Copa do Brasil – Santos 1×0 Grêmio

Santos e Grêmio fizeram um jogo bem enfadonho ontem na Vila Belmiro. Renato permaneceu com o 3-5-2 com três volantes e nenhum meia. O desempenho não foi tão bom quanto as partidas anteriores, lembrando mais o jogo contra o Bahia, uma vez que o tricolor truncou o jogo, não permitindo que o adversário criasse ao mesmo tempo que era igualmente pouco incisivo no ataque. Oportunidades mesmo só ocorreram no segundo tempo. O Grêmio se mostrava um pouco melhor em campo e teve as melhores chances. Barcos e Kleber chegaram perto de abrir o marcador em conclusões de cabeça. Souza quase superou o goleiro Aranha ao apanhar um rebote. Mas quem acabou marcando foi o Santos, já aos 36 minutos, quando Montillo fez jogada pela ponta esquerda e cruzou para Gabriel colocar no canto de Dida.

O 1×0 acabou sendo um vantagem muito maior do que o Santos merecia. Por ter sido derrotado fora de casa sem marcar gols o Grêmio acaba ficando numa situação complicada para o jogo de volta. Complicada, mas plenamente reversível.

Oscilações nas atuações no time de futebol são normais. Era improvável que o time fosse manter essa sequência de vitórias até o final do ano. O triste é que pela segunda vez no ano o Grêmio foi a Vila Belmiro, enfrentou um arremedo de equipe do Santos, foi levemente superior e mesmo assim não saiu de lá com a vitória.

Vejo muitas críticas ao Bressan. Muita delas podem ser atribuídas a triste necessidade que parte da torcida gremista tem de querer achar um bode expiatório em cada derrota. Mas algumas das críticas são válidas. Acho importante ressaltar que ele caiu de rendimento a partir do momento que foi atuar de stopper, tendo que por vezes ir até linha lateral para combater um adversário, algo que não fazia no 4-4-2.

O Grêmio, com 3 volantes e 3 zagueiros, mostra alguma solidez defensiva, mas não poderia ter permitido que Montillo encontrasse tanto espaço e conseguisse acionar Gabriel livre dentro da área na jogada do gol santista.

É muito estranho que o Durval tenha recebido somente cartão amarelo pela entrada que deu em Barcos. Foi a mesma punição que outros atletas sofreram por faltas bem menos violentas. Ademais, a regra prevê cartão vermelho para o jogador “culpado de jogo brusco grave“.

Kleber mais uma vez jogou bem. Parecer ter consolidado a volta as boas atuações. Ainda assim acho que ele pode render um pouco mais, sendo mais decisivo.

 

Fotos: Ivan Storti (Lance e Santos FC)

Santos 1×0 Grêmio

SANTOS: Aranha; Galhardo (Alan Santos – 39’/2ºT), Edu Dracena, Durval e Mena; Alison, Marcos Assunção (Leandrinho – Intervalo), Cícero e Montillo; Thiago Ribeiro e Neílton (Gabriel – 23’/2ºT). Técnico: Claudinei Oliveira
GRÊMIO: Dida; Bressan, Rhodolfo e Werley; Pará, Ramiro (Lucas Coelho – 40’/2ºT), Souza, Riveros (Guilherme Biteco – 31’/2ºT) e Alex Telles; Kleber (Matheus Biteco – 36’/ºT) e Barcos.
Técnico: Renato Portaluppi
Copa do Brasil 2013 – Oitavas de final – Jogo de ida
Data: 21/8/2013, quarta-feira, 19h30min 
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Público total: 6.195
Renda: R$ 173.547,00
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Auxiliares: Carlos Berkenbrock (SC) e Luiz Carlos Silva Teixeira (BA)
Cartões amarelos: Montillo, Edu Dracena, Durval, Neílton, Gabriel, Barcos, Bressan, Kleber
Gol: Gabriel, aos 36 minutos do segundo tempo.
Advertisements

One Response to “Copa do Brasil – Santos 1×0 Grêmio”

  1. Anonymous Says:

    Imagina se fosse o Celso Roth escalando 3 zagueiros e 3 volantes e ainda perdendo o jogo. Mas o Renato pode, né??????

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s


%d bloggers like this: