Archive for the ‘Mineirão’ Category

Copa do Brasil 2016 – Atlético-MG 1×3 Grêmio

November 24, 2016

31169207526_c3bce9eeeb_k

Pouco antes do jogo começar, Renato, já na beira do campo, disse que seu time trataria de jogar quando tivesse a bola. E foi exatamente isso que o Grêmio fez. Desde o início da partida o tricolor parecia mais consciente em campo, tendo mais controle e mais volume de jogo. Claro que o domínio gremista também se explica pela falta de compactação e lentida na transição defensiva do Atlético, que praticamente atuou num 4-2-4.  Os volantes gremistas, que sabem propor o jogo, raramente foram importundados pelos jogadores de frente do Galo, e por aí começou a vitória do Grêmio. Aos 29 minutos o Grêmio teve tempo para trocar passes e posiçoes no campo de ataque. Pedro Rocha inverteu seu posicionamento com Luan e correu pelo meio, entre os dois zagueiros do adverário para receber bom passe do capitão Maicon. Com um toque o camisa 32 tirou o zagueiro Gabriel da jogada e ficou cara a cara com Victor para fazer o 1×0. O Grêmio chegou a levar um susto na bola que Marcelo Grohe se obrigou a fazer grande defesa no chute de Junior Urso, mas o tricolor seguiu melhor e seguiu tendo as melhores chances.

O Atlético não conseguiu se reencontrar durante o intervalo e logo aos 9 minutos do segundo tempo o Grêmio chegou ao 2×0. Pedro Rocha aproveitou a falta batida rapidamente por Douglas, passou pelos zagueiros e mais uma vez tocou na saída de Victor. A breve reação do Galo passou mais pela injusta expulsão de Pedro Rocha (e pelo raro erro de Geromel que deixou Gabriel livre na área para marcar o 2×1) do que por uma melhora no futebol apresentado pelos mandantes. E os 45 minutos, Geromel arrancou pela ponta direita e cruzou para Everton fazer o 3×1, o que é um placar mais condizente com o que se viu durante os 90 minutos.

ramon-lisboa-superesportes-1ramon-lisboa-superesportes-2

Renato foi muito lúcido e muito tranquilo na coletiva. Só discordei quando ele afirmou que a expulsão do Pedro Rocha foi justa. O juiz deixou de dar cartão em faltas muito mais duras do que a que rendeu o segundo amarelo para o Pedro Rocha.

Por falar na expulsão, gostei da postura dos demais atletas que foram pressionar o árbitro no momento em que ele mostrou o vermelho para Pedro Rocha.

O  patrocínio da 4all quase passou despercebido, em compensação o da Havan ficou totalmente superdimensionado, maior do que o Banrisul. É pouco crível que as duas marcas tenham pago o mesmo valor para uma exposição tão diferente.

Muito legal o clima amistoso nas cercanias do Mineirão. Espero que isso se repita na Arena no dia 30.

Nunca é demais salientar que os três gols do Grêmio foram marcados por jogadores oriundos da categoria de base.

jefferson-botega-zh
Fotos: Ramon Lisboa (Super Esportes), Lucas Uebel (Grêmio.net) e Jefferson Botega (Zero Hora)

Atlético-MG 1×3 Grêmio

ATLÉTICO-MG: Victor, Carlos César, Gabriel, Erazo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Junior Urso (Marcos Rocha, 26’/2ºT), Cazares (Clayton, 13’/2ºT) e Maicosuel (Hyuri, 26’/2ºT); Robinho e Lucas Pratto
Técnico: Marcelo Oliveira

GRÊMIO: Marcelo Grohe, Edílson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro (Jailson, 43’/2ºT), Douglas (Everton 35’/2ºT) e Pedro Rocha; Luan (Fred, 47’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

Copa do Brasil 2016 – Final – Jogo de ida
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Data: 23 de novembro de 2016, quarta-feira, 21h40min
Público: 50.586 (47.944 pagantes)
Renda: R$ 4.082.175,00
Árbitro: Péricles Bassols (PE)
Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Nadine Camara Bastos (SC)
Cartões amarelos: Gabriel, Hyuri; Edílson, Pedro Rocha, Marcelo Grohe
Cartão vermelho: Pedro Rocha, aos 21 minutos do 2º tempo
Gols: Pedro Rocha, aos 29 minutos do primeiro tempo, e aos nove minutos do segundo tempo. Gabriel, aos 36, e Everton, aos 45 minutos do segundo tempo

