Archive for the ‘Umbro’ Category

Uniforme de treino do Bristol Bears

November 4, 2020

Foi só recentemente que eu descobri que a Umbro era fornecedora do Bristol Bears, um time de Rugby da Inglaterra.

Gostei bastante desses uniformes de treino deles, com essa estampa com padrões geométricos (que lembra muito o usado na camisa azul de 2019, bem como o terceiro uniforme do Derby County de 2017-2018.

Me pareceu que valeria a pena fazer uma simulação dessa estampa com as cores do Grêmio. Abaixo o resultado:

Terceira Camisa 2020

October 8, 2020

O Grêmio finalmente estreou sua nova terceira camisa, lançada oficialmente na fatídica live do dia 15 de setembro.

Acho que ela é, disparada, a melhor camisa do Grêmio nessa temporada. Contudo eu tenho algumas ressalvas a ela.

Pro meu gosto, a camisa ficaria melhor num tom de azul um pouco mais clara e/ou um pouco mais vivo (com mais brilho).

Acho que a melhor combinação para camisa celeste é feita com meias  e calções pretos, mas entendo a opção que se fez pelo azul marinho. Contudo, poderiam (deveriam) ter utilizado o mesmo tom de azul marinho em todas as peças.

Por razões de ordem históricas como também estética eu defendo que o Grêmio deveria sempre ter uma meia azul celeste disponível como alternativa. Parece que isso novamente não ocorrerá nesta temporada.

Me agrada a idéia de utilizar um distintivo antigo. Mas acho mais legal quando há uma razão para isso. A escolha pelo símbolo de 1922 parece um tanto aleatória (sem falar em novamente acrescer um elemento dourado na camisa do Grêmio, o que parece ser uma obsessão dos fornecedores de material esportivo). Ademais o uso de escudos “retrô” parece ser mais uma iniciativa institucional da Umbro do que do clube.

Assim como na camisa tricolor de 2020 a camisa de jogo feminina tem a mesma gola do modelo de jogo masculino, porém a versão de “torcedora” e o kit infantil tem uma gola distinta das demais camisas.

Aliás, na camisa infantil foi retirado o patrocínio do Banrisul e ela não possui a listra azul marinho acima do distintivo. É um peça demasiadamente diferente da camisa usada pelos jogadores (o que, ao meu ver, é um erro).

Por último, é muito estranha a forma como a venda dessa camisa vem sendo feita no site da GrêmioMania. Desde o lançamento muitas pessoas relatam dificuldade na compra. Ontem, no momento em que o fardamento estava sendo estreado, a venda estava indisponível no site. Quero acreditar que isso se deve a um mero erro de cálculo e planejamento, e  que não seja uma escassez artificial pensada para criar uma demanda reprimida.

 

 

 

 

 

 

 

As novas camisas de goleiro e o seu preço

June 25, 2020

Assim como fez para os seus demais clubes brasileiros, a Umbro lançou um novo modelo de camisas de goleiro com o mesmo desenho da camisa usada por Peter Schmeichel, na temporada 1992-1993 do Manchester United.

Gosto desse resgate do estilo dos anos 90. A versão feita para o Grêmio eu achei um pouco “sem sal”, mas é uma camisa bem razoável.

O que não me parece ser muito razoável é o fato da camisa ser vendida por R$ 259,90 enquanto a própria Umbro vende um modelo muito similar (foto abaixo) por R$ 89,90 (ou R$ 104,90 na versão de manga longa na Netshoes e FutFanatics).

É bem difícil de entender por que a camisa dos clubes custa quase três vezes mais que a camisa “genérica” feita também pela Umbro, ainda que considere uma eventual diferença no material e acabamento e ainda que se considere que a Umbro paga royalties sobre cada peça vendida com o distintivo das equipes que tem contrato.

