Archive for the ‘Maracanã’ Category

Libertadores 2019 – Flamengo 5×0 Grêmio

October 25, 2019

2019 fla andre durao ge

A classificação do Flamengo era esperada. É o time que vive melhor momento e o clube que mais gastou na temporada. O que jamais pode ser considerado “normal” é o placar final de 5×0.

O Grêmio até que fez um bom primeiro tempo (considerando todos os seus desfalques), mas levou um gol pouco antes do intervalo e acabou nocauteado ao levar o segundo gol logo no início do segundo tempo.

Além de todo o investimento e da boa-fase, o Flamengo chegou completo para os dois jogos. O Grêmio esteve longe da sua escalação ideal. Pelo segundo ano seguido o time chega enfraquecido na semifinal da Libertadores, mesmo tendo “poupado” diversos atletas em diversos jogos do Brasileirão.  Diante disso é inevitável questionar o trabalho da preparação física e departamento médico, bem como a montagem do elenco para essa temporada.

Para a posição de centroavante, Renato abriu mão de Tardelli (principal contratação de 2019) e optou André (uma das principais contratações de 2018). Nenhum apresentou, desde as suas chegadas em Porto Alegre, algo que justificasse o alto investimento feito pelo clube.

Luan esteve lesionado em três dos quatro jogos de semifinal de Liberadores que o Grêmio fez nos últimos dois anos.

Paulo Victor se mostrou um goleiro insuficiente para o Grêmio. Falhou nesse e nos dois jogos anteriores da campanha. É difícil um time resistir a uma sequência de erros em jogos de mata-mata.

Michel foi escalado para dar mais liberdade para Maicon e Matheus Henrique e para proteger a zaga. Nessa última função ele foi mal. Deixou de fazer a falta em Bruno Henrique após o erro de passe de Maicon, permitindo que o flamenguista arrancasse de frente, embalado e equilibrado contra a defesa tricolor no lance do primeiro gol.

Gremio x Flamengo
Foto: André Durão (Globo Esporte) e Lucas Uebel (Grêmio.net)

Flamengo 5×0 Grêmio

FLAMENGO: Diego Alves; Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Diego, 41/2ºT), Éverton Ribeiro, Arrascaeta (Piris da Motta, 23/2ºT); Bruno Henrique (Vitinho, 28/2ºT) e Gabigol
Técnico: Jorge Jesus

GRÊMIO: Paulo Victor; Paulo Miranda, Geromel, Kannemann e Cortez; Michel, Alisson (Thaciano, 30/2ºT), Matheus Henrique, Maicon (Tardelli, 17/2ºT) e Everton; André (Pepê, 12/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

Libertadores 2019 – Semifinal – Jogo de volta
Data: 23/10/2019, quarta-feira, às 21h30min
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro – RJ
Público: 69.981 (63.409 pagantes)
Renda: R$ 8.150.645,00
Árbitro: Patricio Loustau
Auxiliares: Diego Bonfa (ARG) e Gabriel Chade (ARG)
Árbitro de vídeo: Raphael Claus (BRA)
Cartões amarelos: Rodrigo Caio, Kannemann e Everton
Gols: Bruno Henrique, aos 41 minutos do primeiro tempo. Gabigol, a 1 minutos e aos 10 minutos (de pênalti), Pablo Marí, aos 21, e Rodrigo Caio, aos 25 minutos do segundo tempo.

Libertadores 1984 – Flamengo 3×1 Grêmio

October 23, 2019
1984 flamengo 3x1 gremio sebastiao marinho o globo

Foto: Sebastião Marinho (O Globo)

No triangular semifinal da Libertadores de 1984, o Flamengo venceu o Grêmio no Maracanã por 3×1.

Esse resultado deixou as equipes (que receberiam  a ULA Mérida na semana seguinte) empatadas na liderança do grupo, com vantagem em saldo de gols para o tricolor.

1984 flamengo 3x1 gremio leandro

Fonte: Lance

 

1984 flamengo 3x1 gremio jb1984 flamengo 3x1 gremio jb saldanha1984 flamengo 3x1 gremio js1984 flamengo 3x1 gremio js 2

1984 o globo fla gremio maracana

1984 flamengo 3x1 gremio de leon placar

Foto: Ricardo Beliel (Placar)

1984 flamengo 3x1 gremio de leon placar ricardo beliel placar

Foto: Ricardo Beliel (Placar)

Flamengo 3×1 Grêmio

FLAMENGO: Fillol; Leandro, Figueiredo (Heitor), Mozer e Adalberto; Andrade, Adílio e Elder; Bebeto, Tita e João Paulo (Lico)
Técnico: Zagallo

GRÊMIO: João Marcos; Raul (Casemiro), Baidek, De León e Paulo César Magalhães; China, Osvaldo e Luis Carlos Martins; Renato Portaluppi, Caio (Guilherme Macuglia) e Tarciso.
Técnico: Carlos Froner