Copa do Brasil 2016 – Cruzeiro 0x2 Grêmio

October 27, 2016

2016-mineirao-lucas-uebel-32016-mineirao-lucas-uebel-2

Apesar da notória e reconhecida má temporada do Cruzeiro, foi surpreendente a tranquilidade que o Grêmio teve para jogar no Mineirão. Passados os primeiros quinze minutos, que foram de pressão do time da casa, o tricolor tomou conta do jogo e chegou, com justiça, aos 2×0. Luan fez um golaço aos 19 do primeiro tempo e Douglas fechou o placar em um contra-ataque aos 16 minutos da segunda etapa.

O primeiro gol foi uma obra não só pela definição do Luan, mas também pela troca de passes que antecedeu a conclusão. O Grêmio rodou a bola com 8 jogadores no campo de ataque, com os dois laterais projetados, abrindo o campo. É certamente uma herança dos conceitos implementados por Roger.

Já no segundo gol é preciso chamar a atenção para a recuperação de Ramiro (que fez a assistência para Douglas) como um meio campista mais ofensivo, o que inegavelmente é um mérito do Renato.

 
2016-mineirao2016-mineiraoc2016-mineiraod
Essa foi a maior vantagem que o Grêmio conseguiu jogando a primeira partida fora de casa em uma semifinal da Copa do Brasil. Em 1997 o tricolor venceu o Corinthians por 2×1 no Morumbi. Essas duas foram as  únicas vezes que o Grêmio venceu nas 8 ocasiões  que jogou o primeiro jogo da semifinal como visitante (um total de 3 vitórias em 12 jogos como visitante em semifinais).

Eu sigo sem entender porque o Grêmio está usando a meia preta do ano passado e porque os goleiros estão usando a quarta camisa “de linha” de 2015.

2016-mineirao-lucas-uebel-1
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net) e Washington Alves (Cruzeiro)

Cruzeiro 0x2 Grêmio

CRUZEIRO: Rafael; Lucas (Alisson, no intervalo), Leo, Bruno Rodrigo e Edimar; Denilson (Alex, aos 25min do 2ºT), Lucas Romero, Robinho e Arrascaeta; Rafael Sobis (Willian, aos 21min do 2ºT) e Ramón Ábila.
Técnico: Mano Menezes

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Wallace, Maicon (Jailson, no intervalo), Ramiro,Douglas e Pedro Rocha (Everton, aos 24min do 2ºT); e Luan (Kaio, aos 41min do 2ºT).
Técnico: Alexandre Mendes (Renato Portaluppi suspenso)

Copa do Brasil 2016 – semifinal – Jogo de ida
Data: 26/10/2016, quarta-feira, 21h45min
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Público: 53.452 (50.715 pagantes)
Renda: R$ 1.606.821,00
Árbitro: Péricles Bassols(FIFA/PE)
Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (SC) e Nadine Câmara Bastos (SC)
Cartão Amarelo: Kannemann, aos 7min do 2ºT
Gols: Luan, aos 19 minutos do 1º tempo; Douglas, aos 16 minutos do 2º tempo

Copa do Brasil 1993 – Cruzeiro 2×1 Grêmio

October 25, 2016

19931993-gol
1993-eduardo-heuser

O último confronto entre Cruzeiro e Grêmio pela Copa do Brasil aconteceu em 3 de junho de 1993, no Mineirão, na partida de volta da final da Copa do Brasil daquele ano.

O lance que marcou essa decisão foi o frango do goleiro Eduardo Heuser logo aos 12 minutos em chute de Roberto Gaúcho. O tricolor, treinado por Sérgio Cosme, chegou a fazer o 1×1 que lhe daria o título (a partida de ida terminou em 0x0) com um gol do capitão Pingo, mas acabou levando o 2×1 (marcado por Cleisson) no primeiro lance do segundo tempo.

O jogo foi transmitido para o Rio Grande do Sul pela TVE e naquela época ainda vigorava o costume do time da casa usar o uniforme reserva no caso de “colisão” de cores.

