Archive for the ‘Sport Recife’ Category

Brasileirão 2021 – Sport Recife 1×0 Grêmio

June 20, 2021

Foto: Paulo Paiva (AGIF)

0 pontos em 9 disputados. E a verdade é que o Grêmio não jogou o suficiente para ter uma campanha muito diferente dessa nos seus três primeiros jogos do Brasileirão 2021.

O gol de Thiago Santos foi corretamente anulado pela arbitragem. Mas antes disso parece ter havido um pênalti em Geromel. Não achei nenhum comentário sobre este lance.

É compreensível que Tiago Nunes e o Presidente Romildo Bolzan queiram defender o goleiro Paulo Victor. Mas não dá pra negar ó óbvio. Sem falar que a resposta do nosso treinador, além de grosseira, foi um tiro no pé, visto que ele mesmo nunca jogou profissionalmente.

Foto: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Sport Recife 1×0 Grêmio

SPORT: Mailson; Rafael Thyere, Iago Maidana e Sabino; Hayner  (Tréllez, 21’/2ºT), Marcão, Thiago Lopes (José Welison,  21’/2ºT) e Sander; Marquinhos (Gustavo Oliveira, 15’/2ºT) e André (Neilton, 39’/2ºT) e Paulinho Moccelin (Patric, 15’/2ºT)
Técnico: Umberto Louzer

GRÊMIO: Paulo Victor; Rafinha, Geromel, Kannemann e Cortez (Diogo Barbosa, INT); Thiago Santos (Victor Bobsin, Intervalo); Luiz Fernando (Douglas Costa, 17’/2ºT), Matheus Henrique (Jean Pyerre, 33’/2ºT), Jhonata Robert e Ferreira (Ricardinho, 28’/2ºT); Diego Souza
Técnico: Tiago Nunes

4ª rodada – Brasileirão 2021
Data: 17 de junho de 2021, quinta-feira, 19h00min
Local: Ilha do Retiro, no Recife, PE
Árbitro: Denis da Silva Ribeiro Serafim
Assistentes: Esdras Mariano de Lima Albuquerque e Brigida Cirilo Ferreira
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro
Cartões amarelos: Iago Maidana, Paulinho Moccelin Gustavo Oliveira; Matheus Henrique, Luiz Fernando, Kannemann e Rafinha
Gol: Sander, aos 33 minutos do 1º tempo

Brasileirão 2020 – Sport 1×1 Grêmio

December 20, 2020

No futebol as vezes vale a pena interromper um ataque promissor do adversário, mesmo recebendo cartão amarelo. Foi o segundo jogo seguido que o Grêmio leva um contra-ataque que só termina com a bola na rede sem que antes ninguém tenha feita menção de cometer uma falta.

Nesse jogo o Grêmio conseguiu reagir e buscar um empate com um jogador a menos. Sinal de que estava realmente jogando muito mal na primeira etapa

Pelo jeito a camisa celeste do Grêmio foi mesmo “arquivada”.

Fotos: Lucas Uebel (Grêmio FBPA)

Sport 1×1 Grêmio

SPORT: Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson e Júnior Tavares; Marcão ( Mikael, 34’/2ºT) e Ronaldo Henrique (Betinho, 21’/2ºT); Lucas Mugni (Ricardinho, 46’/2ºT), Thiago Neves e Marquinhos (Raul Prata, intervalo); Dalberto
Técnico: Jair Ventura

GRÊMIO: Vanderlei; Victor Ferraz, Rodrigues, Kannemann e Cortez; Lucas Silva (Geromel, 14’/2ºT) e Matheus Henrique; Ferreira (Luiz Fernando, 14’/2ºT), Jean Pyerre (Thaciano, 21’/2ºT) e Pepê; Churín (Darlan, 32’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