Libertadores 1984 – triangular semifinal – Grupo B
Data: 6 de julho de 1983, sexta-feira, 21h30min
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro-RJ
Público: 38.715 Pagantes
Renda: Cr$ 101.032.500,00
Árbitro: Emilio Marques de Mesquita
Auxiliares: Arnaldo Cesar Coelho e Carlos Rosa Martins
Cartões Amarelos: De León
Gols: Andrade, aos 25 minutos e Bebeto aos 43 minutos do primeiro tempo; Bebeto aos 10 minutos e Guilherme Macuglia aos 20 minutos do segundo tempo

Brasileirão 2019 – Flamengo 3×1 Grêmio

August 12, 2019

fla 2019fla 2019 b

Não sou muito fã da camisa reserva toda branca do Grêmio, especialmente nessa combinação com calção preto e meia branca. O kit infantil com essa camisa reserva é vendido um calção azul. Na necessidade de usar uma camisa branca, preferiria ver mais azul na combinação do uniforme.

fla 2019 cFotos: Alexandre Vidal (C.R. Flamengo)

FLAMENGO: Diego Alves; Rafinha, Thuler, Pablo Marí e Filipe Luís (Renê, 16/2ºT); Cuéllar (Piris da Motta, 32/2ºT), Willian Arão, Berrío (Everton Ribeiro, 20’/2º), Gerson, Arrascaeta; Bruno Henrique
Técnico: Jorge Jesus

GRÊMIO: Júlio César; Léo Moura, Paulo Miranda, David Braz e Juninho Capixaba A; Thaciano, Darlan, Galhardo (Everton, 11/2ºT), Luan (Da Silva, 39/2ºT), Pepê e Luciano (Patrick, 24/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

14ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2019
Data: 10 de agosto de 2019, Sábado, 19h00min
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 57.644 (53.970 pagantes)
Renda: R$ 2.420.747,00
Árbitro: Braulio da Silva Machado (FIFA-SC)
Assistentes: Helton Nunes (SC) e Alex dos Santos (SC)
VAR: Rodrigo D’alonso Ferreira (SC)
Cartões amarelos: Rafinha, Pablo Marí, Berrío, Cuéllar, Thaciano, Juninho Capixaba
Gols: Willian Arão, aos 28 minutos e Galhardo (de pênalti), aos 50 do primeiro tempo, Arrascaeta, aos 5, e Éverton Ribeiro, aos 46 minutos do segundo tempo.

Brasileirão 1981 – Botafogo 2×3 Grêmio

June 12, 2019
zh 1981 botafogo b

Foto: Armênio Abascal (Zero Hora)

 

Na campanha do título do Brasileirão de 1981, o Grêmio ganhou do Botafogo no Maracanã, em jogo válido pela 7ª rodada da Primeira Fase. Vitória gremista por 3×2, com Hat-Trick de Baltazar

Nessa etapa, 7 dos 10 times de cada grupo avançavam para a fase seguinte. O Botafogo, treinado por Paulinho de Almeida (que havia sido campeão gaúcho pelo Grêmio em 1980) avançou até as semifinais.

 

1981 botafogo tarciso china

Foto: Armênio Abascal (Zero Hora)

FALTOU FORÇA PARA O GRÊMIO GOLEAR
Daí, o Botafogo reagiu e quase chegou ao empate no segundo tempo

A reação do Botafogo, sábado, no Maracanã, foi sensacional, chegando a ameaçar uma “virada” no jogo após estar perdendo por diferença de três gols. Mas o Grêmio mereceu a vitória por 3 a 2 porque aproveitou melhor as chances de gols, e embora tenha tido o domínio de jogo apenas no primeiro tempo, conseguiu garantir sua vantagem. Os gols foram marcados por Baltazar (3) no primeiro tempo, descontando Mendonça (2) para o Botafogo na etapa final. Com este resultado o Grêmio isolou-se na vice-liderança do Grupo B, com dez pontos, apenas um de diferença da Portuguesa.

No primeiro tempo o Grêmio fez o que quis em capo, impondo um ritmo forte de jogo e marcando três gols, através de Baltazar. E só não fez mais porque parou de atacar. Logo no início, a um minuto, Tadei lançou Baltazar, às costas de Gaúcho. Ele dominou no peito mas concluiu mal de pé esquerdo. Aos quatro minutos Uchoa fez um gol, mas estava impedido. Aos dez minutos Baltazar transformou a vantagem do Grêmio em 1 a O. A equipe de Ênio Andrade tinha um bom ritmo de jogo, com Vilson Tadei destacando-se pela boa presença no meio-campo. Fez tabelas com Renato Sá e China, lançando os ponteiros e o centroavante. Rocha, Marcelo e Mendonça ficaram completamente perdidos.