1993-eder

1993-a-3

1993-cleisson

1993-cruzeiro-finalb1993-paulo-cesar

1993-ademir

CLEISSON: “Cumpri minha missão. Ajudei o Cruzeiro a chegar  a uma conquista inédita”.

estado-de-minas-1993

1993-miguel

1993-a

a

cruzeiro-fora-zh-fichacruzeiro-fora-zh-eduardo-heuser

EDUARDO HEUSER: “No jogo mais importante da minha vida eu tinha que ser perfeito. Não fui. Eu falhei. É imperdoável, eu sei, mas todos podem saber que eu sou quem está sentindo ais. Eu não estava nervoso. Estava frio, talvez até confiante demais. Eu tentei fazer o encaixe e a bola me engano.”

FÁBIO KOFF:Lutamos muito e não deu. Nós nem imaginávamos disputar o título com um time formado em pouco tempo. Perdemos e não foi culpa de ninguém“.

cruzeiro-fora-zh-cosmecruzeiro-fora-zh-jogadorescruzeiro-fora-zh-roberto-gaucho

1993-paulo-robert2o

1993-a-2

“Abraçado ao treinador Pinheiro, o lateral Paulo Roberto secava as lágrimas e dizia que vencer o Grêmio na final dava emoção especial à conquista”

cruzeiro-fora-zh-delegacia

cruzeiro-fora-zh-ruy-carlos-ostermann

cruzeiro-fora-zh-lauros-quadros1993-zh1993-cruzeiro-final-dener-corrigido

Fotos: José Doval (Zero Hora), Nélio Rodrigues (Placar), Estado de Minas

Cruzeiro 2×1 Grêmio

CRUZEIRO: Paulo César, Paulo Roberto Costa, Célio Lúcio, Róbson e Nonato; Ademir Kaefer, Rogério Lage e Éder Aleixo; Roberto Gaúcho, Cleisson e Edenílson.
Técnico: Pinheiro

GRÊMIO : Eduardo Heuser, Jackson, Paulão, Luciano e Dida (Charles 15 do 1º tempo); Pingo, Jamir (Fabinho 25 do 2º tempo), Juninho e Dener; Gílson e Carlos Miguel.

Técnico: Sérgio Cosme

Copa do Brasil 1993 – Jogo de volta
Data: 03 de junho de 1993, quinta-feira, 21h40min
Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG;
Público: 76.426 (70.723 pagantes)
Renda: Cr$ 11.023.125.000,00
Árbitro: Renato Marsiglia (FIFA/RS)
Auxiliares: Daniel Fernandes e Edie Mauro Detofoloi
Cartões Amarelos: Cleison, Éder, Ademir, Roberto Gaúcho, Dêner e Jamir.
Gols: Roberto Gaúcho aos 12 minutos e Pingo aos 25 minutos do 1º tempo; Cleison aos 20 segundo do 2º tempo;

Brasileirão 2016 – Cruzeiro 1×0 Grêmio

October 17, 2016

;2016-cruzeiro-1x0-gremio

O Grêmio fez um jogo ruim contra o Cruzeiro no Mineirão, mas só foi ser derrotado num lance de desatenção, onde os mandantes bateram rapidamente um escanteio e Henrique completou para as redes.

Interessante esse dado do Footstats sobre o número de desarmes no campo de ataque. Aparentemente o Grêmio recuou a sua marcação.

20161001215157520175i_1200x800

Fotos: Washington Alves (Lightpress/Cruzeiro) e Ramon Lisboa (SuperEsportes)

Cruzeiro 1×0 Grêmio

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Bruno Rodrigo, Léo e Edimar; Henrique, Ariel Cabral (Lucas Romero 28/2T), Robinho e Rafinha; Rafael Sobis (Élber 13/2T) e Ramon Ábila (Willian 20/2T)
Técnico: Mano Menezes

GRÊMIO: Bruno Grassi; Wallace Oliveira, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Kaio (Guilherme 30/2T), Jailson, Ramiro e Douglas (Henrique Almeida 35/2T); Pedro Rocha (Everton 24/2T) e Luan
Técnico: Renato Portaluppi

28ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 31 de setembro de 2016, sábado, 18h30min
Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte-MG
Público: 16.618 pagantes
Renda: R$ 363,879
Árbitro: Celmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Cristhian Passos Sorence (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos: Henrique, Ariel Cabral e Ábila (Cruzeiro); Marcelo Oliveira, Everton e Luan(Grêmio)
Gol: Henrique aos 27 minutos do segundo tempo (Cruzeiro)

Brasileirão 2015 – Cruzeiro 0x0 Grêmio

October 17, 2015
 

 A dúvida recaia sobre como o Grêmio reagiria após a eliminação na Copa do Brasil.
A resposta pode ser dividida em duas partes: O desempenho foi ruim. Mas o resultado foi bom/razoável.
O Cruzeiro foi claramente superior no jogo, tendo mais iniciativa e colocando duas bolas na trave. Mas o Grêmio teve o mérito de não se desesperar com esse domínio do adversário e conseguiu segurar o 0x0 até o apito final. E, historicamente, o empate no Mineirão não é um resultado tão comum.

Fotos: Cruzeiro e Super Esportes

Cruzeiro Cruzeiro 0x0 Grêmio Grêmio

CRUZEIRO: Fábio; Fabiano, Manoel, Bruno Rodrigo e Fabrício; Willians (Marcos Vinícius 40/2ºT), Henrique e Cabral; Allano (Gabriel Xavier 20/2ºT), Leandro Damião (Arrascaeta 27/2ºT) e Willian
Técnico: Mano Menezes
GRÊMIO: Marcelo Grohe; Galhardo, Geromel, Erazo e Marcelo Oliveira; Walace, Edinho, Giuliano,  Douglas (Maxi Rodríguez 35/2ºT)  e Pedro Rocha (Fernandinho, 15/2ºT); Luan (Bobô 15/2ºT)
Técnico: Roger Machado

29ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015
Data: 04/10/2015, domingo, 16h00min
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Público: 29.294 pagantes
Renda: R$ 800.555,00
Árbitro: Heber Roberto Lopes (FIFA-SC)
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho (FIFA/SP) e Fabiano da Silva Ramires (ES)

Cartões amarelos: Willians, Henrique e Willian (Cruzeiro); Galhardo, Bobô e Edinho (Grêmio)

Brasileirão 2015 – Atlético-MG 0x2 Grêmio

August 17, 2015

O primeiro gol  foi a maior jogada coletiva do Grêmio desde o último gol da copa do brasil 2001.

 Depois do Grenal só se falou em Piffero e o técnico do Inter. Acho que agora já da pra falar sobre futebol e o time do Grêmio. Não compartilho, mas entendo o gosto pela flauta. Mas é muito estranho que muitos torcedores gremistas sigam segue mais interessado em falar na contratação do Argel do que falar no desempenho dos comandados de Roger. Complicado. No fim se fala muito pouco do que acontece dentro das 4 linhas. Todo o resto parece ganhar mais atenção.

Fotos: Bruno Cantini (Atlético Mineiro), Pedro Vilela (Terra) e Rodrigo Clemente (Super Esportes)

Atlético-MG Atlético-MG 0x0 Grêmio Grêmio

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Jemerson, Leonardo Silva e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete (Luan, 14’/2ºT), Dátolo, Guilherme; (Dodô, 23’/2ºT) e Thiago Ribeiro; Lucas Pratto
Técnico: Levir Culpi

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Galhardo, Geromel, Erazo e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Douglas (Edinho, 30’/2ºT), Giuliano, Pedro Rocha; (Fernandinho, 21’/2ºT); Luan (Bobô, 42’/2ºT)
Técnico: Roger Machado

18ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2015
Data: 13 de agosto de 2015, quinta-feira, 21h00min
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Público: 49.047
Renda: R$ 1.395.250,00
Árbitro: Dewson Freitas Silva (FIFA-PA)
Assistentes: Bruno Boschilia (FIFA-PR) e Bruno Raphael Pires (Asp. FIFA-GO)
Cartões amarelos: Douglas Santos e Leonardo Silva (Atlético-MG); Douglas, Marcelo Grohe e Luan (Grêmio)
Gols: Douglas, aos 40 minutos do primeiro tempo; Luan, aos 9 minutos do segundo tempo