Archive for the ‘Vitória’ Category

Copa do Brasil 2021 – Grêmio 1×0 Vitória

August 5, 2021

Foto: Marcelo Oliveira (Staff Images)

Mais de um 1/3 dos 15 jogadores de linha do Grêmio que entraram em campo ontem usaram uma malha de manga longa num tom de azul diferente da camisa de manga curta. Já passou da hora de disponibilizar camisa de manga longa para os jogadores, ou de fazer uma malha com listras, ou ao menos de fazer uma malha no mesmo tom de azul da camisa.

Fotos: Lucas Uebel (Grêmio FBPA)

 

Grêmio 1×0 Vitória

GRÊMIO: Gabriel Chapecó; Vanderson (Rodrigues,  25’/2ºT), Ruan, Geromel e Cortez (Guilherme Guedes, intervalo); Lucas Silva e Darlan (Thiago Santos, 25’/2ºT); Léo Pereira (Jhonata Robert, 30’/2T), Jean Pyerre e Alisson (Luiz Fernando, intervalo); Ricardinho
Técnico: Luis Felipe Scolari

VITÓRIA: Lucas Arcanjo; Van (Cedric, 37’/2ºT), Marcelo Alves, Mateus Moraes e Roberto; Gabriel Bispo e João Pedro; Guilherme (Pedrinho, 30’/2T), Eduardo (Gabriel Inocêncio 15’/2ºT) e Soares (David, 15’/2ºT); Samuel (Caíque Souza, 37’/2ºT)
Técnico: Ramon Menezes

Copa do Brasil 2021 – Oitavas de Final – Jogo de Volta
Data: 3 de agosto de 2021, terça-feira, 21h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre, RS
Árbitro: Leo Simão Holanda (CE)
Assistentes: Nailton Junior de Sousa Oliveira e Cleberson do Nascimento Leite (ambos do CE)
VAR: Rafael Traci (SC)
Cartões Amarelos: Ruan e Guilherme Guedes
Cartão Vermelho: João Pedro
Gol: Jean Pyerre (de pênalti), aos 46 minutos do 1º tempo

Copa do Brasil 2021 – Vitória 0x3 Grêmio

July 28, 2021

Foto: Lucas Uebel (Grêmio.net)

 

Muito bom, mas tijolo não revida“. 

Dada a fase do Grêmio, excepcionalmente podemos deixar de lado a célebre frase de Chong Li. O Grêmio precisava de um resultado positivo, pouco importando a qualidade do adversário.

Menos mal que, no fim das contas, a decisão de campo foi mantida. Mas não tem o menor cabimento o VAR ter demorado 9 minutos para confirmar o primeiro gol do jogo. Se houve toda essa demora são duas as conclusões possíveis: a) se houve um erro do juiz, ele não foi “claro, óbvio e manifesto; b) Aconteceu algum problema na cabine do VAR.

 

Foto: Pietro Carpi (EC Vitória)

Foto: Pietro Carpi (EC Vitória)

Foto: Lucas Uebel (Grêmio.net)

 

Vitória 0x3 Grêmio

 

VITÓRIA: Lucas Arcanjo; João Victor (Guilherme, intervalo), Marcelo e Mateus Moraes; Cedric, Pablo Siles, João Pedro, Eduardo (Soares, intervalo) e Pedrinho (Roberto, 29’/2ºT); David (Ygor Catatau, 29’/2ºT) e Samuel
Técnico: Ramon Menezes

GRÊMIO: Gabriel Chapecó; Vanderson, Ruan, Rodrigues e Cortez; Lucas Silva e Darlan (Victor Bobsin, 37’/2ºT); Léo Pereira (Luiz Fernando, 30’/2ºT), Jean Pyerre (Pinares, 21’/2ºT) e Alisson; Ricardinho (Diogo Barbosa, 37’/2ºT)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Copa do Brasil 2021 – Oitavas de Final – Jogo de Ida
Data: 27 de julho de 2021, terça-feira, 21h30min
Local: Estádio Barradão, em Salvador, BA
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
VAR: Marcio Henrique de Gois (SP)
Cartões amarelos: Eduardo, Pedrinho
Gols: Ricardinho, aos 30 minutos do 1º tempo; Léo Pereira, aos 8 minutos, eDiogo Barbosa, aos 47 minutos do 2º tempo

Copa do Brasil 1997 – Vitória 3×3 Grêmio

July 27, 2021

Foto: Valdir Friolin (Zero Hora)

 

Este foi o segundo confronto entre Grêmio e Vitória pela Copa do Brasil em Salvador (o primeiro havia sido em 1994, também pelo jogo de volta pelas quartas de final).

