Archive for the ‘Maracanã’ Category

Copa do Brasil 2015 – Fluminense 0x0 Grêmio

September 24, 2015

Vivendo melhor fase, o Grêmio conseguiu ser levemente superior ao Fluminense mesmo jogando fora de casa, mas não saiu do 0x0. O empate sem gols no campo do adversário não pode deixar de ser considerado um bom resultado, mas traz consigo uma situação traiçoeira para o segundo confronto.

A partida em si foi muito ruim, de poucas alternativas. O Grêmio não conseguiu aproveitar as raras chances que teve, enquanto Marcelo Grohe não foi muito exigido.

Acho que a escalação pensada por Roger não acabou tendo um desempenho tão bom. Bobô, Luan, Douglas e Giuliano ficaram todos muito centralizados. Faltou “amplitude“.  

 

Essa do Douglas mijar antes do jogo começar só não supera a façanha de Gary Lineker, que defecou DURANTE uma partida da Copa do Mundo de 1990.

Baixo público no Maracanã, porém com um grande percentual de torcedores gremistas.

Muito legal a camisa preta que o Marcelo Grohe usou no jogo. Uma pena que tenha ficado estranha com a combinação com a malha azul marinho.

Frickson Erazo deveria ter cantado I´m too sexy for my shirtquando saiu do campo para trocar a sua camisa que fora rasgada por Fred.

 Fotos: Celso Pupo (Fim de Jogo) e Nelson Perez (Fluminense F.C.)

Fluminense Fluminense 0x0 Grêmio Grêmio

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Wellington Silva (Edson – Intervalo), Gum, Marlon e Léo Pelé; Pierre, Cícero, Gustavo Scarpa (Osvaldo – 35’/2ºT) e Gerson; Marcos Junior (Ronaldinho Gaúcho – 27’/2ºT) e Fred.
Técnico: Eduardo Baptista
GRÊMIO: Marcelo Grohe, Galhardo, Rafahel Thyere, Erazo e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon (Edinho – 37’/2ºT), Giuliano e Douglas (Yuri Mamute – 37’/2ºT); Luan e Bobô (Fernandinho – 19’/2ºT)

Técnico: Roger Machado

Copa do Brasil 2015 – Quartas de Final – Jogo de Ida
Data: 23/09/2015, quarta-feira, 22h00min
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Público: 9.637 (8.820 pagantes)
Renda:  R$ 342.440,00 
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA/SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA/SP) e Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA/SP)
Cartões amarelos: Walace e Erazo (GRE); Fred, Pierre e Edson (FLU)

Brasileirão 2015 – Flamengo 1×0 Grêmio

July 20, 2015

O Grêmio definitivamente se afastou da boa fase ao ser derrotado pela terceira vez nos últimos quatro jogos. O confronto com o Flamengo, reforçado por Emerson Sheik e Paolo Guerrero e um Maracanã cheio, era sabidamente difícil. E até sofrer o gol, o tricolor não estava pior do que o que o seu adversário, tendo inclusive uma chance muito clara aos 20 minutos da primeira etapa, quando Galhardo carimbou o travessão após um baita passe de Luan.
Mas o jogo mudou aos 40 minutos. O Flamengo teve uma falta ao lado da área. Ayrton cruzou sobre a pequena área. A defesa do Grêmio teve um comportamento estranho no lance: ninguém atacou a bola e ninguém impediu a corrida dos cabeceadores Flamenguistas. Marcelo Grohe poderia/deveria ter cortado o cruzamento, mas optou por permanecer em cima da linha, aonde só conseguiu defender a cabeçada de Wallace, mas não conseguiu evitar que Guerrero marcasse no rebote.

O Grêmio teve uma chance de empatar logo aos 4 minutos do segundo tempo, mas Pedro Rocha acabou ficando sem ângulo para finalizar após driblar o goleiro Cesar. Depois disso o tricolor até voltou a chegar na área adversária, mas o arqueiro flamenguista praticamente não foi mais acionado.

Das falácias repetidas na defesa do sistema de pontos corridos a que mais me incomoda é da suposta “igualdade” entre todos os participantes. Corinthians e Grêmio enfrentaram o “mesmo” Flamengo no “mesmo” Maracanã num intervalo de seis dias. Para se falar em igualdade nesse caso nós teríamos que ignorar que o Sheik e Guerrero não atuaram contra o Corinthians e que o público praticamente dobrou de um fim de semana para o outro.  
O Grêmio parece ter feito questão de se bagunçar fora de campo justamente quando tinha começado a se ajustar dentro das quatro linhas. Essa situação do Rhodolfo está cada vez mais incompreensível. Quando a negociação com os turcos avançou, o atleta não só voltou a ser escalado como também recebeu de volta a braçadeira de capitão.

Nem o “pensamento mágico” justifica essa decisão de resgatar o Fernandinho. É puro non sense. 