Ainda sobre essa questão dos preço das camisas, é oportuno lembrar o exemplo do Atlético Mineiro, que lançou uma camisa desenhada por um torcedor, que servirá com uma”espécie de terceiro uniforme“, que “será usado em no mínimo um jogo da equipe profissional” e foi colocado a venda para os seus sócios por R$ 169,99. Em poucos dias foram vendidas “cerca de 60 mil peças” (superando a expectativa inicial de “vender cerca de 10 mil camisas“) que gerou uma arrecadação a casa dos dez milhões de reais.

Camisa de manga longa x Malha térmica

June 4, 2020


Na semana passada, em um treinamento, “pela primeira vez o grupo de jogadores vestiu e foi a campo com o novo manto, na atividade técnica com bola realizada no CT Luiz Carvalho“.

Até aí, tudo bem, uma vez que é de fato interessante que o torcedor/potencial comprador veja a o uniforme “em ação”, para que se estimule as vendas, etc…

Só que a mim chamou a atenção o fato de muitos atletas terem usado uma malha térmica por baixo das camisas de manga curta, sendo que já no lançamento foram colocadas à venda as camisas de manga longa.  Se a ideia é utilizar o treinamento como uma vitrine, não seria conveniente que alguns atletas fossem a campo com a camisa de manga longa? Vale lembrar que a malha térmica não é vendida oficialmente (porém é encontrada em anúncios do Mercado Livre).

Eu não gosto muito dessa ideia de se usar uma malha térmica por baixo de uma camisa de manga curta. O resultado fica estranho, especialmente em camisas listradas como a do Grêmio. Mas no clube, a prática de se usar uma malha toda azul por baixo da camisa tricolor já é observada há mais de uma década.

Nesse modelo de 2020 do Grêmio há um agravante de que a malha térmica é de um tom de azul diferente do azul da camiseta. E o desenho da estampa azul da nova camiseta não é repetido no azul da malha. Penso que já deveria ter se pensado numa malha térmica listrada, ou ao menos com a mesma estampa da camisa titular.

Precedente existe. Nessa temporada a Umbro desenvolveu uma malha térmica que repete a estampa da manga da camisa titular do Schalke 04. O resultado fica bem mais interessante.

malha gremioLA-of1ml_frente(recolor)1

S04SCP_1920_17-1440x811S04SGE_1920_21-1440x810

s04 (1)

Como ficaria a camisa do Grêmio no modelo usado pela Umbro no Fluminense?

May 29, 2020

Sendo o Fluminense o outro clube tricolor da Umbro no Brasil a comparação seria inevitável. E acredito que a camisa titular dos cariocas ficou muito melhor resolvida do que a do Grêmio. A começar, obviamente, pela gola, mas também pela proporção das listras e pela aplicação da marca d´água (muito mais suave na do Fluminense).

Diante disso eu resolvi fazer uma simulação de como ficaria a camisa do Grêmio caso a Umbro usasse o mesmo modelo/template do Fluminense

Me pareceu que a opção com a listra preta centralizada ficou mais interessante.

 
Abaixo na versão “desenhada”. Aqui igualmente me pareceu que a versão com a listra preta centralizada ficou melhor.

Simulações com base no kit para PES 2020 desenvolvido por Bruno Manoel.

Camisa Tricolor 2020

May 24, 2020

lançamento 2

 

Eu estou entre aqueles que não gostaram da nova camisa tricolor do Grêmio. E infelizmente são muitas as questões que me desagradam nesse novo modelo.

Os dois aspectos mais flagrantes (e, ao meu ver, inexplicáveis) são os detalhes em um outro tom de azul na parte de baixo da gola na frente da camisa e na parte superior das costas. Custo a crer que alguém considerou que essa era a melhor solução para essas partes.

Vi algumas pessoas reclamando do tom de azul da camisa. A mim isso não incomoda. Gosto da variação de ano pra ano e acho que o da dessa temporada não é demasiadamente escuro (diferente do azul royal usado entre 1991 e 1993, que ao meu ver fugia sim da tradição do clube).