O Grêmio tinha tudo para encaminhar a classificação com tranquilidade. Havia vencido a partida de ida por 2×0 e saiu na frente na Fonte Nova logo aos 8 minutos. Rodrigo Gral marcou o segundo aos 27, mas Gil Baiano descontou dois minutos depois. Foi aí que Danrlei foi expulso na sua folclórica mania de não permitir que os adversários buscassem a bola no fundos das redes. Obviamente a situação tricolor na partida piorou muito, mas no fim os comandados de Evaristo de Macedo conseguiram a classificação para as semifinais com um empate em 3×3.

Neste jogo o time utilizou a peculiar combinação de um calção azul royal com a tradicional camisa tricolor (algo que foi repetido em, ao menos, outras 5 oportunidades na temporada de 1997)

Foto: Edson Ruiz (Correio do Povo)

GRÊMIO PERDE TITULARES NA DECISÃO
Expulsão de Danrlei pôs em risco a vaga na Copa Brasil. Amanhã não jogarão Rivarola e Zé Alcino

Vários titulares desfalcarão o time do Grêmio em dois jogos decisivos, esta semana. Amanhã, no Olímpico, contra o Guarany do Paraguai, pela Libertadores, não atuarão Rivarola, cumprindo suspensão, Émerson, com lesão no joelho e, possivelmente Zé Alcino, ainda se recuperando de problema no joelho. O time gaúcho precisa vencer para chegar às quartas-de-final. Quinta, em São Paulo, frente ao Corinthians, não atuará Danrlei, expulso de forma inconseqüente em Salvador. O time empatou em 3 a 3 com o Vitória, sábado, num jogo que tornou-se dramático pela inferioridade numérica do Grémio a partir dos 29 minutos do 1° tempo.

Para quem podia até perder por diferença mínima, o Grémio arrancou com uma grande vantagem. Aos 7 minutos, fez 1 a 0, gol contra de Nilson, que jogou a bola para dentro das próprias redes, num escanteio cobrado por Arce. Aos 27, Rodrigo Gral, de cabeça, fez 2 a 0, em notável jogada de Carlos Miguel. O Vitória descontou por Gil Baiano, aos 29, e chegou ao empate com Agnaldo, aos 40. Com apenas 10, o Grêmio recuou todo. Sofreu o 3° gol aos 10 do 2° tempo, por Chiquinho. A classificação veio aos 32, por Paulo Nunes, em grande jogada individual pela direita.” (Correio do Povo, segunda-feira, 5 de maio de 1997)

 

DANRLEI É CRITICADO POR EXPULSÃO

O goleiro Danrlei foi repreendido por alguns jogadores do Grêmio no intervalo da partida contra o Vitória, devido a sua expulsão. “Ele sabe que ninguém tem o direito de deixar os companheiros na mão”, afirmou Luiz Carlos Goiano. Danrlei garante que ninguém fez cobranças, até porque outros jogadores também já foram expulsos e ninguém chamou a atenção”. Aos 29 minutos da partida de sábado, ao tentar reter a bola dentro da goleira, após o l° gol do Vitória, Danrlei envolveu-se numa grande confusão. Terminou por dar uma cabeçada em Agnaldo e foi expulso. No intervalo, Evaristo Macedo afirmou que o goleiro colocara a classificação em risco. Danrlei está ameaçado de ser multado pela diretoria.

Irritado com perguntas sobre a mudança feita na equipe – o questionamento quanto a saída de Otacílio para a entrada do goleiro Silvio -, Evaristo Macedo recusou-se a seguir dando entrevista a um repórter de rádio. Em altos brados, disse que não admitia ser chamado de burro.

O departamento médico do Grêmio aguarda para hoje a chegada de uma tornozeleira inflável, importada dos Estados Unidos, que poderá possibilitar a utilização de Zé Alcino no jogo de amanhã, contra o Guarany. Em condições normais, o jogador está afastado até da partida frente ao Corinthians, 5′ feira, em São Paulo. “Zé Alcino sofreu lesão nos ligamentos do tornozelo e suas chances de jogar são de apenas 5%”, informa o médico João Zanini. O lateral Roger sofreu novas dores no púbis após o jogo contra o Vitória.”(Correio do Povo, segunda-feira, 5 de maio de 1997)

 

 

 

“UMA TARDE DE SOFRIMENTO E NERVOSISMO

Uma lenda na história recente das imediações da Avenida Azenha diz que cada etapa ultrapassada pelo clube em qualquer campeonato sempre deixa o seu torcedor à beira de um ataque de nervos ou de uma visita ao cardiologista mais próximo. Ontem, em Salvador, contra o Vitória, tudo apontava para o contrário. Até os 31 minutos do primeiro tempo, o campeão brasileiro passeava no gamado alto e fofo da Fonte Nova. Entrara em campo podendo perder de 1 a 0 e ganhava por 2 a 0. Se todas as imagens de santos veneradas nas 365 igrejas de Salvador se unissem em uma corrente improvável, ainda assim seria difícil supor qualquer esboço de reação baiana. O Vitória precisava fazer cinco gols. Mas diz a lenda que no Estádio Olímpico nada pode ser tranquilo, nada. Veio a expulsão do goleiro Danrlei. E o sábado gremista virou algo próximo às batalhas heróicas do tempo das Cruzadas, na Idade Média.