Fotos: Gilvan de Souza (Flamengo) e Celso Pupo (Fim de Jogo)

Flamengo Flamengo 1×0 Grêmio Grêmio

FLAMENGO: Cesar; Ayrton, Marcelo, Wallace e Jorge; Canteros, Márcio Araújo e Everton (Gabriel, 41’/2ºT); Marcelo Cirino (Arthur Maia, Intervalo), Emerson Sheik e Guerrero
Técnico: Cristovão Borges
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Galhardo, Geromel, Rhodolfo e Marcelo Hermes; Wallace (Braian Rodríguez, 43’/2ºT), Maicon, Giuliano, Douglas (Fernandinho, 16’/2ºT) e Pedro Rocha (Vitinho, 29’/2ºT); Luan 

Técnico: Roger Machado

14ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015
Data: 18/07/2015, sábado, 18h30min
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Público: 51.055 (44.318 pagantes)
Renda: R$ 2.070.015,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG)
Assistentes: Márcio Eustáquio Santiago (FIFA-MG) e Guilherme Dias Camilo (FIFA-MG)
Cartões amarelos: Emerson Sheik, Pedro Rocha, Marcelo Hermes, Geromel, Maicon e Marcelo Grohe
Gol: Guerrero, aos 40 minutos do primeiro tempo 1-0 (40’/1ºT)

Brasileirão 2014 – Flamengo 0x1 Grêmio

September 9, 2014
 

Durante a semana que antecedeu o jogo, chegou-se a cogitar que o Grêmio seria escalado num 3-5-2 para enfrentar o Flamengo. Mas Felipão decidiu manter o time no 4-1-4-1 dos últimos jogos, com Walace fazendo o papel do suspenso Ramiro, e essa opção se mostrou acertada. Não só o tricolor freou o entusiasmo inicial da torcida flamenguista, que compareceu em peso no Maracanã, como também foi claramente superior durante toda a primeira etapa. O Grêmio adiantou suas linhas, afastando o Flamengo de perto do gol defendido por Marcelo Grohe e manteve a bola na sua intermediária ofensiva. E, ainda que tenha faltado  um pouco de paciência e criatividade para trabalhar jogadas ataque, o Grêmio ainda assim criou situações de gol a partir de chutes de longa distância, especialmente com Fellipe Bastos.


O Flamengo melhorou no segundo tempo, usando a velocidade no seu lado direito para atacar. Foi dali que saíram dois bons cruzamentos para Alecsandro, mas na primeiro o centroavante rubro-negro cabeceou para fora e no segundo ele tentou uma pretensiosa bicicleta. Nos demais lances Marcelo Grohe passou tranquilidade para sua defesa e o Grêmio jogava por uma bola no contra-ataque, o que acabou acontecendo, mas Dudu ficou sem ângulo após a boa saída de gol de Paulo Victor. Aos 46, quando o empate já não parecia um mau negócio, Fernandinho recebeu na ponta direita e entrou na diagonal, a bola chegou em Luan, que com espantosa tranquilidade entrou a dribles na área adversária e mandou a concluiu junto a trave. 1×0 para o Grêmio e mais três pontos na conta tricolor.


 Luan é novo, ainda tem pouca experiência e por isso é de se esperar que seu rendimento oscile,  mas ele é o melhor jogador do Grêmio. É atleta mais capaz de fazer jogadas que decidem um jogo, como esta feita no último minuto no Maracanã.
A atual posição do Grêmio na tabela e a distância para o G4 não são de todo ruim se considerarmos os vários tropeços que o time teve nesse primeiro turno. Um dado a ser considerado é que todos os times que hoje estão a frente do Grêmio não trocaram de treinador no Brasileirão. O Grêmio acaba pagando um preço caro por ser uma equipe em formação em meio ao campeonato.
E por ser uma equipe em formação, o Grêmio ainda busca um maior equilíbrio. No Maracanã o time  marcou muito bem, mas teve alguma dificuldade na criação. O que corresponde aos números do time na competição, em que tem a segunda melhor defesa (em gols sofridos) e apenas o 10º ataque em gols marcados.

Fotos: Daniel Ramalho (AGIF/ZH), Ivo Gonzalez (O Globo), Gilvan de Souza  (Flamengo) e Paulo Sérgio (Lance)

Flamengo Flamengo 0x1 Grêmio Grêmio
FLAMENGO: Paulo Victor; Léo Moura, Marcelo, Chicão, João Paulo; Recife (Amaral, 30’/2ºT), Márcio Araújo, Canteros, Mugni (Gabriel, 21’/2ºT); Arthur (Eduardo da Silva, 15’/2ºT) e Alecsandro.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Pará, Geromel, Rhodolfo e Zé Roberto; Walace, Fellipe Bastos, Matheus Biteco, Giuliano (Fernandinho, 40’/2ºT); Dudu e Lucas Coelho (Luan, 32’/2ºT)

Técnico: Luiz Felipe Scolari

19ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2014
Data: 06 de setembro de 2014, sábado, 18h30min
Local: Estádio Maracanã, Rio de Janeiro
Público: 59.680 presentes (51.858 pagantes)
Renda: R$ 1.756.965,00
Arbitragem: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Auxiliares: Cristhian Passos Sorence (GO) e João Patricio de Araujo (GO)
Cartões amarelos: Amaral (Flamengo); Walace e Fellipe Bastos (Grêmio)
Gol: Luan, aos 46min do segundo tempo