E, a princípio, não vejo problemas da camisa tricolor ter algum tipo de marca d´água ou estampa. Mas acho que essa foi muito mal aplicada. O contraste é muito alto, deveria ser bem mais sutil (tal qual na camisa reserva do Santos), isso somado ao fato da repetição do desenho ser “grande” e ficar limitado a listra azul tornam essa aplicação muito bruta/grosseira (aqui fica difícil não fazer uma comparação com a nova camisa do Fluminense, cuja marca d´água ficou bem mais harmoniosa e fluída).

Mais uma vez eu fico com a sensação de  primeiro esboço do desenho da camisa acabou virando o produto final, sem nenhum ajuste, revisão ou melhoria. Uma pena.

Também não gostei nenhum pouco da entrevista que executivo de marketing do Grêmio, Beto Carvalho deu à Rádio Grenal. Quando é preciso dizer que a camisa vai “crescer” com a volta dos jogos é porque ela não foi muito bem desenhada. Confesso ter imensa curiosidade em saber quem são as “várias pessoas” que participaram da “aprovação interna” (que eu saiba tradicionalmente a aprovação dos uniformes é feita pelo Conselho de Administração).

E um diretor do clube não pode simplesmente se eximir de qualquer responsabilidade sobre o valor das camisas afirmando que “A questão preço é a Umbro que impõe“. Não vivemos um momento  muito propício para promover um aumento no preço das camisas (de R$ 290 para R$ 320 na versão de jogador). E sigo achando uma bobagem essa política de ter uma camisa de torcedor e uma de jogador (nesse aspecto vale lembrar que clubes como o São Paulo e Internacional só tem um modelo de camisa e ele custa R$ 250 – ou seja a camisa de “atleta” do co-irmão é setenta reais mais barata do que a camisa de atleta do Grêmio).

Essa gola ficou muito mal resolvida. Todas as outras opções adotadas pela Umbro para os clubes brasileiros em 2020 são bem mais interessantes.

Mas talvez essa gola escolhida para o Grêmio pudesse ser aplicada de uma maneira mais inteligente. Abaixo uma comparação com o modelo original e duas possibilidades de “correção”. Na do centro a listra azul seguiria até em cima, suprimindo esse detalhe da gola. Na da direita esse V ficaria em branco.

No modelo do ano passado já havia uma diferença entre a gola da camisa de jogo para a gola da camisa feminina. Dessa vez o modelo de jogo feminina tem a mesma gola do modelo de jogo masculino, porém a versão de “torcedora” e o kit infantil tem uma gola distinta das demais camisas (uma gola mais tradicional e harmoniosa, diga-se de passagem)

LA-kitof1_infantil(recolor)

Outra questão que não tem explicação é esse “recorte” em outro tom de azul na parte de cima das costas da camiseta. Abaixo fiz um comparativo com duas possibilidades de “correção”. Na do centro a listra azul seguiria até em cima. Na da direita, esse recorte ficaria em preto.

 

Outra coisa que vem se repetindo a cada temporada é o fato do Banrisul da parte da frente ser em transfer/silkado enquanto o das costas é sublimado (o patrocínio sublimado é mais resistente/durável e confortável)

E assim como já aconteceu no ano passado a camisa versão de torcedor não tem patrocínio nas costas (faria mais sentido uma versão sem nenhum patrocínio).

E sigo achando que o patrocínio do Banrisul está demasiadamente largo (começa antes do logo da Umbra e termina depois do distintivo)

 

LA-of1ml_frente(recolor)1

Como pode se ver no comparativo acima a Umbro vem alternando a cor da listra centralizada, nos anos pares é azul, enquanto nos anos ímpares é preta (de 2000 pra cá só tivemos a listra branca centralizada nos uniformes de 2006 e 2013)

Sigo achando que a listra branca da camisa está demasiadamente estreita. Nas camisas clássicas, na média, a listras preta e azul costumam ser quatro vezes maior que a listra branca. Contudo,a após 2015 a Umbro passou usar outras proporções (conforme gráfico abaixo) nas suas criações:

listras certo v

– Na camisa de 2015 a listra preta e a listra azul eram 4 vezes maiores que a listra branca.