Parecia não haver mais tempo para os pouco mais de 50 mil torcedores emoldurarem o cenário imaginado pelos rubro-negros: o abafa desde o começo da partida, como prometera o técnico Arthurzinho. Mas ao sofrer o gol de Gil Baiano, aos 29 minutos do primeiro tempo, Danrlei retardou a reposição da bola em jogo. Terminou expulso. Como o reserva Sílvio está com dedo mínimo da mão esquerda quebrado e inacreditavelmente torto, começava ali o drama gremista. A torcida, que já estava revoltada com o gol de Galvão, se inflamou com a expulsão de Danrlei. Quando Agnaldo empatou, aos 41, a Fonte Nova entrou em ebulição e só não desabou por alguma obra de engenharia eficaz.

Das gerais, choviam pilhas, pedras, latas de cerveja, tênis, pedaços de pau. Próximo às cabines de rádio improvisadas em meio às sociais, um torcedor ensandecido circulava entre os jornalistas. “Digam o que estão fazendo na nossa casa, vocês têm que dizer!”, berrava, batendo nas mesas, atrapalhando a visão dos profissionais gaúchos e utilizando um vocabulário bem menos elegante que o usado pela diplomacia britânica. No campo, a temperatura estava bem acima dos 28°C apontados pelos termômetros.

Irritado com os repórteres baianos, que tinham permissão para ficar ao lado dos reservados, o técnico Evaristo de Macedo discutiu com um deles. O preparador físico Francisco Gonzales, um monges budista de serenidade, perdeu a calma e o empurrou. Confusão. Mais revolta da torcida e policiais militares no reservado gremista. Quando os episódios tornavam rumos realmente perigosos —dois torcedores já tinham invadido o campo para bater no juiz — a Polícia Militar radicalizou: despejou 82 homens dentro na pista atlética. Ao final do jogo, este contingente ultrapassava os 100 policiais. Era como se estivessem em campo Iraque e Arábia Saudita, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. “Foi um jogo para quem tem coração forte, desabafou Evaristo, ofegante. “O mais difícil desde que cheguei ao Grêmio”. Passar pelo inferno da Fonte Nova valeu mais que uma vaga nas semifinais. De acordo com o vice de finanças. Carlos Biedermann, o resultado significará um ingresso de receita de USS 1 milhão nos cofres. Projetando rendas contra o Guarani, pela Libertadores, a as partida de volta contra o Corinthians, no Olímpico, e a venda de objetos com a marca Grêmio.” (Zero Hora, segunda-feira, 5 de maio de 1997)

 

 

“MESMO COM DEZ, GRÊMIO SE CLASSIFCA
Sem o goleiro Danrlei durante a maior parte do jogo (ele foi expulso aos 28min do primeiro tempo), o Grêmio empatou em 3 a 3 com o Vitória, anteontem, em Salvador, e se classificou para as semifinais da Copa do Brasil.
O adversário do time gaúcho será o Corinthians, e a primeira partida acontece na próxima quinta-feira, em São Paulo.
Arce, cobrando escanteio, Rodrigo Graal e Paulo Nunes marcaram para o Grêmio. Gil Baiano, Agnaldo e Chiquinho descontaram para os baianos.” (Folha de São Paulo, 5 maio de 1997)

 

Juca Kfouri: “Para variar, o Grêmio chega à sua quinta semifinal seguida na Copa do Brasil. E chega heroicamente, na Fonte Nova cheia. E com apenas dez jogadores, graças a mais um gesto impensado do goleiro Danrlei, bem expulso por tentativa de retenção de bola pelo árbitro Cerdeira _que, também, validou incorretamente o primeiro gol gaúcho, não marcando a intenção de mão na bola de Mauro Galvão.

Paulo Nunes pode até não ter lugar na seleção mas, sem dúvida, terá um lugar eterno no coração gremista, tal sua competência e dedicação.
O Vitória bem que tentou, mas não foi capaz de tirar a diferença diante do mais copeiro dos times brasileiros. E Bebeto decepcionou.
Em vez de uma semifinal entre os dois clubes patrocinados pelo Excel, teremos a repetição da final de 1995 e a vantagem corintiana é óbvia: joga a primeira em casa contra uma equipe que jogou na quinta-feira pelo Campeonato Gaúcho, sofreu um desgaste brutal em Salvador no sábado e volta a campo amanhã no Olímpico para virar o resultado de 1 a 2 contra o Guarani, do Paraguai, pelas oitavas de final da Taça Libertadores.
Menos mal para o Grêmio que, sem Danrlei, não enfrentará o turbinado Mirandinha, suspenso.
Mas o que se exige do Grêmio mereceria um protesto da Sociedade Protetora dos Animais, já que as entidades defensoras dos direitos humanos não costumam se ocupar das mazelas do calendário do futebol brasileiro.” (Juca Kfouri, Folha de São Paulo, 5 de maio de 1997)

O CHAVECO DO GOLEIRO
O Grêmio vencia o Vitória por 2 x 0, em Salvador, quando o goleiro Danrlei aprontou mais uma das suas. O tricolor brigão engalfinhou-se com os jogadores do Vitória ao catimbar após o primeiro gol baiano. Foi expulso pelo juiz Cláudio Cerdeira e complicou a vida do Grêmio, que se classificou com as calças na mão após um empate de 3 x 3. Mas Danrlei se redimiu. Por uma “incrível coincidência”, na volta de Salvador, o goleiro acabou sentando ao lado do juiz no avião. Conversa vai, conversa vem , os dois acabaram amiguinhos. E em vez de colocar na súmula do jogo a agressão de Danrlei, Cerdeira escreveu “tentiva de retardar a partida”, um crime bem menos grave para o tribunal da CBF” (Placar, Edição n.º 1.128,  Junho de 1997)

Foto: Pisco del Gaiso (Placar)

Coisas do coração
Após o empate com o Vitória em 3 a 3 a classificação para as semifinais da Copa do Brasil, o técnico do Grêmio, Evaristo de Macedo, disse para o presidente do clube, Luís Carlos Silveira Martins, o Cacalo: “Quando as coisas são resultado de uma obrigação profissional, é ótimo. Quando vêm do coração, são melhores ainda.” Cacalo, se disse “emocionado” com o carinho dedicado pelo treinador ao clube.” (Folha de São Paulo, 5 de maio de 1997)

Foto: Valdir Friolin (Zero Hora)

 

Vitória 3×3 Grêmio

VITÓRIA: Nílson; Uéslei (Renato 30/1), Flávio Tanajura, Júnior, Esquerdinha; Hélcio (Humberto 43/2), Bebeto Campos (Baiano 40/2), Chiquinho, Gil Baiano; Agnaldo, Bebeto.
Técnico: Arthurzinho

GRÊMIO: Danrlei; Arce, Luciano, Mauro Galvão e Roger; Dinho (Djair 11/2), Luiz Carlos Goiano, Otacílio (Sílvio 30/1) e Carlos Miguel; Paulo Nunes e Rodrigo Gral (Marco Antonio 10/2)
Técnico: Evaristo de Macedo

Copa do Brasil 1997 – Quartas de Final – Jogo de Volta
Data: 3/5/1997, Sábado, 16h00min
Local: Fonte Nova, em Salvador, BA
Público: 52.229 (42.239 pagantes)
Renda: R$ 445.445,00
Juiz: Cláudio Vinícius Cerdeira-RJ
Auxiliares: Aristeu Tavares e Djalma Beltrami
Cartões Amarelos: Luciano, Rodrigo Gral, Djair
Cartão Vermelho: Danrlei 30/1
Gols: Nílson 08/1T (contra), Rodrigo Gral 27/1T, Gil Baiano 29/1T, Agnaldo 40/1T, Chiquinho 09/2T, Paulo Nunes 31/2T

Brasileirão 1981 – Oitavas de final – Jogo de Volta – Grêmio 2×0 Vitória

April 12, 2021

Foto: Antonio Carlos Mafalda (Zero Hora)

Há exatos 40 anos o Grêmio vencia o Vitória por 2×0, pela partida de volta das oitavas de final do Brasileirão de 1981.

Um detalhe interessante é que naquele domingo foram realizados dois jogos do Brasileirão. O do Grêmio, no Olímpico às 16h e Inter Vs. Atlético-MG no Beira-Rio às 17h.

Foto: Zero Hora

 

“GRÊMIO FOI SUPERIOR E PODERIA TER GOLEADO
O Vitória só se defendeu. Agora, o time pensa no Operário

O resultado de 2 a O para o Grémio, ontem à tarde, no Olímpico até que foi pouco. A equipe de Ênio Andrade Poderia ter goleado o Vitória neste togo em que os baianos precisavam ao menos empatar para continuar na próxima fase da Taça de Ouro. Mas foi o Grémio que superou o Vitória e garantiu a vaga, depois da derrota de 2 a 1 na quinta-feira passada na Fonte Nova em Salvador.

O gol que desarrumou o Vitória surgiu bem no início da partida, aos 6 minutos da primeira fase. Os baianos foram surpreendidos pelo futebol aplicado dos gaúchos que, apoiado pelo incentivo de uma torcida entusiasmada, desde o começo jogava no abafa, tocando o adversário para seu próprio campo.