Brasileirão 2020 – 26ª rodada
Data: 19 de dezembro de 2020, sábado, 19h00min
Local: Ilha do Retiro, em Recife – PE
Árbitro: José Mendonça da Silva Junior (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (Fifa-PR) e Ivan Carlos Bohn (PR)
VAR: Adriano Milczvski (PR)
Cartões amarelos: Marquinhos e Thiago Neves, Kannemann, Pepê
Cartão vermelho: Kannemann (aos 7 do 2ºT)
Gols: Dalberto, aos 9 minutos do 1º tempo; Pepê (de pênalti), aos 27 minutos do 2º tempo

Brasileirão 1983 – Sport Recife 2×2 Grêmio

December 19, 2020

Foto: Zero Hora/Diário de Pernambuco

No Brasileirão de 1983, o Grêmio empatou em 2×2 com o Sport em Recife. O gol de empate, sofrido no último minuto da partida, saiu caro para o tricolor, que após uma surpreendente derrota para a Ferroviária de Araraquara na última rodada, terminou a fase em 3º lugar, empatado em pontos com os classificados Sport e São Paulo, mas atrás pelo número de vitórias.

 

Foto: Zero Hora/Diário de Pernambuco

GRÊMIO JOGOU MAL, MAS O RESULTADO FOI MUITO BOM
Empate no Recife traz a classificação para dentro do Olímpico

O empate em 2 a 2 de Recife foi valioso, mas o ponto ganho não deve apagar a atuação insatisfatória do Grêmio. Outra vez, o time saiu atrás, tomando um gol logo de inicio, chegou a virar o resultado até o último minuto quando Leandro fez pênalti e o Sport empatou. Uma atuação com falhas individuais, que deverão ser corrigidas imediatamente para enfrentar o São Paulo, domingo, em Porto Alegre. Este empate transfere a responsabilidade da classificação para o Olímpico, pois agora tem apenas uma partida fora, contra o próprio São Paulo.

O empate do primeiro tempo até que saiu “barato” para o tamanho das deficiências apresentadas pelo Grêmio. Não apenas pelo Impacto do gol sofrido logo aos três minutos de jogo, mas pela movimentação do setor de meio de campo do Sport que se ¡untou a Denó, mais a frente, e por ali armou repetidas confusões na área gremista. Especialmente quando as combinações de toques rápidos dos pernambucanos envolviam com relativa facilidade a Silmar e, por conseqüência Leandro que saia em sua cobertura. Os dois foram os piores. China mal pegava a bola e já tinha ao menos três adversários dispostos a roubar o lance e dali armar contra ataque em tabelas velozes. Tonho mal aparecia, Osvaldo pouco ou quase nada produzia e, assim, a sobrecarga ficou em China e De León. E para matar as combinações na origem, Leandro saía da área na antecipação, quase sempre sem sucesso e sem condições de parar os toques curtos e rápidos do Sport.

Silmar sofreu com Joãozinho. Pelo seu lado, o ponteiro levou vantagens na velocidade e no drible de linha de fundo. A jogada do gol do Sport partiu de combinações com o ponteiro, e no lance toda a defesa foi envolvida, numa seqüência de falhas. Tarciso se lesionou e entrou Renato e o lance do pênalti marcado sobre Tita foi o único de perigo no primeiro tempo. Há dúvida sobre a sinalização de Vilson Carlos dos Santos, pois o Sport reclama que Betão fez falta em Tita quando a bola já tinha saído de campo.

O Grêmio voltou mais seguro, mais consistente a frente da zaga, até porque Tonho se movimentou como não tinha feito no início. E o Sport também não retornou com o mesmo fôlego, a sua melhor arma, o meio de campo, já não produzia o mesmo, tanto que Edson foi substituído em seguida. Renato, que até então tentava jogadas individuais, finalmente foi o responsável pelo lance mais brilhante numa partida de escassa qualidade técnica, quando passou por Antenor e cruzou encobrindo o goleiro País. Caio finalizou de cabeça. O jogo parecia definido a favor do Grêmio, mas o Sport insistiu e Leandro – em outro vacilo da defesa — fez pênalti indiscutível em Joãozinho. Carrasco cobrou à última hora e empatou. O juiz Vilson Carlos dos Santos foi irregular, o pênalti a favor do Grêmio foi discutível e deixou de dar faltas visíveis.”(Zero Hora, quinta-feira, 14 de abril de 1983)

O PLACAR

JOÃO CARLOS para Sport, 1 a O, aos 3 minutos do primeiro tempo: Partiu da habilidade do ponteiro Joãozinho que combinou com Denó, recebendo a bola às costas de Silmar. Daí em diante Leandro, China, De León, Remi e Casemiro foram envolvidos enquanto a bola sobrava para o outro lado onde João Carlos marcava sozinho.

