é afirmação de David Coimbra de que “No dia seguinte, o Correio do Povo mancheteou: “Só se viu um maestro em campo e era Luiz Carvalho”. A rartir de então, ele passou a ser conhecido como El Maestro”. Como se pode ver na imagem acima, não há nenhuma manchete com esse teor na edição do Correio do Povo que cobriu essa partida. Da mesma forma, não há nenhuma referência de Luiz Carvalho como “El Maestro”, e sim como “Condottieri“.

Mais recentemente o jornalista Marcos Bertoncello afirmou essa partida contra o Independiente “marcou a despedida do futebol de Luiz Carvalho”, o que também não é verdade.  Luiz Carvalho jogou as duas partidas seguintes ao confronto contra o Rojo, a primeira como titular contra o Cruzeirinho na Baixada em 08 de fevereiro e a segunda entrando no segundo tempo de um Gre-Nal nos Eucalitpos em 13 de fevereiro.

1940 Gremio Independiente b

Luiz Carvalho ensinou o caminho das redes
A assistencia, á entrada do team tricolor no field, encarou com pessimismo a ausencia de Luiz Carvalho no commando do ataque. Isso porque se annunciara que o laureado crack, juntamente com Lacy, envergaria mais urna vez a jaqueta da Baixada, em logar de Allemãosinho, cujas ultimas “performances” no haviam primado pela segurança.
Cedo, os afficionados sentiram a falta do habilidoso “condottieri”. E sentiu-o tambem a propria offensiva gremista, que trabalhou completamente enredada, na 1ª phase, com um Allemão improductivo, inexpressivo mesmo. Por duas vezes, naquelle periodo, a torcida tricolor teve a visão do goal. E, por duas vezes, Allemãosinho falhou, sacudindo os nervos da assistencia.
Dessa maneira, o Independiente jogou quasi á vontade, no 1.° half-time, obrigando o tricolor a permanecer cerradamente na defesa. Ahi, agigantou-se a actuação da rectaguarda local, O triangulo integrado por Edmundo, Luiz e Dario transformou-se numa verdadeira muralha, onde se chocava, de momento a momento, a offensiva portenha, algo debilitada com a ausência de Sastre, mas ameaçadora e vistosa.
A efficiencia de Laxixa, hontem o primeiro homem da defesa tricolor, na aza esquerda da linha média, cobriu a indecisão inicial de Noronha e foi um estimulo permanente ao estreiante André, que, na aza direita, andou bem durante todo o match.
Dessa maneira, o Gremio contou apenas com a solidez da sua rectaguarda, na primeira etapa. A pressão do Independiente, felizmente, não se expandiu muito no marcador, e só um unico goal conseguiram os argentinos, por intermedio de Coll. Foi um lance bonito, aliás. O “center” portenho recebeu a pelota de De La Mata, cruzou velozmente entre Luiz e Dario, arremessando um “shoot” baixo e collocado, no canto direito.
O tento foi marcado no vigésimo minuto e o assedio dos visitantes continuou, registrando-se mas um ponto, dois minutos depois que o arbitro, Alfredo Cesaro acertadarnente invalidou, por se encontrar o seu autor, Vilariño, em franco impedimento.
A REACÇÃO DO GREMIO E O TRIUMPHO

Nas archibancadas, após o 1.º tempo, tinha-se a impressão de que o match continuaria no mesmo “train” e que o Independiente faria subir o placard. Uma surpresa estava reservada, entretanto, aos

bi campeoes estrearaoaviaoos coloradosO independiente volta a se exibir

“O quadro, tantas vezes campeão, apresentará Luiz Luz, Noronha, Laxixa, Allemãosinho e talvez, o laureado Luiz Carvlho num cotejo de forças com Colleta, Leguizamón, De La Mata e o incomparável Sastre” (Correio do Povo – 30 de janeiro de 1940)

luiz carvalho centro avantehistoria dos grenaisGremio Americano 17 janeiro 1940

diario de noticias 1940 zdiario de noticias 1940 c

“Apareceram mais os três médios gremistas, Luiz Carvalho na meia-esquerda em lugar de Fogo que passou para a ponta esquerda” (Diário de Notícias – 09 de Fevereiro de 1940)

IMG_1369

Advertisements