A equipe do Grémio, desta vez, corrigiu alguns problemas na defesa e no meio-campo, onde a presença de Vilson Tadei despontou, principalmente na organização das jogadas, bem-auxiliado por China na frente da zaga e pela intensa movimentação de Paulo Isidoro. A partir daí, o Grêmio tinha o domínio da partida, tranquilizando ainda mais a defesa: De León e Newmar não viam dificuldades em anular as jogadas pelo meio do ataque do adversário, o mesmo acontecendo com os laterais Paulo Roberto e Casemiro.

O ataque do Grêmio teve no centroavante Heber o seu jogador mais lúcido mesmo quando voltava para fugir da marcação da zaga do Vitória e tentava as tabelas com os companheiros.

As oportunidades, no entanto, Surgiram pelas pontas. Tarciso e Odair tiveram espaços de seus marcadores, mas não souberam aproveitar as falhas do esquema do treinador Belisco.

 

RETRANCA

No tempo final, esperava-se que o Vitória fosse uma equipe mais ambiciosa. Porém, novamente o Grêmio marcava aos 6 minutos, através de uma jogada perfeita de ataque com Odair, Heber e a cabeçada de Tarciso. Na única vez que o Vitória ameaçou o gol de Leão, foi aos 30 minutos, através de Paulinho num chute fora de área: a bola tocou de leve no travessão.

Aliás, o Vitória nunca chegou a preocupar o Grêmio que sempre teve as iniciativas do logo. E, durante a maior parte da partida, ficou mais tempo com a bola no campo do adversário, perdendo inclusive boas situações para aumentar o marcador com Heber (também acertou um chute no travessão de Gelson), Tarciso e Paulo Isidoro, que no final desperdiçou uma bola perto da pequena área, chutando por cima do gol adversário.

Para uma equipe que jogava por um empate, o Vitória mostrou multo pouco. Sem um esquema definido, os baianos, como no jogo em Salvador, mostraram que não tinham condições de passar para a quarta fase do Campeonato. Desde o começo da partida, notava-se uma preocupação exagerada dos jogadores: reter a bola no seu campo, esperando as avançadas do Grêmio, para somente depois tentar os contra-ataques. ê

Como o Grémio conseguiu largar na frente no início do primeiro tempo, restou ao Vitória explorar uma eventual falha defensiva adversária. Mas como está não surgiu, o resultado não poderia favorecer ao time que antes do jogo tinha as melhores chances matemáticas para garantir a vaga. E que afinal, merecidamente, ficou desclassificada. Agora é o Grêmio que parte para a outra fase do nacional, enfrentando o Operário de Campo Grande. O primeiro logo será no Olímpico: a equipe do Ênio Andrade precisa somar os primeiros pontos para ficar mais tranquilo no segundo jogo fora de casa.

 

Placar

1 X 0— Paulo Isidoro, de cabeça, para o Grêmio, aos 6 mín. do primeiro tempo. Depois de um momento de pressão na área do Vitória, a bola foi para escanteio. Odair cobrou pelo lado direito, e Paulo Isidoro, de cabeça, acertou o gol adversário.

2 x 0 — Tarciso, de cabeça, para o Grêmio, aos 3 min do segundo tempo A bola foi lançada de Odair para Heber, caindo pelo lado esquerdo. O atacante fez o cruzamento, e Tarciso, mesmo com pouco ângulo, enganou o goleiro Gelson.” (Zero Hora, segunda-feira, 13 de abril de 1981)

 

Foto: Zero Hora

 

“OPINIÃO: O Grêmio precisava ganhar, por qualquer diferença, para passar para próxima fase. Teve sorte de conseguir fazer um gol no começo do jogo e de ter pela frente um Vitória incapaz de qualquer reação. O segundo gol, no início do 2.ºtempo, foi apenas uma consequência do melhor nível do Grêmio.” ( Revista Placar, Edição n.º 570 – 17 de abril de 1981)

 

Foto: Correio do Povo

 

Grêmio 2×0 Vitória

GRÊMIO: Leão; Paulo Roberto, Newmar, De Léon e Casemiro; Chinao, Paulo Isidoro e Vílson Tadei (Renato Sá, 35 do 2º); Tarciso, Héber e Odair.
Técnico: Ênio Andrade

VITÓRIA: Gélson; Róbson, Xaxá, Otávio Souto e Marquinhos; Zé Augusto, Edson Silva, e Joel Zanata; Ronaldo Cruz (Wílton, intervalo), Tadeu Macrini (Anílton, 24 do 2º), e Paulinho
Técnico: Belisco