– Na camisa de 2016 a listra preta e a listra azul eram 6 vezes maiores que a listra branca.

– Na camisa de 2017 a listra preta e a listra azul eram 8 vezes maiores que a listra branca.

– Na camisa de 2018 a listra preta e a listra azul eram 3,6 vezes maiores que a listra branca.

– Na camisa de 2019 a listra preta é 9,5 vezes maior que a listra branca, enquanto a listra azul é 10,7 vezes maior que a listra branca.

– Na camisa de 2020 a listra preta é 8,5 vezes maior que a listra branca, enquanto a listra azul é 7,5 vezes maior que a listra branca

 

Mockups inspirados na camisa branca de 1994/1995

January 29, 2020

Fonte: Coleção Grêmio Gianfranco

Na semana passada o João Hernadez sugeriu que Umbro lançasse uma nova camisa inspirada na camisa reserva branca de 1994/1995 (fotos acima).

Achei a ideia interessante. Gosto dos padrões gráficos da parte de cima e manga esquerda da camisa que lembram “escamas de peixe”.

Me arrisquei a tentar imaginar uma “atualização” desse modelo, substituindo as escamas de peixe pela estampa com triângulos vistas nas camisas de goleiro de 2019.

Abaixo alguns desenhos de modelos inspirado nessa camisa de 1995.

umbro 1995 gbzaaabbbnn
No modelo acima o patrocínio tem uma aplicação mais tradicional, tal como foi feito com a Renner em 1995.

Já no modelo abaixo a ideia foi usar um eventual patrocínio do Banricompras (tal como já foi usado na partida contra o Flamengo em 2017) e aplicar o marca do patrocinador somente no lado direito da camisa.
umbro 1995 gbzaaabbb
No modelo abaixo foi retirada a estampa da manga esquerda da camisa
umbro 1995 gbzaaa

umbro 1995 gbz
e nesses últimos dois modelos a ideia foi usar a estampa por quase toda a parte da frente da camisa

umbro 1995 gbzxxx

Camisa Branca 2019

December 20, 2019

branca anuncio

branca costasbranca detalhe

Nessa camisa a Umbro tentou pouco. No único elemento que arriscou, a fornecedora errou.

Falo do escudo monocromático, ideia que até pode gerar resultados interessantes. Mas no caso em questão toda a aposta no tom de azul do distintivo foi ignorada quando se aplicou o patrocínio do Banrisul em preto. Não vejo muito sentido em retirar essa cor do símbolo do Grêmio para manter ela no patrocinador.

Acho que todo o conjunto ficaria mais harmonioso na hipótese do patrocinador ser estampado no mesmo tom de azul dos demais elementos da camisa (inclusive fiz algumas simulações nas imagens abaixo.

Copia azul consorcioD21-3412-044_zoom1 - Copia azul vero2
Assim como acontece com a camisa titular, a versão feminina possui uma gola diferente da versão masculina.

E o kit infantil foi vendido com um calção azul, que nunca foi usado pelo time principal (somente pela equipe feminina)
camisa_umbro_gremio_ii_2019_feminina_60999_1_20190503092956branca infantil

Terceira Camisa – Azul 2019

November 6, 2019

lg-noticias-gra-mio-lana-a-uniforme-na-mero-tra-s-no-dia-de-seus-116-anos-24547

No início de setembro a Umbro anunciou que lançaria uma coleção de terceiras camisas dos seus times no Brasil com “elementos que marcaram a década de 1990, com grafismos e traços típicos da época

banner-categoria

 

Um dia antes do aniversário do clube, o twitter oficial do Grêmio fez um pequeno teaser da nova camisa, através do qual o meu amigo Snel deduziu que o modelo gremista seria inspirada na estampa usada pela Seleção da Irlanda do Norte em 1991 (posteriormente pela Letônia).