O Botafogo assustou-se e tomou o segundo e o terceiro gol. A galera previa urna goleada incrível. A própria crônica carioca esperava isso com resignação, achando que o Grêmio realmente mostrava um bom esquema tático de proteção a defesa, a segurança de Hugo De Léon no combate a Miradinha e o bom trabalho do meio-de-campo, mais a vantagem de Tarciso e Baltazar sobre a confusa defesa do Botafogo: Gilmar, Zé Eduardo, Gaúcho e Serginho estavam apavorados.

Já no Intervalo Paulinho de Almeida pensou que seu time estava muito mal e fez a primeira mudança, com muito acerto: tirou Marcelo, lento e sem combatividade, colocando o habilidoso e esforçado Jérson. Mudou tudo e até Mendonça pode desenvolver seu futebol na frente.

Os erros do primeiro tempo foram corrigidos, com o time carioca marcando melhor no meio e jogando rápido pelas pontas Edson deu trabalho a Dirceu e Mendonça chegava perto da área. O Grêmio resolveu segurar o resultado num esquema de troca de passes e retardamento a Leão: teve o merecido, pois tomou dois gols, como poderia ter levado mais.

A torcida do Botafogo, depois da briga nas arquibancadas, vendo o time melhorar, passou ao incentivo e os jogadores de Paulinho reagiram. Tiveram boas chances mas o Grêmio estava em boa tarde, resistindo aos ataques no final. Paulinho ainda fez uma alteração, tirando Ziza e colocando Revelles na direita, passando Edson para a ponta-esquerda. Ênio tentou rebater, colocando Heber e Bonamigo no lugar de Baltazar e Odair, respectivamente. Para segurar o jogo.

O placar

BALTAZAR, para o Grêmio — 1 a 0 aos dez minutos do primeiro tempo. Dirceu cobrou uma falta pela intermediária do Botafogo, pelo lado esquerdo, passando a De León. O zagueiro chutou sem muita força mas a bola bateu no pé de Baltazar, desviando para o canto esquerdo do goleiro Paulo Sergio.

BALTAZAR, para o Grêmio 2 a 0 aos 16 minutos do primeiro tempo. Tarciso cobrou o escanteio pela ponta-esquerda, colocando na pequena área. O goleiro esperou pela ação da zaga, que ficou parada e Baltazar cabeceou sem multo esforço no canto direito.

BALTAZAR, para o Grêmio 3 a 0 — aos 23 minutos do primeiro tempo. Novamente o escanteio pela esquerda foi cobrado por Tarciso. Odair tocou de calcanhar para a área e Vantuir cabeceou para Zé Eduardo tirar parcialmente. China chutou a gol e a zaga rebateu. Baltazar acabou colocando para dentro do gol de pé direito.

MENDONÇA, para o Botafogo 3 a 1 se, aos 13 minutos do segundo tempo. De León fez falta em Mirandinha na intermediária, pelo lado esquerdo do Grêmio. Leão orientou a barreira, mas Mendonça cobrou por cobertura, com perfeição, colocando no canto direito do goleiro, sem chances.

MENDONÇA, para o Botafogo 3 a 2 aos 37 minutos do segundo tempo. Serginho fez um lançamento em diagonal para a área. Mendonça aparou no peito, passando a bola por sobre a cabeça de Dirceu e completando com um chute forte de pé direito, sem deixar a bola cair no chão.” (Julio Sortica, Zero Hora, Segunda-Feira, 9 de fevereiro de 1981)

1981 botafogo vilson tadei

Foto: Armênio Abascal (Zero Hora)

COTAÇÃO – TADEI GARANTE SEU LUGAR NO TIME
Ele armou, lançou e ainda deu cobertura para sua área, jogando um futebol de alto nível

Botafogo

PAULO SÉRGIO — Não teve culpa nos gols: foi enganado no primeiro e nos outros falha foi da zaga. Poderia ter orientado os companheiros. Nota 5

GILMAR — Reserva de Perivaldo, não se complicou porque Odair foi muito mal. Não apoiou no primeiro tempo e marcou mal. Melhorou na etapa final. Nota 5

ZÉ EDUARDO — Completamente errado no início, marcando mal, levando desvantagem com Baltazar. Recuperou-se no final, quando teve bom trabalho com Gaúcho. Nota5

GAÚCHO — Zagueiro alto, mostrou-se desatento, mal na marcação e bom no apoio. Perdeu lances para Baltazar na cabeça e só melhorou na etapa final. Nota 5

SERGINHO — Era um dos mais fracos da defesa e Tarciso aproveitou o nervosismo do garoto. Batido no início, recuperou-se no final. Nota 5

ROCHA — Foi envolvido por Vilson Tadei. Tem pouco senso de jogo, em termos de visão. Errou passes e perdeu a tranqüilidade. Melhorou no segundo tempo, colocando a bola no chão. Nota 5

MARCELO — Um trabalho de baixo nível no início, foi dominado por China e Tadei. Acabou substituído por Jérson. Nota 3

EDSON — Ponteiro rápido e habilidoso, deu muitos dribles em Dirceu. Mas falta objetividade no seu futebol. Nota 4

MIRANDINHA — Bom atacante, sabe driblar bem e chuta com os dois pés. Deu trabalho a Vantuir e De León. Por ser individualista, sumiu do jogo no final. Nota 3

ZIZA — Já não é mais o jogador do Passado. No início ficou isolado na esquerda e foi para o meio. Melhorou levemente mas não rendeu bem. Acabou substituído por Revelles. Nota 3

JERSON – Um dos melhores do time. Rápido, boa visão de jogo e muita mobilidade. Já está merecendo uma vaga no time titular. Responsável pela reação do Botafogo. Nota 7

REVELLES – Entrou no lugar de Ziza, jogou na direita mas não fez nada. Nota 3

Grêmio

LEÃO — Foi um dos destaques do time, principalmente no segundo tempo. Fez boas saídas aos pés dos atacantes, interceptou bem os cruzamentos e não teve culpa nos gols do Botafogo. Nota 7.

UCHOA — Está melhorando de rendimento. No primeiro tempo não tomou conhecimento de Ziza e apoiou bem. Nota7.

VANTUIR — Um excelente primeiro tempo, bem na antecipação, na cobertura e nas bolas altas. Na etapa final andou vacilando em alguns lances. Nota 6.

DE LEON — Com Tadei, o melhor do Grêmio no primeiro tempo. Dominou completamente Mirandinha e ainda partiu para o apoio, lançando e fazendo passes. Caiu na etapa final. Nota 6

DIRCEU — O pior da defesa, pois na etapa inicial foi bem (como todo o time), mesmo permitindo alguns cruzamentos de Edson. No final, perdeu lances individuais e errou na marcação. Nota 5.

CHINA — Do bom trabalho de bloqueio, passes e cobertura no primeiro tempo, passou a ser envolvido e precipitado na etapa final. Talvez tenha sido emoção. Nota 4.

RENATO SÁ – No esquema de Ênio ele tem que recuar e marcar. Preocupa-se demais com isso e esquece de ir ao ataque. Regular no primeiro tempo e mal no segundo. Nota 4.

TARCISO — Taticamente, o melhor do ataque. Dominou a Serginho fez bons cruzamentos e deslocou-se para o meio. Nota 7

BALTAZAR — Entusiasmou os cariocas com seu oportunismo, posicionamento e sorte. Marcou os três gols do Grêmio, no início. Bem marcado, passou trabalho. Saiu para Héber “prender” o jogo na frente. Nota. 8.

ODAIR — Está na pior fase da sua carreira no Grêmio. Confunde-se taticamente, indo muito pelo meio e esquecendo da ponta. Nota 3

HÉBER – Entrou no lugar de Baltazar aos 37 minutos e não pode mostrar nada. Sem nota.

BONAMIGO – Entrou aos 30 minutos no lugar de Odair e quase complicou sua defesa num lance. Nota 3.

Os melhores

VILSON Tadei, com seu futebol objetivo e rápido, mostrou que pode ganhar a condição de titular. Contra o Botafogo ele fez de tudo: armou jogadas, fez tabelas, lançou e esteve até na área, para cobertura e retardamento de bolas a Leão. Foi dono do jogo no primeiro tempo. Na etapa final acabou cansando para marcar o meio-campo adversário. Fora de ritmo, ainda assim teve fôlego para agüentar os 90 minutos. Nota 9

MENDONÇA, talvez o único grande jogador que o Botafogo possui no momento, fez por merecer o respeito da torcida. No início foi envolvido pelo bom trabalho do meio de campo do Grêmio. Ficou retraído e só foi ao ataque depois dos 30 minutos. Na etapa final, junto com Jérson, mandou no jogo. Cobrou uma falta com perfeição e mostrou excelente visão de jogo e deslocamento. Fez o segundo gol do seu time na reação da etapa final. Nota 8

Atuação do juiz
Nota: 8
O árbitro paulista José Assis de Aragão é multo visado pelos dirigentes e jogadores. No jogo de sábado à tarde, no Maracanã, no entanto, foi quase perfeito. Acompanhou os lances de perto, marcou bem as faltas e talvez tenha sido exagerado apenas ao mostrar cartão para Rocha, Mirandinha e De León. Apenas um erro ao aceitar a marcação do bandeira Carlson Gracie num impedimento de Baltazar. Bom o trabalho dos auxiliares Carlson Gracie e Mário Santos.” (Julio Sortica, Zero Hora, Segunda-Feira, 9 de fevereiro de 1981)

1981 botafogo de leon

Foto: Armênio Abascal (Zero Hora)

BOTAFOGO REAGE TARDE: GRÊMIO VENCE COM 3 DE BALTAZAR

Depois do primeiro tempo em que (apresentou uma atuação totalmente falho no setor defensivo, quando tomou três gols, o Botafogo reagiu no segundo tempo, mas não conseguiu o empate e foi derrotado por 3 o 2 pelo Grêmio. Baltazar, com uma grande atuação, marcou os três gols no primeiro tempo. Mendonça fez os dois gols do time carioca. 

Para surpreso dos 17.161 torcedores que foram Estádio Mário Filho, o Grêmio começou jogando bem e dominando inteiramente o Botafogo. O time gaúcho encontrou uma defesa totalmente falha, fez o que quis e só não terminou com uma goleada no primeiro tempo por falto de sorte […]” (Jornal dos Sports, 08 de fevereiro de 1981)

BOTAFOGO ESCAPA DE SER GOLEADO PELO GRÊMIO

Depois de jogar de forma lamentável no primeiro tempo, quando se deixou envolver inteiramente pelo Grêmio — que chegou fácil aos 3 a 0 e ameaçou ganhar de goleada — o Botafogo, embora desordenadamente e mais na base do empenho, reagiu e acabou reduzindo o marcador para 3 a 2.

O Grêmio fez uno boa partida, sabendo aproveitar os erros gritantes da defesa do Botafogo e a inoperância de seu ataque que em todo o tempo, mesmo na fase de reação, não exigiu grande esforço de Leão, vencido nas duas únicas bolas, perigosas que foram a seu gol.  […]”  (Jornal do Brasil, 08 de fevereiro de 1981)

Placar: Se no primeiro tempo o jogo foi todo do Grêmio, que marcou em cima, no segundo o Botafogo melhorou muito chegando a ter oportunidade de empatar.” (Milton Costa Carvalho, Revista Placar, edição n.º 561, 13 de fevereiro de 1981)

GRÊMIO GANHA DO BOTA E INTER VOLTA A EMPATAR

Enquanto o Grêmio fez uma boa partida no Maracanã, vencendo o Botafogo por 3 a 2 e recuperando-se da derrota em São Paulo, o Internacional, no Beira-Rio voltou a decepcionar, empatando sem gols com o Bangu. E, por isso, a torcida colorado vaiou o time.

O Grêmio começou com um notável primeiro tempo. Com futebol rápido, jogadas organizadas com inteligência por Vilson Tadei e movimentação intensa de Baltazar e Tarciso, o tricolor inibiu o adversário. E, assim. surgiram os três gols de Baltazar.

No segundo tempo, porém, o Grêmio facilitou. Em decorrência, o Botafogo cresceu e marcou dois gols. Leão, Uchoa, Vantuir, De León, e Dirceu; China, Tadei e Renato: Tarciso, Baltazar (Éber) e Odair (Bonamigo) jogaram pelo Grêmio, no jogo que rendeu CrS 2.270.200.00.

Aqui, com os torcedores revoltados, Benitez, Carlos Alberto, Wagner, André, Minero (Bereta); Ademir, Jair, Galvão; Paulo Santos. Jones (Birra) e Mário Sérgio não conseguiram vencer o time carioca.

Nos resultados, a classificação automática da dupla, ontem.” (Correio do Povo, 08 de fevereiro de 1981)

1981 botafogo chamada guaiba1981 botafogo chamada gaucha

1981 botafogo gol bota

Foto: Armênio Abascal (Zero Hora)

Botafogo 2 x 3 Grêmio

BOTAFOGO: Paulo Sérgio; Gilmar, Zé Eduardo, Gaúcho e Serginho; Rocha, Mendonça e Marcelo Oliveira (Jérson, intervalo); Édson, Mirandinha e Ziza (Revelles, 17 do 2ºT)
Técnico: Paulinho de Almeida

GRÊMIO: Leão; Uchoa, Vantuir, De León e Dirceu; China, Vilson Tadei, e Renato Sá; Tarciso, Baltazar (Éber 37 do 2ºT) e Odair (Bonamigo 30 do 2ºT)
Técnico: Ênio Andrade

Brasileirão 1981  – 1ª Fase – Grupo B – 7ª Rodada
Data: 07 de fevereiro de 1981, sábado, 17h00min
Local: Estádio Maracanã, Rio de Janeiro
Público: 17.161 pagantes
Renda: Cr$ 2.270.200,00
Árbitro: José de Assis Aragão – SP
Auxiliares: Carlson Gracie e Mário Leite Santos
Cartões Amarelos: Rocha, De León e Mirandinha
Gols: Baltazar 10, 16 e 23 minutos do 1º tempo; Mendonça 13 e 37 do 2º

Brasileirão 2018 – Flamengo 2×0 Grêmio

November 22, 2018

2018 flamengo gilvan souza b2018 flamengo gilvan souza

O Grêmio vai chegando ao final da temporada 2018 longe da sua melhor forma. O time sofre com desfalques (especialmente pela ausência de Luan) e Renato tem feito variações na escalação para tentar contornar esse problema. Diante do Flamengo no Maracanã o Grêmio não fez boa partida. O tricolor até teve bastante posse de bola, mas não conseguiu dar muita velocidade nas suas jogadas de ataque.