Brasileirão 1981 – Oitavas de final – jogo de volta
Data: 12 de abril de 1981, domingo, 16h00min
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre, RS
Público: 36.536 pagantes
Renda: Cr$ 4.716.910,00
Árbitro: José de Assis Aragão (SP);
Auxiliares: Rubens Vera Fuzaro e Mario Isau Ireijo
Cartões Amarelos: Paulo Roberto (GRE) e Otávio Souto (VIT)
Gols: Paulo Isidoro (GRE) 6′ do 1º; Tarciso (GRE) 3′ do 2º;

Brasileirão 1981 – Oitavas de final – Jogo de ida – Vitória 2×1 Grêmio

April 9, 2021

Foto: Zero Hora

 

Há exatos 40 anos o Grêmio era derrotado pelo Vitória, em Salvador, pelo jogo de ida das oitavas de final do Brasileirão de 1981. O tricolor até que fez um bom primeiro tempo e saiu em vantagem em um pênalti sofrido por Vilson Tadei e convertido por Tarciso, mas levou a virada num período de 3 minutos no segundo tempo.

A crônica da Placar chega a sugerir que o treinador BELISCO deu um “nó tático” em Ênio Andrade.

 

 

“OPINIÃO: As substituições feitas pelo técnico Belisco levaram o vitória a virar o jogo com muita justiça, depois de um mal primeiro tempo. Grêmio falhou muito no primeiro tempo.” (Roque Mendes, Revista Placar, Edição n.º 570 – 17 de abril de 1981)

 

Vitória 2×1 Grêmio

VITÓRIA: Gélson; Róbson, Xaxá, Otávio Souto e Marquinhos; Edson Silva, Carlinhos Procópio (Joel 11 do 2º) e Zé Augusto; , Ronaldo Cruz, Anílton (Tadeu Macrini, intervalo), e Paulinho
Técnico: Belisco

GRÊMIO: Leão; Dirceu, Newmar, De Léon e Casemiro; Bonamigo, Paulo Isidoro, Vílson Tadei; Tarciso, Héber (Baltazar 33 do 2º) e Odair.
Técnico: Ênio Andrade

Brasileirão 1981, Oitavas de final – Jogo de Ida
Data: 09 de abril de 1981, quinta-feira, 21h00min
Local: Fonte Nova,, em Salvado, BA
Público: 25.256
Renda: Cr$ 5.027.250,00
Árbitro: Emídio Marques de Mesquita (SP);
Auxiliares: Sérgio Bertgnolli e Euclides Zamperetti
Cartões Amarelos: Gélson, Róbson , Odair, Newmar e Vílson Tadei
Gols: Tarciso (de pênalti) 37 minutos do 1º tempo;;  Zé Augusto (de pênalti) aos 19 minutos e Róbson aos 21 minutos do 2ºtempo;

Brasileirão 2018 – Vitória 0x0 Grêmio

November 26, 2018

2018 vitoria lucas uebel (1)

O Grêmio deu claros sinais de cansaço (e/ou desinteresse, conforme for a leitura do torcedor) e não conseguiu sair do 0x0 com o desesperado (e horas mais tarde, rebaixado) Vitória no Barradão.

Acho pouco provável que numa eventual “Pré-Libertadores” o Grêmio encare um adversário mais fragilizado do que o Vitória nesse momento.  Talvez o time tenha desperdiçado uma oportunidade de começar 2019 com um pouco mais de folga no calendário.

Eu não me canso de dizer que não gosto dessa combinação de uniforme com meia branca, calção e camisas azuis.

2018 vitoria lucas uebel (2)
Fotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Vitória 0x0 Grêmio

VITÓRIA: João Gabriel: Jeferson, Aderllan, Lucas Ribeiro (Bruno Ribeiro, int.), Benítez (Fabiano, 24’/1ºT), Willian Farias, Léo Gomes (Yago, 12’/2ºT), Luan, Rhayner, Lucas Fernandes, Léo Ceará
Técnico: João Burse (interino)

GRÊMIO: Paulo Victor, Léo Moura, Geromel, Kannemann e Cortez,;Michel (Alisson, 38’/1ºT), Cícero, Ramiro, Jean Pyerre (Thonny Anderson, 25’/2ºT) e Everton; André (Jael, 15’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

37ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 25 de novembro de 2018, domingo, 17h00min (horário de Brasília)
Local: Estádio Barradão, em Salvador-BA
Público: 3.759 (3.614 pagantes)
Renda: R$7.581,00
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Rogerio Pablos Zanardo (SP)
Cartões amarelos: Willian Farias; Kannemann, Geromel, Michel e Cícero

Brasileirão 2018 – Grêmio 4×0 Vitória

August 13, 2018

Gremio x Vitoria

Esse 4×0 do time “alternativo” do Grêmio teve trouxe um monte de boas notícias. A primeira delas é encontrada em Douglas, que voltou a fazer gol. Além disso o Grêmio teve Jael bem, Pepê marcando, Matheus Henrique começando a aparecer e Jaílson se candidatando ao retornar ao time titular.