TITA para o Grêmio, 1 a 1, aos n minutos do primeiro tempo: Tita recebeu lançamento na entrada da grande área, avançou até a linha de fundo quando recebeu realmente a falta de Betão — mas a bola já havia saído de campo, isto é, estava fora de jogo, quando ocorreu a falta. Vilson Carlos marcou e Tita cobrou para empatar no mesmo canto que País se atirou.

CAIO para o Grémio, 2 a 1, aos 25 minutos do segundo tempo: Renato, como de costume, tentava mais uma jogada individual e de linha de fundo, um dois dribles e cruzou, encobrindo o goleiro Pais, adiantado no lance, sem condições de defender a bota colocada do Ponteiro. Caio entrou na linha do gol e marcou de cabeça.

CARRASCO para o Sport, 2 a 2, aos 45 minutos do Segundo tempo: Um lance tranquilo, sem a menor dúvida: Joãozinho avançou com bola dominada sobre Leandro: Passou pelo zagueiro e ficaria a frente de Remi mas Leandro o derrubou na tentativa de lhe tirar a bala. Carrasco cobrou sem chances para Remi” (Zero Hora, quinta-feira, 14 de abril de 1983)

 

OPINIÃO: O Sport atacou mais até mesmo no segundo tempo, quando o Grêmio reagiu.” (Lenivaldo Aragão, Placar, n.º 674, 22 de abril de 1983)

 

SPORT EMPATA E AINDA LIDERA

O empate de 2×2, ontem à noite, não era aquilo que Pernambuco queria. O Sport não soube segurar uma vitória que parecia fácil quando, com menos de cinco minutos de jogo, estabeleceu a vantagem. Cedeu ao empate com uma penalidade máxima desnecessária, e mesmo com 1×1, a supremacia ainda era dos pernambucanos, mas o Grêmio soube impor sua categoria e ganhou a parada até os 44 minutos. Aí Joãozinho, novamente ele, arranjou a penalidade.

Na verdade, Sport 1×2 Grêmio, não foi justo pelo que o tricampeão pernambucano apresentou durante o primeiro tempo e cerca de 15 minutos da fase final, mas pelo menos serviu para justificar aquilo que todos sabem há anos sobre o futebol: quem não faz, leva. E foi o que aconteceu, ontem á noite, no Colosso do Arruda, até que Carrasco, de penalidade máxima, decretou o empate de 2×2.

GRANDE RENDA

Na realidade os 43.321 espectadores, que proporcionaram sensacional renda de Cr$ 18 milhões, 156 mil e 100 cruzeiros, esperavam algo melhor do time pernambucano, e no novo recorde de arrecadação o melhor seria o Sport premiar sua torcida com uma grande vitória. Mas não deu certo. De qualquer maneira, fica o consolo de que o time de Pernambuco, ainda está no páreo para alcançar a classificação, com o empate obtido nos minutos finais, mantendo-se na liderança da sua chave.

A torcida rubro-negra, antes muito eufórica, deixou o estádio José do Rego Maciel ainda entusiasmada, sem querer acreditar que sua equipe não soubera ganhar do Grêmio, depois de espelhar uma superioridade a toda prova.

OS GOLS

O primeiro gol surgiu aos quatro minutos de jogo, numa jogada onde João Carlos, com sua fome e seu faro, conseguiu acertar o caminho das redes. E aquele tento, ainda no começo da partida, dava a impressão de que a vitória seria fácil. O primeiro empate veio aos 23 minutos, numa penalidade máxima, com Tita convertendo uma jogada onde ele mesmo, sem necessidade, foi aterrado por Betão.