O Flamengo acabou sendo melhor e venceu por 2×0. Mas não dá pra deixar de registar que os donos da casa saíram na frente com um gol grosseiramente ilegal. O árbitro poderia até escolher que tipo de falta marcaria (tiro livre direto ou indireto) quando Uribe levantou o pé próximo a cabeça do Cortez.

2018 flamengo globo esporte

Últimos 10 jogos entre Flamengo e Grêmio pelo Brasileirão com mando de campo rubro-negro: 5 Vitória do Fla, 2 empates e 3 vitórias do Grêmio. Média de público nesses dez jogos: 31.230 pagantes.

Média de públicos dos últimos dez jogos entre Flamengo e Grêmio pelo Brasileirão no Maracanã: 35.152

2018 flamengo gilvan souza c
Fotos: Gilvan de Souza (C.R.Flamengo) e Globo Esporte

Flamengo 2×0 Grêmio

FLAMENGO: César; Pará, Rhodolfo, Réver e Renê; Cuéllar e Willian Arão; Everton Ribeiro (Jena Lucas, 40’/2ºT), Diego e Vitinho (Marlos Moreno, 40’/2ºT) ; Uribe (Berrío, 21’/2ºT)
Técnico: Dorival Júnior

GRÊMIO: Paulo Victor; Leonardo Gomes, Geromel, Marcelo Oliveira e Cortez; Michel e Matheus Henrique (Alisson, 14’/2ºT); Ramiro, Jean Pyerre (Thaciano, 25’/2ºT) e Everton; Jael (André, 28’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

36ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 21 de novembro de 2018, quarta-feira, 21h40min
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro/RJ
Público: 36.013 (33.932 pagantes)
Renda: R$ 701.361,00
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Kleber Lucio Gil (FIFA/SC) e Guilherme Dias Camilo (FIFA/MG)
Cartões amarelos: Willian Arão e Diego; Matheus Henrique e Ramiro
Gols: Uribe, no 1º minuto, e Diego, aos 44 minutos do segundo tempo

Copa do Brasil 2018 – Flamengo 1×0 Grêmio

August 17, 2018

Gremio x FlamengoGremio x Flamengo

Não deu. O Grêmio pagou um preço caro pelo gol que sofreu tardiamente em Porto Alegre  pelo gol que levou cedo no Maracanã.  Com um pouco mais de sorte, a bola que bateu no rosto de Paquetá após a furada de Cortez teria tido outro destino que não o pé de Everton Ribeiro (e outro destino final que não o fundo das redes de Marcelo Grohe).

Mas a verdade é que o fica bastante complicado falar em sorte ou azar após constatarmos que o time titular do Grêmio, mesmo tendo sido poupado durante boa parte do ano, (ainda) não fez nenhuma grande atuação nesses jogos de mata-mata que estavam marcados para agosto.

Gremio x Flamengo
Flamengo Gilvan de Souza - Cópia

O comparativo geral dos confrontos (considerando que acabou avançando) entre Flamengo e Grêmio pela Copa do Brasil começa a ficar mais parelho. O curioso é que até 1997 ele era totalmente favorável ao tricolor:

1989 – Semifinal – Jogo de Volta – Grêmio 6×1 Flamengo
1993 – Semifinal – Jogo de Volta – Grêmio 1×0 Flamengo
1995 – Semifinal – Jogo de Volta – Grêmio 1×0 Flamengo
1997 – Final – Jogo de Volta – Flamengo 2×2 Grêmio
1999 – Oitavas de final – Jogo de Volta – Flamengo 2×2 Grêmio
2004 – Quartas de final – Jogo de Volta – Flamengo 0x0 Grêmio
2018 – Quartas de final – Jogo de Volta – Flamengo 1×0 Grêmio

Flamengo Gilvan de Souza2flamengo celso pupo 2018
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio), Gilvan de Souza (Flamengo) e Celso Pupo (Fim de Jogo)

Flamengo 1×0 Grêmio

FLAMENGO: Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Réver, Renê; Cuéllar (Willian Arão 39’/2T); Éverton Ribeiro, Lucas Paquetá, Diego (Rômulo 43’/2T), Vitinho (Marlos 11’/2T); Henrique Dourado.
Técnico: Maurício Barbieri

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura (Marinho 25’/2T), Pedro Geromel, Kannemann, Bruno Cortez; Jailson, Maicon (Alisson 37’/2T); Ramiro, Luan, Everton; André (Jael 19’/2T).
Técnico: Renato Portaluppi