Obviamente é preciso ter em conta que o Vitória atualmente tem uma equipe que flertar fortemente com o descenso. Os visitantes pouco conseguiram atacar e o goleiro Ronaldo por diversas vezes espalmou a bola para o meio da área.

Gremio x VitoriaGremio x Vitoria

– Média de público da Arena em 2018:
23.811 (21.687 pagantes)

– Média de público do Grêmio no Brasileirão 2018:
24.497 (24.455 pagantes)

– Média de público dos 10 jogos anteriores em casa contra o Vitória pelo Brasileirão:
16.301 (14.182 pagantes)

Gremio x VitoriaFotos: Lucas Uebel (Grêmio.net)

Grêmio 4×0 Vitória

GRÊMIO: Paulo Victor, Leonardo, Paulo Miranda, Marcelo Oliveira e Bruno Cortez; Jailson; Matheus Henrique (Maicon, aos 16/2ºT), Marinho (Alisson, aos 9/2ºT), Douglas e Pepê (Everton, aos 30/2ºT); Jael
Técnico: Renato Portaluppi

VITÓRIA: Ronaldo; Jeferson, Kanu, Juan Renato e Bryan; Ramon (Erick, aos 16/2ºT), Rodrigo Andrade (Lucas Fernandes, aos 29/2ºT), Meli, Neilton e Yago; Walter Bou (Wallyson, aos 37/2º)
Técnico: João Burse

18ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2018
Data: 12/8/2017, domingo, 19h00min
Local: Arena do Grêmio, em Porto Algre-RS
Público: 17.717 (16.146 pagantes)
Renda: R$ 446.800,00
Árbitro: Bruno Arleu de Araújo (RJ)
Auxiliares: Luiz Claudio Regazone (RJ) e Carlos Henrique Cardoso de Souza (RJ)
Cartões amarelos: Ruan Renato, Rodrigo Andrade, Kanu (VIT)
Gols: Douglas, aos 11, e Jaílson, aos 20 minutos do primeiro tempo; Pepê, aos 11, e Everton, aos 36 minutos do segundo tempo

Brasileirão 2017 – Grêmio 1×1 Vitória

November 13, 2017

38315610206_cb99b06323_k

Não há como negar ou mesmo tentar disfarçar que o foco do Grêmio está voltado para a Libertadores. Ontem, com um time quase todo titular,  o tricolor acabou atuando num ritmo mais lento, como se estivera treinando. E assim não saiu do empate com o “desesperado” Vitória.

Patric (em posição de impedimento) abriu o placar para os visitantes aos 15 minutos do primeiro tempo. Pouco depois, Fernandinho empatou, completando de cabeça uma boa jogada de Leonardo Gomes (que se saiu bem atuando improvisado de lateral esquerdo).

No segundo tempo, aos 12 minutos, o juiz errou/exagerou ao mostrar o segundo amarelo para Fillipe Souto do Vitória. E mesmo atuando por mais de meia hora contra 10 adversários, o Grêmio não conseguiu marcar o gol da virada.

37656325824_79c1e57b78_k

Até hoje o Grêmio atuou quatro vezes como mandante no Alfredo Jaconi pelo Brasileirão. Média de público nesses jogos é de 13.516 (11.573 pagantes)

Achei muito legal que a comunicação do Grêmio tenha usado a foto que tirei no Alfredo Jaconi em 2014 para ilustrar a chamada desse jogo. Mas não custava nada ter dado o devido crédito ao autor da foto.

38370474151_4c474af615_kFotos: Rodrigo Rodrigues (Grêmio.net)

Grêmio 1×1 Vitória

GRÊMIO: Paulo Victor; Léo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Leonardo (Everton, aos 21/2ºT); Jailson (Jael, aos 29/2ºT) , Arthur, Ramiro, Luan e Fernandinho (Patrick, aos 44/2ºT); Lucas Barrios.
Técnico: Renato Portaluppi

VITÓRIA: Fernando Miguel; Patric, Kanu, Bruno Bispo e Geferson; Ramon, José Welison e Fillipe Soutto; Neílton (Caíque Sá, aos 19/2ºT), Tréllez (André Lima, aos 36/3ºT) e David (Renê, aos 41/2ºT).
Técnico: Vagner Mancini

34ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2017
Data: 12/11/2017. domingo, 17h00min
Local: Alfredo Jaconi,  em Caxias do Sul – RS
Público: 17.003 (14.587 pagantes)
Renda: R$ 580.980,00
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza (SP)
Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Cartões amarelos: Fillipe Soutto e Kanu (VIT)
Cartão vermelho: Fillipe Soutto (12 minutos do 2ºT)
Gols: Patric, aos 15 e Fernandinho, aos 18 minutos do primeiro tempo

Brasileirão 2017 – Vitória 1×3 Grêmio

July 20, 2017

2017 vitoria 1x3 gremio margarida neide a tarde

O Grêmio teve mais uma boa atuação e mais uma vez teve um resultado positivo jogando fora de casa. O primeiro tempo no Barradão foi de total domínio tricolor sobre o Vitória. Aos 7 minutos Fernandinho (em noite inspirada) fez 1×0 cobrando falta por ele mesmo sofrido. Aos 43 Arthur completou para as redes após uma longa troca de passes do time do Grêmio.