Na fase final, aos 23 minutos, o Grêmio ficou na vantagem, com um gol de Caio. Aos 44 minutos, quando tudo parecia crer que o Sport seria derrotado, eis que Joãozinho sofreu uma penalidade máxima e Carrasco, com categoria, decretou o empate definitivo: 2×2.

O Sport alinhou com País; Betão, Marião, Bianchi e Antenor; Merica, Carrasco e Edson (Roberto); João Carlos (Jorge Campos), Denô e Joãozinho.

O Grêmio, com Remy; Silmar, Leandro, De Leon e Casemiro; China, Osvaldo e Tita; Tarciso (Renato), Caio e Tonho (Bonamigo).

Arbitragem de Wilson Carlos dos Santos, com péssima atuação. Os auxiliares foram Rubens de Souza Carvalho e o pernambucano Ivanildo Sales, que substituiu a Luís Barbosa, que chegou, atrasado.” (Diário de Pernambuco, quinta-feira, 14 de abril de 1983)

Foto: Zero Hora/Diário de Pernambuco

Sport Recife 2×2 Grêmio

SPORT: País, Betão, Marião, Bianchi e Antenor; Merica, Wilson Carrasco e Édson (Roberto Cearense, 29 do 2º); João Carlos (Jorge Campos, 15 do 2º), Denô e Joãozinho
Técnico: Givanildo Oliveira

GRÊMIO: Remi, Silmar, Leandro, De León e Casemiro; China, Osvaldo e Tita; Tarciso (Renato Portaluppi, 17 do 1º), Caio e Tonho (Bonamigo, 35 do 2º)
Técnico: Valdir Espinosa

Campeonato Brasileiro – Taça de Ouro – 3ª Fase – Grupo S – 2ª Rodada
Data: 13 de Abril de 1983, quarta-feira, 21h30min
Local: Arruda, em Recife-PE
Árbitro: Wilson Carlos dos Santos (RJ)
Auxiliares: Rubem S. Carvalho e Ivanildo Sales
Público: 43.321
Renda: Cr$ 18.156.100,00
Cartões Amarelos: Édson, João Carlos, De León e Tonho.
Gols: João Carlos aos 3 minutos e Tita (de pênalti) 25 minutos do 1º Tempo; Caio 26 e Wilson Carrasco (de pênalti) 45 do 2º Tempo

Brasileirão 2020 – Grêmio 1×2 Sport

September 4, 2020

Agora já dá pra dizer que o planejamento do Grêmio para essas primeiras rodadas não deu muito certo. A opção por manter a final do Gauchão em dois jogos só atrapalhou o rendimento do time no Brasileirão.

Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

GRÊMIO: Vanderlei; Orejuela, Geromel, Kannemann, Cortez (Pepê, intervalo); Lucas Silva (Jean Pyerre, 36/1ºT), Matheus Henrique; Alisson (Robinho, 30/2ºT), Thiago Neves (Isaque, 17/2ºT) e Everton; Diego Souza
Técnico: Renato Portaluppi

SPORT: Luan Polli; Patric, Iago Maidana, Adryelson e Luciano Juba; (Chico, 42/2ºT), Ronaldo Henrique (Marcão, 34’/2T), Ricardinho; Betinho, Jonatan Gómez (Lucas Mugni, intervalo), Marquinhos (Lucas Venuto, 30/2ºT); Elton (Leandro Barcia, intervalo)
Técnico: Jair Ventura

Brasileirão 2020 – 7ª Rodada
Data: 3 de setembro de 2020, quinta-feira, 19h00mon
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre, RS
Árbitro: Dyorgenes José Padovani de Andrade (ES)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Katiuscia Berger Mendonça (ES)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartões Amarelos: Lucas Silva (Grêmio); Juba, Ronaldo, Betinho e Leandro Barcia (Sport)

Gols: Patric , aos 4 minutos do primeiro tempo; Iago Maidana (de pênalti), aos 28, Pepê, aos 32 minutos do segundo tempo

.