Copa do Brasil 2018 – Quartas de final – Jogo de volta
Data: 15 de agosto de 2018, quarta-feira, 21h45min
Local  Estádio:Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 55.461 (50.803 pagantes)
Renda: R$ 2.467.530,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA/MG)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (FIFA/SC) e Danielo Ricardo Simon Manis (FIFA/SP)
Árbitro de Vídeo: Raphael Claus (FIFA/SP)
Cartão amarelo: Diego Alves, Renê, Diego, Henrique Dourado; Maicon, Luan, Marinho, Douglas (do banco)
Gol: Éverton Ribeiro, aos quatro minutos do primeiro tempo

Confrontos contra o Flamengo pela Copa do Brasil no Maracanã

August 15, 2018

O Grêmio já enfrentou o Flamengo em seis ocasiões no Maracanã pela Copa do Brasil. Abaixo a relação com links para fichas e reportagens de cada um desses jogos:

1989 – Semifinal – Jogo de Ida – Flamengo 2×2 Grêmio
1993 – Semifinal – Jogo de Ida –  Flamengo 4×3 Grêmio
1995 – Semifinal – Jogo de Ida – Flamengo 2×1 Grêmio
1997 – Final – Jogo de Volta – Flamengo 2×2 Grêmio
1999 – Oitavas de final – Jogo de Volta – Flamengo 2×2 Grêmio
2004 – Quartas de final – Jogo de Volta – Flamengo 0x0 Grêmio

A média desses públicos nesses jogos é de 31.519 pagantes.

Brasileirão 2017 – Fluminense 0x2 Grêmio

June 17, 2017

35170453442_02d8d3da8b_k

Passados 15 dias do confronto pela Copa do Brasil, o Grêmio voltou a enfrentar o Fluminense no Maracanã e voltou a vencer por 2×0. Com dois gols de falta. O primeiro, um golaço de Edilson logo aos 7 minutos de jogo. No segundo, aos 34 minutos da etapa final, Luan colocou por cima de barreira e contou com a ajuda do goleiro Júlio César.

Dessa vez os times jogaram os 90 minutos com 11. O Fluminense não tem nenhuma expulsão pra tentar explicar a superioridade gremista.
34949927130_5104d99d03_k34949906370_82853f357a_k

Como era de se imaginar, a escalação com 4 “volantes” funcionou melhor fora de casa. Alguns dados mostram bem a superioridade gremista. Luan deu 77 dos 688 toques do Grêmio na bola (só Arthur com 97 tocou mais na bola). Na comparação, Scarpa (que é jogador de criação do Flu) deu 69 dos 709 toques do Flu na bola e Henrique Dourado (jogador mais adiantado do Flu) tocou 32 vezes na bola.

Na metade de junho o Grêmio usou a meia preta dessa temporada pela primeira vez. Gostei dela. Mas sigo achando que o calção do ano passado, com detalhe em outro tom de azul acaba atrapalhando a harmonia do conjunto
34493975394_ed929a4a3f_k

Fotos: Nelson Perez (Fluminense F.C.)

Fluminense 0x2 Grêmio

FLUMINENSE: Júlio César; Lucas (Renato), Reginaldo, Henrique e Léo (Lucas Fernandes); Mateus Norton, Wendel, Marcos Calazans e Gustavo Scarpa (Pedro); Richarlison e Henrique Dourado
Técnico: Abel Braga

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Ramiro, Arthur, Maicon (Everton) e Pedro Rocha (Fernandinho); Luan (Gastón Fernández)
Técnico: Renato Portaluppi

07ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2017
Data: 15 de junho de 2017, quinta-feira, 21h00min
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro – RJ
Público: 11.652 (10.273 pagantes)
Renda: R$ 316.740,00
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Cartões amarelos: Henrique, Mateus Norton, Marcos Calazans e Henrique Dourado (Fluminense); Edílson, Fernandinho e Everton (Grêmio)
Gols: Edílson aos 7 minutos do 1º tempo e Luan aos 34 minutos do 2º tempo

Copa do Brasil 2017 – Fluminense 0x2 Grêmio

June 1, 2017

34889751981_15b33f2ea4_k

Jogando com um jogador a mais desde os cinco minutos do primeiro tempo o Grêmio confirmou sua classificação com certa tranquilidade no Maracanã. Luan abriu o placar aos 17, finalizando de fora da área após uma bela troca de passes dos jogadores de frente gremistas e Pedro Rocha fez o 2×0 aos 29 minutos do primeiro tempo, mostrando muita tranquilidade ao driblar Diego Cavalieri antes de empurrar para as redes. Depois disso o Grêmio sempre esteve mais perto do terceiro do que levar um gol de desconto dos mandantes.