Eu acho que existem que existem designs e elementos mais icônico dos fardamentos da Umbro dos anos 1990 do que esse da Irlanda do Norte. Contudo, ainda assim achei interessante o resultado dessa nova camisa azul do Grêmio (a mais bem trabalhada da temporada)

Mas mesmo achando a camisa mais bem trabalhada do ano, enxergo alguns elementos que desagradam. Acho que o contraste entre os tons de azul da estampa é muito baixo, o que faz com que, no campo, a camisa fique parecendo somente um azul liso.

 

cruzeiro gremio 2019 sportsantos chape

A Umbro vem usando a mesma modelagem em praticamente todos os seus clubes no Brasil. Também vem destacando esse “V” na parte inferior da gola. No caso dessa camisa do Grêmio, acredito que a camisa ficaria mais elegante (e menos parecida com a do Cruzeiro) com a gola toda em azul. Abaixo uma simulação disso:

gremio 3 gola

Já disse aqui no blog que não gostei muito da combinação do uniforme (com calção azul e meia branca) que vem sendo usada até agora. Acho que é que menos valoriza a peça. Usar uma meia azul ou mesmo um calção e meia azul marinho deixaria a combinação mais distinta (ver simulação abaixo):

Gremio x BahiaGremio x Goias

E posteriormente foi lançada a versão dessa camisa em rosa, na já habitual campanha do Outubro Rosa.

Gremio x Goias

Vale ainda lembrar que na temporada 2017-2018, a Umbro já havia feito uma releitura dessa estampa no terceiro uniforme do Derby County (foto abaixo).

derby_county_17_18_umbro_third_kit_a

Camisa Tricolor 2019

July 10, 2019

camisa guia

Apesar de ter uma predileção por camisas com gola polo, eu confesso não ter gostado da camisa tricolor de 2019. Achei que ela ficou mal resolvida. A gola em si parece carecer de um maior capricho.  Não gostei também da distribuição das listras. A listra branca está muito estreita (ver mais sobre isso no final do post), enquanto a listra preta dos ombros/manga.

Sigo não gostando muito dos excessos de dourado no fardamento. Essa é quinta camisa tricolor que a Umbro fez pro Grêmio. A terceira com o logo da Umbro em dourado.

Vejo também um problema de “diagramação”. O patrocínio do Banrisul é demasiadamente largo. Começa antes do logo da Umbro e só termina depois do distintivo do Grêmio. A Umbro não faz isso em todos os seus times. E o Banrisul não tem essa dimensão exagerada na camisa do co-irmão (um indicativo de que não deve ser uma exigência contratual)

No geral fica a sensação de que o primeiro esboço acabou virando o produto final, sem nenhum ajuste ou polimento.

Confesso não ter entendido por que a camisa versão de torcedor não tem patrocínio nas costas (faria mais sentido uma versão sem nenhum patrocínio).

Igualmente não entendi por que a camisa feminina tem uma gola completamente diferente da camisa masculina. Uma justificativa plausível seria de que o modelo diferente é do da equipe feminina do clube, mas as atletas gremistas usam o mesmo modelo com gola polo e botões da equipe masculina. O posicionamento da Umbro sobre essa questão é apenas um conjunto de respostas evasivas. E a gola diferente também se verifica no kit infantil.

Nas camisas clássicas, na média, a listras preta e azul costumam ser quatro vezes maior que a listra branca.

A Umbro costuma usar outra proporção (conforme gráfico abaixo) nas suas criações:

compara 2016 2019 b

 

–  Na camisa de 2015 a listra preta e a listra azul eram 3,6 vezes maiores que a listra branca.

– Na camisa de 2016 a listra preta era 5,8 vezes maior que a listra branca, enquanto a listra azul era 6 vezes maior que a listra branca.

– Na camisa de 2017, a listra preta e a listra azul eram 5,7 vezes maiores que a listra branca.

– Na camisa de 2018, a listra preta e a listra azul eram 4,1 vezes maiores que a listra branca.

– Na camisa de 2019 a listra preta é 8,7 vezes maior que a listra branca, enquanto a listra azul é 9,7 vezes maior que a listra branca.