Brasileirão 2018 – Grêmio 3×4 Sport Recife

October 28, 2018

Gremio x Sport

Time reserva, com jogadores improvisados em algumas posições. Uniforme reserva, com a meia do ano passado. Gramado em más condições (contrariando promessas). Derrota com placar de pelada. Está bem difícil achar algo de interessante/positivo para falar sobre esse jogo.

Gremio x Sport

– Média de público da Arena na atual temporada:
25.077 (22.972 pagantes)

– Média de público do Grêmio como mandante no Brasileirão 2018:
23.787 (21.823 pagantes)

Gremio x SportFotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 3×4 Sport Recife

GRÊMIO: Paulo Victor; Madson, Bressan, Kannemann e Marcelo Oliveira (Marinho, 23/2ºT); Matheus Henrique e Thaciano (Jean Pyerre, 25’/2ºT); Kaio (Pepê, intervalo), Douglas e Juninho Capixaba; Thonny Anderson
Técnico: Renato Portaluppi

SPORT: Mailson; Cláudio Winck, Adryelson, Ernando e Sander; Marcão, Jair (Nonoca, 34/2ºT) e Michel Bastos; Gabriel, Mateus Gonçalves (Rogério, 15/2ºT) e Hernane (Fellipe Bastos, 24/2°T)
Técnico: Milton Mendes

31ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 27 de outubro de 2018, sábado, 16h30min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre, RS
Público: 13.842 (12.165 pagantes)
Renda: R$ 329.685,00
Árbitro: Dewson Freitas da Silva (PA)
Auxiliares: Danilo Ricardo Manis (SP) e Heronildo Freitas da Silva (PA)
Cartões amarelos: Bressan, Marinho (G), Jair Cláudio Winck (S)
Gols: Jair, aos 7 minutos; Mateus Gonçalves, aos 29 e Matheus Henrique, aos 37 minutos do primeiro tempo; Juninho Capixaba (de pênalti), aos 7 minutos; Gabriel, aos 8; Thonny Anderson , aos 13 e Jair, aos 18 minutos do segundo tempo.

Brasileirão 2018 – Sport Recife 0x0 Grêmio

June 14, 2018

sport 2018 williams aguiar sporsport 2018 williams aguiar sport 2

O empate sem gols em Recife foi bastante condizente com o que as equipes apresentaram em campo. E foi justo/merecido para o planejamento do comando do futebol gremista, que, na sua inabalável crença na preservação de atletas, permitiram que Kannemann e Luan permanecessem fora de risco em Porto Alegre, mesmo diante do fato desse ser o último jogo antes de uma parada de mais de 30 dias e diante de diversos outros desfalques já existentes, seja por lesão, suspensão ou convocação.

O meio-campo gremista acabou tendo pouca contribuição ofensiva. Apenas Ramiro se aproximava de André e Lima. Cícero e Arthur ficaram longe da área adversária, mesmo com o Thaciano posicionado como primeiro volante.

Gremio x Sport

É bonito a maneira como Renato sempre defende o “seu grupo”. É compreensível que ele queira blindar os jogadores de críticas externas. Mas há uma boa dose de exagero na afirmação de “que até a folga, o Grêmio esteve perfeito“, especialmente se considerarmos que a campanha no Brasileirão (levando em conta o potencial da equipe gremista) deveria/poderia ensejar um pouquinho de reflexão e autocrítica.

O Grêmio vai passar a parada da Copa do Mundo atrás do Inter na tabela de classificação. Não era a situação que se imaginava após o final do Gauchão (ou na análise do que se viu nos confrontos diretos dessa temporada).

Interessante notar que o desempenho do Grêmio fora de casa é exatamente o mesmo do Flamengo. A diferença de 07 (SETE) pontos do tricolor para o líder reside justamente no aproveitamento como mandante.