Os mandantes tentaram reagir no segundo tempo, e chegaram a descontar na cabeçada de David após bola erguida na área aos 12 minutos. Mas o jogo aéreo era a única arma do Vitória e o Grêmio acabou assegurando os três pontos num belo chute de Ramiro aos 17 minutos da etapa final.

2017 vitoria 1x3 gremio (4)2017 vitoria 1x3 gremio (3)

Interessante notar que o Grêmio jogou muito bem sem dois dos seus principais atletas (Luan e Geromel). Com essas ausências, Renato mudou um pouco o jeito do time jogar. Fernandinho atuou aberto pela direita enquanto Ramiro passou a atuar mais centralizado.

Teve gente que viu o time num 4-3-3 enquanto outros enxergaram um 4-1-4-1. O certo é que Maicon sempre atuou mais recuado do que Arthur e Ramiro, e o capitão gremista foi muito bem nessa função.

Eu fico um pouco incomodado com essa tendência moderna dos estádios brasileiros de a rede da goleira ser colocada tão firme que a bola acaba sempre sendo devolvida para dentro do campo. Já é o segundo golaço do Grêmio  no ano que tem sua plástica diminuída por isso. Primeiro foi o do Luan no Maracanã. Ontem foi o do Ramiro.

2017 vitoria 1x3 gremio (2)
Fotos: Margarida Neide (A Tarde) e Mauricia da Matta (Vitória)

Vitória 1×3 Grêmio

VITÓRIAFernando Miguel; Caíque Sá (Patric, 21’/2ºT), Alan Costa, Kanu e Geferson; Uilian Corrêa, Renê Santos (David, intervalo), Carlos Eduardo e Cleiton Xavier (Yago, 10’/2ºT); Santiago Trellez e André Lima
Técnico: Alexandre Gallo

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edilson, Rafael Thyere, Kannemann e Cortez; Maicon (Jailson, 24’/2ºT), Ramiro e Arthur; Fernandinho; Lucas Barrios (Everton, 14’/2ºT) e Pedro Rocha (Marcelo Oliveira, 37’/2ºT).
Técnico: Renato Portaluppi

15ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2017
Data: 19/7/2017, quarta-feira, 19h30min
Local: Barradão, em Salvador -BA
Árbitro: Péricles Bassols Cortez (PE)
Auxiliares: Clovis Amaral da Silva (PE) e Cleberson do Nascimento Leite (PE)
Público 5.541 pagantes
Renda: R$ 64.708,00
Cartões amarelos: Renê Santos, Trellez; R.Thyere, Kannemann,  Barrios
Gols: Fernandinho, aos 7, e Arthur, aos 43 minutos do primeiro tempo; David, aos 12 e Ramiro, aos 17 minutos do segundo tempoo

Brasileirão 2016 – Vitória 0x1 Grêmio

October 17, 2016

30067082471_a5cecdb0f7_k

O Grêmio suportou como pôde a pressão inicial do Vitória. Aos poucos foi ficando mais confortável em campo e criou chances em contra-ataques. Mas o 1×0 só foi sair em um lance de bola parada no segundo tempo, que Douglas cruzou para área e Jaílson deu um leve desvio para mandar a bola pro fundo do gol.
henrique-almeida
Fotos: Francisco Galvão (EC Vitória)

Vitória 0x1 Grêmio

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diogo Mateus, Ramon, Kanu e Diego Renan; Willian Farias (Euller, 33’/2ºT), Marcelo e Tiago Real (Serginho, 12’/2ºT); Marinho (Vander, 38’/1ºT), Kieza e Zé Love
Técnico: Argel Fucks

GRÊMIO: Marcelo Grohe (Bruno Grassi, Intervalo); Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Iago; Walace, Jailson, Ramiro, Pedro Rocha (Wallace Reis, 43’/2ºT) e Douglas; Henrique Almeida (Everton, 27’/2ºT)
Técnico: Renato Portaluppi

29ª Rodada – Campeonato Brasileiro 2016
Data: 5/10/2016, quarta–feira, 19h30min
Local: Arena Fonte Nova, Salvador – BA
Público: 19.652 pagantes
Renda: R$ 447.297,50
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Auxiliares: Luiz Antônio Barbosa (MG) e Marconi Helbert Vieira (MG)
Cartões amarelos: Vander, Kanu e Willian Farias; Iago, Kannemann e Pedro Rocha
Gol: Jailson, aos 8 minutos do 2º tempo