Não entendo como possa se falar em “polêmica” na expulsão do Nogueira. Luan tinha  a bola dominada, estava se dirigindo para a meta contrária, só tinha o goleiro adversário a sua frente e levou um carrinho por trás com os dois pés. É lance para cartão vermelho por mais de um critério previsto no livro de regras. Na súmula o juiz falou em força excessiva (jogo brusco grave), mas é inegável que também era um chance clara de gol.

O único senão do gol do Luan foi essa rede do Maracanã que “devolve” a bola para dentro do campo.

Essa camisa celeste/cinza ficou melhor na combinação com calções e meias pretas. Uma pena que o Grêmio siga usando o calção do ano passado que tem outro tom de azul no detalhe (o calção todo preto ficaria melhor, mas o Pedro Espinosa informa que o calção de 2017Ficou longo demais. Costuras exageradas e ruim pra prática do esporte“). E essa meia preta só com o logo do Umbro é novidade para mim.

Em respeito a liturgia do cargo, Renato deveria sempre usar seu traje de Rei do Rio quando vai para o Maracanã.

35021185995_aa37a2c217_k35021176925_109df18da0_k
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Fluminense 0x2 Grêmio

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Lucas, Nogueira, Henrique e Léo; Orejuela, Wendel (Renato, 24’/2ºT) e Douglas (Luiz Fernando, Intervalo); Scarpa (Reginaldo, 25’/1ºT), Richarlison e Henrique Dourado
Técnico: Abel Braga

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Pedro Geromel (Rafael Thyere, Intervalo), Kannemann (Bressan, Intervalo) e Cortez; Michel, Arthur, Ramiro, Luan (Gaston Fernandez, 33’/2ºT)e Pedro Rocha; Lucas Barrios
Técnico: Renato Portaluppi

Copa do Brasil 2017 – Oitavas de Final – Jogo de Volta
Data: 31 de maio de 2017, quarta-feira, às 19h30min
Local: Maracanã, Rio de Janeiro-RJ
Público: 21.172 (19.445 pagantes)
Renda: R$ 597.360.00
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Rogerio Pablos Zanardo e Herman Brumel Vani (SP)
Cartões amarelos: Henrique, Henrique Dourado e Richarlison; Kannemann, Rafael Thyere e Ramiro
Cartão vermelho: Nogueira (aos 5 do 1º tempo)
Gols: Luan, aos 17 e Pedro Rocha aos 29 minutos do primeiro tempo

Copa do Brasil 2015 – Fluminense 0x0 Grêmio

September 24, 2015

Vivendo melhor fase, o Grêmio conseguiu ser levemente superior ao Fluminense mesmo jogando fora de casa, mas não saiu do 0x0. O empate sem gols no campo do adversário não pode deixar de ser considerado um bom resultado, mas traz consigo uma situação traiçoeira para o segundo confronto.

A partida em si foi muito ruim, de poucas alternativas. O Grêmio não conseguiu aproveitar as raras chances que teve, enquanto Marcelo Grohe não foi muito exigido.

Acho que a escalação pensada por Roger não acabou tendo um desempenho tão bom. Bobô, Luan, Douglas e Giuliano ficaram todos muito centralizados. Faltou “amplitude“.  

 

Essa do Douglas mijar antes do jogo começar só não supera a façanha de Gary Lineker, que defecou DURANTE uma partida da Copa do Mundo de 1990.

Baixo público no Maracanã, porém com um grande percentual de torcedores gremistas.

Muito legal a camisa preta que o Marcelo Grohe usou no jogo. Uma pena que tenha ficado estranha com a combinação com a malha azul marinho.

Frickson Erazo deveria ter cantado I´m too sexy for my shirtquando saiu do campo para trocar a sua camisa que fora rasgada por Fred.

 Fotos: Celso Pupo (Fim de Jogo) e Nelson Perez (Fluminense F.C.)

Fluminense Fluminense 0x0 Grêmio Grêmio

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva (Edson – Intervalo), Gum, Marlon e Léo Pelé; Pierre, Cícero, Gustavo Scarpa (Osvaldo – 35’/2ºT) e Gerson; Marcos Junior (Ronaldinho Gaúcho – 27’/2ºT) e Fred.
Técnico: Eduardo Baptista
GRÊMIO: Marcelo Grohe, Galhardo, Rafahel Thyere, Erazo e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon (Edinho – 37’/2ºT), Giuliano e Douglas (Yuri Mamute – 37’/2ºT); Luan e Bobô (Fernandinho – 19’/2ºT)

Técnico: Roger Machado

Copa do Brasil 2015 – Quartas de Final – Jogo de Ida
Data: 23/09/2015, quarta-feira, 22h00min
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Público: 9.637 (8.820 pagantes)
Renda:  R$ 342.440,00 
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA/SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA/SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA/SP)
Cartões amarelos: Walace e Erazo (GRE); Fred, Pierre e Edson (FLU)