Gremio x Sport
Fotos: Williams Aguiar (Sport) e Lucas Uebel (Grêmio.net)

Sport Recife 0x0 Grêmio

SPORT: Maílson; Raul Prata, Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Deivid, Felipe Bastos, Gabriel (Everton Felipe, aos 28/2ºT), Marlone (Michel Bastos, aos 10/2ºT) e Rogèrio (Carlos Henrique, aos 28/2ºT); Rafael Marques.
Técnico: Claudinei Oliveira

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Léo Moura, Paulo Miranda, Bressan e Cortez; Cícero, Arthur, Ramiro, Thaciano (Kaio, aos 40/2ºT) e Lima (Pepê, aos 16/2ºT); André (Jael, aos 24/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

12ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 13/6/2018, quarta–feira, 19h30min
Local: Ilha do Retiro, em Recife-PE
Público: 19.497
Renda: R$ 319.665,00
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Guilhermo Dias Camilo (MG) e Sidmar dos Santos Meurer (MG)
Cartões amarelos: Ronaldo Alves, Sander, Deivid (SPO), Cícero, Kaio (GRE)

Brasileirão 2017 – Grêmio 5×0 Sport Recife

September 3, 2017

36797644876_44916eef3b_k

36985416545_b39086bb18_k
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 5×0 Sport Recife

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Bressan, Kannemann e Cortez; Arthur, Michel e Ramiro (Dionathã, aos 33/2ºT); Léo Moura (Patrick, aos 28/2ºT), Fernandinho e Everton. Técnico: Renato Portaluppi

SPORT: Magrão; Samuel Xavier, Oswaldo Henriquez, Ronaldo Alves e Sander; Anselmo (Patrick, aos 0/2ºT), Wesley (Lenis, aos 28/2ºT), Rithely e Diego Souza; Osvaldo (Everton Felipe, aos 0/2ºT) e André.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

22 ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2017
Data: 02 de setembro de 2017, sábado, 16h00min
Local: Arena do Grêmio, Porto Alegre-RS
Público: 19.295 (17.518 pagantes)
Renda: R$ 595.667,00
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos: Bruno Cortez (GRE), Ronaldo Alves, Sander, Samuel Xavier, Diego Souza
Gols: Edílson, aos 19 minutos, e Everton, aos 34 minutos do primeiro tempo; Fernandinho (de pênalti) aos 22 e 24 minutos, Dionathãn, aos 38 minutos do segundo tempo

Brasileirão 2017 – Sport 4×3 Grêmio

May 29, 2017

20170528210952261756e_1200x80020170528210954375185u_1200x800

O Grêmio entrou em campo com uma equipe totalmente descaracterizada. E, como era de se imaginar, perdeu. O que surpreendeu foi o fato do tricolor ter feito 2×0 em 16 minutos de jogo. Mas depois disso o time errou demais e levou a virada.

Entendo que a comissão técnica e a diretoria decidam por não colocar força máxima em todos os compromissos do clube no ano, mas fica difícil entender o critério. Quem foi poupado dessa partida: Os que jogaram na quinta pela Libertadores ou os que vão jogar contra o Fluminense no Maracanã? Por que Ramiro/Gaston Fernandez não jogou? Por que o time reserva atuou num esquema diferente do time principal?

 

 

20170528210945448306a_1200x80020170528210951192761e_1200x800
Fotos: Peu Ricardo (Super Esportes)

Sport 4×3 Grêmio

GRÊMIO: Leo; Thyere, Bruno Rodrigo (Beto da Silva, 31’/2º) e Bressan; Kaio, Machado, Jailson e Conrado; Fernandinho, Nícolas Careca (Lima, 20’/2º) e Everton (Pepê, 25’/2º)
Técnico: Renato Portaluppi

SPORT: Magrão; Fabrício, Durval, Mateus Ferraz e Mena; Rithely, Anselmo e Everton Felipe (Marquinhos, 27’/2º); Rogério (Reinaldo Lenis, int), Osvaldo (Thalyson, 31’/2º) e André
Técnico: Daniel Paulista

03ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2017
Data: 28 de maio de 2017, domingo, 18h00min
Local: Ilha do Retiro, em Recife-PE
Público: 3.441
Renda: R$ 74.684.
Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Alessandro Rocha de Matos(FIFA-BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Cartões amarelos: Thallyson, Anselmo, Mena e Bressan
Cartão vermelho: Mena (37/2ºT)
Gols: Fernandinho, aos quatro, Thyere, aos 16 e André, aos 33 minutos do primeiro tempo; Matheus Ferraz aos 18, André (S), aos 27 e aos 38 e Fernandinho (de pênalti) aos 41 minutos do segundo tempo

Brasileirão 2016 – Grêmio 0x3 Sport Recife

November 8, 2016

2016-gremio-0x3-sport-2

Esse 3×0 pro Sport foi a pior derrota do Grêmio na história da Arena. Ainda assim não houve grande revolta no pós jogo. Parece claro que o real impacto desse resultado só vai poder ser devidamente mensurado após as finais da Copa do Brasil lá. Até lá o debate sobre a pertinência de poupar os jogadores ou usar força máxima para  buscar o G6 no Brasileirão vai ser inconclusivo.

Alguns jogadores tiveram atuações inaceitáveis mesmo considerando o “relaxamento involuntário” do grupo. Wallace Oliveira e Henrique Almeida poderiam acrescentar mais em virtude da rodagem que possuem.

Que fardamento pavoroso esse do Sport.

2016-gremio-0x3-sport-1
Foto: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 0x3 Sport Recife

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Wallace Oliveira, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Jaílson, Pedro Rocha (Guilherme, 35’/2ºT), Douglas e Negueba (Batista, Intervalo); Henrique Almeida (Ty Sandows, Intervalo)
Técnico: Renato Portaluppi

SPORT: Magrão; Apodi (Serginho, 40’/2ºT), Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê; Ronaldo (Rodrigo Mancha, 15’/2ºT), Neto Moura, Diego Souza e Everton Felipe; Rogério (Reinaldo Lenis, 24’/2ºT) e Ruiz
Técnico: Daniel Paulista

34ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 7/11/2016, segunda, 20h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre – RS
Público: 12.444 (10.845 pagantes)
Renda: R$ 231.845,00
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (FIFA-PA)
Auxiliares: Márcio Gleidson Correia Dias (PA) e Hélcio Araújo Neves (PA)
Cartões amarelos: Negueba, Walace, Geromel e Kannemann (GRE); Matheus Ferraz, Neto Moura e Apodi (SPT)
Gols: Diego Souza, aos 44 minutos do primeiro tempo; Rogério, aos 2 minutos dois e Diego Souza aos 44 minutos do segundo

Confrontos Grêmio Vs Sport pelo Brasileirão

November 7, 2016

1993
Postei algumas imagens de partidas que o Grêmio recebeu o Sport Recife pelo Brasileirão no Tumblr.

Acima temos uma foto de Roberto Scola (do Diário Catarinense), do lateral Itá na vitória de 2×1 do Grêmio no Brasileirão de 1993. O jogo foi disputado no estádio Orlando Scarpelli em Florianópolis, uma vez que o Olímpico estava interditado em função dos tumultos no jogo contra o Santos. O público foi de 4.447 pagantes

Abaixo temos fotos publicadas na Zero Hora (Luiz Ávilla, Juan Carlos Gomez e Antônio Carlos Mafalda foram os fotógrafos que trabalharam na partida) de Tita marcando o gol da vitória no Brasileirão de 1983. O público foi de 38.203 pagantes

1983-sport-tita1983-sport-tita2
——————————————–

1994-brasileirao-gremio-1x1-sport-jeferson-osias-copia-ronaldo-bernardi-zh

Acima temos uma foto (de Ronaldo Bernardi da Zero Hora) do empate em 1×1 pelo Brasileirão de 1994. No lance vemos o goleiro Jeferson e o centroavante Osias. O público foi de 15.597 (11.830 pagantes)

Abaixo temos uma foto, também da Zero Hora, da vitória do Grêmio por 1×0 no Brasileirão de 1976.

1976